Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/315879
Type: TESE DIGITAL
Title: Análise por UHPLC-MS de acetato de octreotida e seus produtos de degradação
Title Alternative: Analysis by UHPLC-MS of octreotide acetate and its degradation
Author: Ramos, Diego Aparecido, 1988-
Advisor: Sawaya, Alexandra Christine Helena Frankland, 1958-
Abstract: Resumo: O insumo farmacêutico ativo acetato de octreotida é um análogo octapeptídeo da somatostatina, apresentando efeitos farmacológicos similares aos do hormônio natural, porém, com maior potência e duração de ação consideravelmente prolongada. O fármaco inibe a secreção do hormônio de crescimento e de outros hormônios e peptídeos produzidos pelo sistema endócrino gastroenteropancreático, sendo utilizado como princípio ativo de medicamentos indicados principalmente para o tratamento da acromegalia. O desenvolvimento de medicamentos com o acetato de octreotida é comercialmente interessante para a indústria farmacêutica brasileira, sendo que a matéria-prima deve apresentar adequado teor e quantidade de impurezas dentro dos limites aceitáveis. Como não há monografias oficiais para o fármaco nas principais farmacopeias de referência, um procedimento analítico para determinar o teor de octreotida na matéria-prima em solução foi desenvolvido usando cromatografia líquida de ultra-alta eficiência acoplada à espectrometria de massas (UHPLC-MS) com ionização por eletrospray em modo positivo. O método foi validado conforme parâmetros recomendados pela ANVISA, sendo considerado aprovado nos parâmetros de especificidade, linearidade, exatidão, precisão e precisão intermediária. O método analítico estabelecido também foi utilizado para avaliar o teor de octreotida e detectar a formação de produtos de degradação em estudos de degradação forçada do fármaco (avaliando-se os efeitos da temperatura, umidade, oxidação, exposição fotolítica, íons metálicos e diferentes valores de pH sobre a octreotida) e de estabilidade acelerada, os quais foram realizados com amostras do fármaco mantidas por 6 meses em câmaras com temperatura controlada (à 23 ºC, 5 ºC e -20 ºC). O principal composto de degradação da octreotida descrito pela literatura, [des-Thr-ol8]-Octreotide (TRR 1,13 e m/z 467,5), e a impureza de síntese/degradação [L-Phe1]-Octreotide (TRR 1,58 e m/z 510,5) foram identificados de maneira inequívoca nas amostras. Dessa maneira, concluiu-se que o procedimento proposto para a análise pode ser aplicado na rotina, pois apresentou adequada separação cromatográfica tanto para o pico da octreotida quanto para os picos das impurezas de degradação em tais estudos

Abstract: The active pharmaceutical ingredient octreotide acetate is a somatostatin octapeptide analogue, with pharmacological effects similar to the natural hormone, but with significantly greater potency and extended duration of action. The drug inhibits the secretion of the growth hormone (GH) and the secretion of other hormones and peptides produced by the gastroenteropancreatic endocrine system, being used as the active pharmaceutical ingredient of medicines indicated primarily for the treatment of acromegaly. The development of medicines with octreotide acetate is a commercially interesting option for the Brazilian pharmaceutical industry, with adequate content of octreotide in the raw material and amounts of impurities within acceptable limits. Since there are no official monographs for the drug in the major reference pharmacopoeias, an analytical methodology using ultra-high performance liquid chromatography coupled with mass spectrometry (UHPLC-MS) with electrospray ionization in the positive ion mode was developed. The method was validated according to the parameters recommended by ANVISA, and considered approved regarding the parameters of specificity, linearity, accuracy, precision and intermediate precision. The analytical method was also used to evaluate the octreotide content and to detect the degradation products by means of forced degradation studies (evaluating the effects of temperature, moisture, oxidation, photolytic exposure, the presence of metallic ions and different pH values on octreotide) and in the accelerated stability studies, which were performed with active substance in samples stored for 6 months in chambers with controlled temperature (at 23º C, 5 ºC and -20 ºC). The main degradation compound of octreotide described in the literature, [des-Thr-ol8]-Octreotide (RRT 1.13 and m/z 467.5), and synthesis/degradation impurity [L-Phe1]-Octreotide (RRT 1.58 and m/z 510.5) were unambiguously identified in samples. Thus, it was concluded that the proposed analysis procedure may be routinely applied because it showed appropriate chromatographic separation for the peak of octreotide as well as for peaks of degradation impurities in such studies
Subject: Acetato de octreotida
Cromatografia liquida de ultra eficiencia (CLUE)
Espectrometria de massas
Produto de degradação
Validação de métodos
Estabilidade de medicamentos
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2016
Appears in Collections:IB - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Ramos_DiegoAparecido_M.pdf1.76 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.