Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/315820
Type: TESE
Degree Level: Doutorado
Title: Ecologia geografica de Tropidurus torquatus (Squamata : Tropiduridae) em areas de restinga da costa sudeste e sul-nordeste do Brasil : aspectos reprodutivos, ecologia termica e comunidades de nematodeos associados
Author: Kiefer, Mara Cintia
Advisor: Rocha, Carlos Frederico Duarte da
Abstract: Resumo: Estudos sobre ecologia geográfica permitem detectar a ocorrência de variação nos diferentes atributos ecológicos de uma espécie ao longo de sua distribuição geográfica e avaliar em que extensão fatores históricos e/ou ambientais locais explicam essas variações. O lagarto tropidurídeo Tropidurus torquatus possui ampla distribuição geográfica, constituindo uma espécie apropriada para estudos de ecologia geográfica. Neste estudo foram investigados três aspectos da ecologia de T. torquatus (ecologias reprodutiva, térmica e parasitária) em 10 populações de restinga nos estados do Rio de Janeiro, Espírito Santo e Bahia, incluindo a quase totalidade da extensão da distribuição costeira da espécie. O tamanho mínimo na maturidade foi semelhante para as fêmeas das várias populações, embora os tamanhos corpóreos médios tenham variado. O tamanho médio das ninhadas foi, em geral, baixo e pouco variável, predominantemente constituído por dois ovos e pouco influenciado pelo tamanho da fêmea. O volume dos ovos foi afetado pelo tamanho da fêmea e variou entre as populações. Houve evidência de que as fêmeas produzem mais de uma ninhada por estação reprodutiva em quase todas as restingas. Todas as populações tiveram dimorfismo sexual no tamanho do corpo e, exceto em Maricá, também no tamanho da cabeça, com os machos sempre maiores do que as fêmeas. A variação geográfica existente no tamanho da ninhada e dos ovos pôde ser explicada por fatores filogenéticos (tamanho corpóreo), mas os fatores ambientais locais (estrutura do habitat e características climáticas) também parecem ter influenciado alguns atributos ecológicos (tamanho da ninhada). As populações litorâneas de T. torquatus têm tamanho corpóreo médio menor do que as interioranas e as insulares, resultando em diferenças nos vários aspectos reprodutivos e apontando para a possibilidade de que elas constituam um grupo diferenciado dentro da espécie. As temperaturas corpóreas médias em atividade das populações de T. torquatus de restinga foram semelhantes às temperaturas corpóreas registradas para outras populações da espécie. As temperaturas do substrato e do ar influenciaram conjuntamente a temperatura corpórea dos lagartos, mas a importância relativa dessas fontes de calor variou entre as localidades em função das condições climáticas locais. Na maioria das populações, a temperatura do ar predominou como a principal fonte de calor utilizada pelos lagartos. A termorregulação primariamente ativa foi constatada para várias populações: à medida em que as temperaturas ambientais aumentam, os lagartos termorregulam mais ativamente para evitar o aquecimento excessivo. A hipótese de conservatividade filogenética foi comprovada para essas populações: as temperaturas corpóreas em atividade tendem a permanecer constantes ao longo da distribuição geográfica da espécie e as diferenças constatadas resultam da influência das temperaturas ambientais locais sobre elas. Em relação aos helmintos endoparasitas associados, foram registradas pelo menos oito espécies de helmintos infectando as populações de T. torquatus nas restingas estudadas. Dentre os nematódeos, foram encontradas quatro espécies"core" (P. lutzi, P. retusa, S. oscari e P. sceleratus), três espécies secundárias (P. venancioi, S.lacertilia e S. intermedia) e uma espécie cuja infecção foi acidental (H. boddaertii). A composição das comunidades de helmintos variou pouco, pois as espécies "core" ocorreram em todas ou em quase todas as populações do lagarto. A principal variação geográfica ocorreu na estrutura das comunidades componentes, pois as espécies tiveram diferentes abundâncias ao longo das populações. O tamanho do corpo do lagarto influenciou significativamente a riqueza de nematódeos e/ou a intensidade da infecção pelos helmintos em todas as populações. Quando comparado com outras espécies de lagartos, T. torquatus tem uma fauna de helmintos rica e complexa e parece constituir uma espécie-chave para a comunidade de parasitas das restingas onde ocorre, pois é importante para manter a riqueza e a estrutura dessas comunidades

Abstract: Studies of geographical ecology can detect variation in a species' ecological attributes along its geographical range, and determine the extent to which historical factors and/or local environmental factors can explain such variations. The wide geographic distribution of the tropidurid lizard Tropidurus torquatus makes it a good model for geographical ecology studies. In the present work three ecological aspects (reproductive traits, thermal ecology and parasite ecology) of T. torquatus were investigated in 10 populations of "restinga" (coastal sand dune) habitats along the coast of the states of Rio de Janeiro, Espírito Santo and Bahia. The minimum size at maturity of the females of T. torquatus was similar in all studied populations, although the mean body size varied. Mean c1utch size was low and showed little variation. The c1utch usually contained two eggs, most1y independent of female body size. Egg size was determined by female body size and showed marked interpopulational variation. 1n almost all populations of T. torquatus studied, females produced more than one c1utch during each reproductive season. Sexual dimorphism in size occurred in all populations and, except for the Maricá restinga, in head size as well. Geographical variation in c1utch and egg size can be explained by phylogenetic factors (body size), but local environmental factors (habitat structure and c1imatic conditions) seem to influence some ecological attributes such as c1utch size. Coastal populations of T. torquatus have a smaller body size than inland and insular populations, resulting in differences in many life history characteristics and suggesting that these coastal populations could make up a single group within the species. The mean body temperature of activity of the coastal T. torquatus populations was similar to those of other conspecific populations. The environmental temperatures (substrate and air) together influenced lizard body temperature, but their relative importance varied among the different populations as a consequence of the local c1imatic conditions. In most of the populations, air temperature was the main source of heat for the lizards. Active thermoregulation was recorded for several populations studied: as the environmental temperature increases, the lizards tend to thermoregulate more actively to avoid overheating. The conservative phylogenetic hypothesis was confirmed for the coastal populations of T. torquatus: the body temperatures in activity tend to remain constant along the geographic distribution of the species, and the differences observed result from the influence of environmental temperatures. At least eight helminth species were recorded in the community infecting T. torquatus in coastal populations. Considering only the nematodes, four species were considered "core" (P. lutzi, P. retusa, S. oscari and P. sceleratus), three were secondary species (P. venancioi, S. lacertilia and S. intermedia) and one resulted from accidental infection (H. boddaertii). The composition of the helminth community varied little as the core species were common in all or almost alllizard populations. The main geographical variation occurred in the structure of the helminth community as the abundance of the parasite species varied along the T. torquatus coastal populations. Lizard body size had a strong influence over nematode richness and helminth infection in all populations. Compared with other lizard species, T. torquatus has a rich and complex helminth fauna and seems to be a key host species for the coastal restinga parasite community harboured by it and other sympatric lizards, since it helps to maintain the richness and structure of the helminth communities
Subject: Lagarto
Répteis
Parasitismo
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2003
Appears in Collections:IB - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Kiefer_MaraCintia_D.pdf8.7 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.