Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/315846
Type: DISSERTAÇÃO
Degree Level: Mestrado
Title: Efeito da adrenalectomia na evolução da doença de Chagas experimental em ratos wistar machos infectados com cepa Y de Trypanosoma cruzi
Author: Lopes, Elaine Simões Guerra
Advisor: Albuquerque, Sergio de
Abstract: Resumo: Os glicocorticóides são agentes terapêuticos, amplamente utilizados na terapia imunosupressora em doenças auto-imunes. O presente trabalho tenta avaliar as interações entre os glicocorticóides das glândulas adrenais e seus efeitos sobre a evolução da patogenia experimental chagásica em ratos Wistar machos, inoculados intraperitonialmente (i.p.), com 1x105 tripomastigotas sangüícolas, da cepa Y de Trypanosoma cruzi, e dividido em grupos: Controle sem infecção (CNI) e infectado (CI); Sham sem infecção (SHNI) e infectado (SHI); animais adrenalectomizados sem infecção (ADXNI) e infectado (ADXI); e animais adrenalectomizados com reposição de dexametasona sem infecção (A+DNI) e infectado (A+DI). Os parâmetros utilizados para esta avaliação foram: adrenalectomia, parasitemia, hemograma, dosagem de óxido nítrico e histopatologia do coração, baço, fígado e timo. O pico de parasitemia ocorreu no 9º dia após o inóculo, o que condiz com a literatura. O hemograma não apresentou alterações relevantes tanto para a série eritrocitária como para a série leucocitária, mostrando apenas uma ligeira tendência nos A+D, uma polictemia. Sabe-se da importância da produção de óxido nítrico (NO), para o controle da infecção sobre diversos parasitas intracelulares. A análise dos dados revelou que a adrenalectomia não alterou de forma significativa a produção de NO, mesmo no grupo A+D. Este último foi o que apresentou os menores níveis parasitêmicos e a mais alta produção de NO. As alterações histopatológicas durante o decurso da doença de Chagas não foram expressivas. A avaliação das modificações morfológicas do baço, fígado, coração e timo, permitiu a visualização de parasitismo tecidual somente no coração. A análise cariométrica mostrou alterações significativas entre os grupos, principalmente nos animais A+D, que apresentaram núcleos hipertrofiados. De uma maneira geral, podemos inferir que a resposta imune não foi prejudicada em função da adrenalectomia ou reposição de dexametasona

Abstract: Glucocorticoids are therapeutic agents widely used for auto-immune diseases. The number of papers concerning to the actions of glucocorticoids are still not well stabilished. The aim of this work is to evaluate the interactions between adrenal glucocorticoids and its effects on the development of experimental chagasic infection in male Wistar rats infected with 1x105 blood stage tripomastigotes of Trypanosoma cruzi Y strain. Experiments were prformed in groups of animals as follow: Infected and non-infected control (IC and NIC), Infected and non-infected sham operated animals (ISH and NISH), Infected and non-infected adrenalectomized (IADX and NIADX) and Infected and non-infected adrenalectomized with dexametasone reposition (IA+D and NIA+D). The parameters used for assessment were: adrenalectomy, parasitemia, hemogram, NO quantification and histopathological obdervations of heart, thymus, spleen and liver. The peak of parasitemia occured on the 9th. day after infection. The hemogram did not show significant alterations for both erythrocytic and leucocitary series. A slight tendency in displaying policitemia was found in adrenalectomized with dexametasone repositions groups. Nitric Oxide was a major factor in controlling intracellular pathogens. The results revealed that adrenalectomy did not change significantly alter NO production, even in adrenalectomized animals with dexametasone reposition. The latter group showed the most significant low level of parasitemia as well as the highest level of NO production. Histopathological observations did not show any important alterations. Amastigote burdens were found only among heart fibers. The cariometric evaluation showed some alterations, mainly in adrenalectomized group with dexametosone reposition where hypertrofic and more eliptoid nucleus were observed. The adrenalectomy or dexametasone reposition did not change the immune response to T.cruzi. The resistant Wister rat strain used in this work contributed to attenuate the level of parasitemia
Subject: Trypanosoma cruzi
Histopatologia
Óxido nítrico
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2003
Appears in Collections:IB - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Lopes_ElaineSimoesGuerra_M.pdf4.31 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.