Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/315850
Type: TESE
Title: Uso de habitat pelo bugio, Alouatta fusca Clamitans, em um fragmento florestal em Lençois Paulista-SP
Author: Martins, Cristiana Saddy
Advisor: Setz, Eleonore Zulnara Freire, 1953-
Abstract: Resumo: O uso de habitat por um grupo de três bugios (Alouatta fusca clamitans) foi estudado em um fragmento de 165 hectares de mata mesófila semidecídua na região de Lençóis Paulista, oeste de São Paulo. Aspectos da dieta dos animais, uso do tempo e uso do espaço foram investigados num período de 12 meses. Paralelamente foi realizada a descrição florística da área de estudo e o acompanhamento fenológico das espécies arbóreas. Através do método de parcelas foram amostradas 754 árvores (CAP = 32 cm), pertencentes a 38 famílias e 90 espécies. As observações da dieta e uso do tempo foram realizadas através do método "scan", a intervalos de dez minutos. Em trinta e quatro dias inteiros obteve-se 3.523 registros somando 408 horas de observação dos primatas. o uso do espaço foi estudado marcando o quadrado de 50x50 metros em que o grupo se localizava em mapas, a intervalos de 30 minutos. Os bugios consumiram partes de 34 espécies vegetais, sendo que os registros de dieta inc1uiram 66% de folhas maduras, 19% de frutos maduros, 10% de folhas jovens e 2% de frutos imaturos. As espécies mais utilizadas foram Ficus hirsuta e Pyrostegia venusta. O consumo de folhas maduras esteve presente durante todo o ano, mas foi significativamente maior nos meses de Junho a Agosto. Houve um consumo sazonal de folhas jovens (de Setembro a Novembro) e frutos maduros (de Dezembro a Fevereiro). A utilização de folhas maduras e jovens, assim como de frutos maduros apresentou correlação com a abundância destes itens na fenologia. Em relação ao uso do tempo, o descanso predominou, totalizando 77% do tempo amostrado, seguida da movimentação (12%) e alimentação (10%). Os bugios dispendem mais tempo se deslocando e se alimentando no verão. A área de uso total ('home range") calculada pelo método de somatório dos quadrados foi de 12,5 ha, com uma área central de utilização de 4 ha. Não houve diferenças entre a área utilizada e as distâncias diárias percorridas entre estações, embora na primavera e verão os bugios utilizem o espaço de forma mais restrita. Avaliando os resultados sob a ótica do forrageamento ótimo, pode-se perceber uma mudança de estratégia pelos bugios nas diferentes épocas do ano. Utilizam a estratégia de alto custo/alto retomo no uso do habitat, durante os períodos de maior oferta de recursos (época chuvosa). Há um maior dispêndio de energia em atividades como deslocamento e alimentação, porém o retomo também é maior devido ao consumo de itens alimentares mais energéticos. E na época de escassez de recursos (época seca), utilizam a estratégia de baixo-custo/baixo-retorno. Comparando-se os resultados deste estudo com outros estudos realizados com a mesma espécie, os bugios em Lençóis Paulista utilizam menos espécies vegetais na dieta, mais folhas maduras e uma área de vida maior, o que pode ser explicado pelo formato estreito do fragmento utilizado, pelo grau de perturbação do habitat e pela baixa densidade de bugios no local

Abstract: The habitat use of a group of three brown howler monkeys (Alouatta fusca clamitans) was studied in a fragment with 165 ha of semideciduous forest in Lençóis Paulista, west of São Paulo State. Aspects of diet, time budgets and space use of the animals were investigated during 12 months. It was carried out also the fIoristic study of the area and the phenology of the trees. Through the "quadrat method" 754 trees with CBH = 32 cm were sampled, belonging to 38 families and 90 species. The diet and space use observations were carried out through the "scan sampling" method using ten minutes intervalo Thirty-four whole days were sampled and 3.523 records were obtained in 408 hours of field observations. The space use was studied ploting the primate group locations in a map with quadrats of 50x50 meters each 30 minute. The howlers consumed parts of 34 plant species, and the diet records included 66% of mature leaves, 19% ofripe fruits, 10% ofyoung leaves and 2% ofunripe fruits. The most consumed species were Ficus hirsuta and Pyrostegia venusta. Mature leaves were used during the whole year, but consumption was significant higher from June to August. There was a seasonal consumption of young leaves (from September to November) and ripe fruits (from December to January). The mature, young leaves and ripe fruits use showed correlation with the abundance found in the phenology. Regarding time budgets, resting is predominant, with 77% of the records, followed by moving (12%), and feeding (10%). The howlers spent more time moving and feeding during summer (December to February). The home range calculated using the "summed quadrats" method was 12,5 ha, with a core area of 4 ha. There was no difference between the area used and the daily distances among the seasons, although during spring and summer the howlers had used the area in a restrict way. Analysing the results according to the optimal foraging theory, the animals changed the strategy of habitat use according to the seasons. They have a high cost/high benefit strategy of habitat use during periods of great abundance of resources. They spent more energy, but they have also a greater return, because of the use of more energetical food itens. And during the season with scarce resouces, they have a strategy of low-cost/Iowreturn. Comparing the results of this study with other studies carried out with the same species, the howlers in Lençóis Paulista used less plant species in the diet, more mature leaves and they have a larger home range. The format of the fragment (thin and long), the disturbance degree of the habitat and the low density of howlers in the study site are probably the reasons for these findings
Subject: Habitat (Ecologia)
Dietas
Primatas
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 1997
Appears in Collections:IB - Dissertação e Tese

Files in This Item:
File SizeFormat 
Martins_CristianaSaddy_M.pdf4.47 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.