Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/315852
Type: TESE
Title: Dieta, padrão de atividades e area de vida de Alouatta belzebul discolor (Primates, Atelidae) em Paranaita, norte de Mato Grosso
Author: Pinto, Liliam Patricia
Advisor: Setz, Eleonore Zulnara Freire, 1953-
Abstract: Resumo: Este estudo aborda aspectos da ecologia de um grupo composto por sete a nove bugios-de-mãos-vermelhas (Alouatta belzebul discolor) em mata primária no norte do estado de Mato Grosso, sul da Amazônia. É relatada a presença de mais uma espécie de bugio na área, Alouatta seniculus, com descrição das suas interações. A dieta, o padrão de atividades diárias e a área de vida de A. b. discolor foram investigados através do método de varredura instantânea durante dez meses, entre outubro de 1999 e outubro de 2000. Durante 45 dias completos, os bugios se alimentaram de 67 espécies de plantas (N=2039 registros de alimentação) de 24 famílias. Dialium guianense (Leg. Caesalpinioideae) foi a espécie mais utilizada na alimentação. Os frutos foram os itens mais consumidos (55,0%), seguidos de folhas novas (19,8%) e flores (5,7%). A participação de folhas maduras na dieta foi pequena (5,0%). Casca de árvores, lenho de tronco vivo, madeira em decomposição e ramos lenhosos juntos perfizeram 10,2% da dieta. Durante todo o período, o grupo gastou 58,7% de tempo em repouso, 20,0% em alimentação, 14,2% em viagem, 4,0% em movimentação, e 2,1% em interações sociais. Não houve diferenças significativas entre as estações chuvosa e seca no tempo dedicado às principais atividades. No entanto, a distribuição das atividades ao longo do dia foi diferente nas duas estações. Na estação chuvosa, o recolhimento para a árvore de dormir se deu mais cedo e houve um número menor de picos de atividades do que na estação seca. Os bugios utilizaram três tipos de ambientes: terra firme, igapó e açaizal. A área de vida calculada pelo método de quadrículas foi de 50,1 ha, sendo 23,0 ha de floresta de terra firme, 4,0 ha de açaizal, e 23,1 ha de igapó. Com o método do polígono convexo, obteve-se 63,2 ha. Áreas de vida maiores que a observada neste estudo só foram encontradas anteriormente para espécies vivendo na América Central. O percurso diário médio do grupo foi de 761 m (N = 45) e não variou significativamente entre as estações. Frutos de Dialium guianense foram abundantes durante a estação seca. A utilização intensiva deste item contribuiu para a ausência de variação sazonal significativa no consumo de frutos, nos padrões de atividade e de uso do espaço

Abstract: This study treats the feeding ecology of a group of seven to nine red-handed howlers (Alouatta belzebul discolor) in primary forest ITom the northem Mato Grosso State, southem Amazon. Another species of howler monkey is reported for the area, Alouatta seniculus, and their interactions described. Diet, activity pattems, day range and home range in A. b. discolor were investigated through instantaneous scan sampling over 10 months between October 1999 and October 2000. During 45 complete days, howlers fed on 67 plant species (N=2039 feeding registers) ITom 24 families. Dia/ium guianense (Leg. Caesalpinioideae) was the most used species. Its fTuits were the most consumed plant part (55.0%), followed by new leaves (19.8%) and flowers (5.7%). Mature leaves formed only a small proportion (5.0%) of the diet. Bark, live wood, dead wood and woody branches all together comprised 10.2% ofthe diet. During the study period, the group spent 58.7% ofits time sleeping, 20.0% feeding, 14.2% traveling, 4.0% moving inside trees, and 2.1 % in social interactions. There were no significant differences in time budget between the rainy and the dry season. Activity budgets along the day differed between seasons. In the rainy season, there were fewer activity peaks, and retreat to the sleeping place occurred earlier than in the dry season. Home range, calculated using a superimposed grid, was 50.1 ha. Howlers used all three habitat types: 23 ha upland forest, 4 ha palm forest, and 23.1 ha floodplain forest. The convex polygon method gave a home range of 63.2 ha. Home ranges larger than those reported have only been observed in Central American species. Average day range was 761 m (N = 45) and did not differ significantly among seasons. Dia/ium guianense fTuits were abundant during the dry season, and their intensive use contributed to the absence of significant seasonal variations in fTuit consumption, activity pattem and day range
Subject: Primatas - Ecologia
Dietas
Mamífero - Ecologia
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2002
Appears in Collections:IB - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Pinto_LiliamPatricia_M.pdf5.25 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.