Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/315814
Type: TESE
Title: Estrutura e dinamica de populações de especies arbustivo-arboreas da vertentes norte e sul do morro da Boavista, maciço da Tijuca-RJ
Author: Paixão, Ieda Lucia de Souza Carneiro da
Advisor: Joly, Carlos Alfredo, 1955-
Abstract: Resumo: As diferenças estruturais e dinâmicas entre as comunidades arbustivo-arbóreas em relação ao ambiente foram estudadas nas vertentes Norte e Sul do Morro da Boavista (nas coordenadas geográficas 22° 57' 9" S. e 43° 18' 3" W., Gr.), Maciço da Tijuca, Rio de Janeiro. O Maciço da Tijuca apresenta uma orientação geral no sentido Nordeste - Sudoeste que condiciona o aparecimento de dois quadrantes: as encostas voltadas para o Norte e para o Sul. Este fato determina diferentes gradientes de insolação e umidade o que condiciona ambientes físicos diferentes nas vertentes Norte e Sul do Morro da Boavista. O ambiente físico da vertente Norte apresenta menores teores de umidade, maiores variações na temperatura e maior luminosidade do que a vertente Sul. A vertente Norte está sujeita, ainda, à ação de poluentes provenientes da proximidade de bairros industriais. A heterogeneidade ambiental é responsável pelas diferenças florísticas, estruturais e dinâmicas entre as populações de plantas das vertentes Norte e Sul, o que determina o aparecimento de formações vegetais em estádios sucessionais diferentes nessas encostas. Foram tomadas as medidas do diâmetro e altura das plântulas e jovens das dez espécies mais abundantes em cada vertente durante dois anos, acompanhado o crescimento e mortalidade das mesmas, estudado o banco de sementes de plântulas e jovens no solo e analisada a fertilidade do mesmo. Não foram encontradas diferenças entre os solos das vertentes Norte e Sul, mas foram encontradas diferenças entre microsítios dentro das mesmas. O índice de mortalidade é maior na Norte (13,1%) do que na Sul (7,9%). A maior densidade no banco de plântulas e jovens da vertente Norte foi para Myrcia rostrata e na Sul foi para Eugenia prasina. O banco de sementes da vertente Norte apresentou 325 sementes (0,36 m2) e a vertente Sul 120 sementes (0,36 m2). De uma forma geral, pode-se considerar que estão ocorrendo diferentes processos na dinâmica da sucessão vegetal nas duas vertentes e, as diferenças entre os ambientes, vem fazendo com que esta sucessão caminhe no sentido de gerar diferentes padrões estruturais nas vertentes Norte e Sul do Morro as Boavista

Abstract: The structural and dynamic differences between North and South slopes of Morro da Boavista (22° 57' 9" S. and 43° 18' 3" W. Gr.), in Tijuca Mountain, Rio de Janeiro tree communities were studied. The Tijuca Montain range runs in a Northeast-Southeast direction, and most of the slopes are either North- facing or South- facing. This orientation causes gradients of sunlight and moisture which define different floristic composition and structure in both slopes. The vegetation in South area is in early secondary successional stage and in North is in late secondary successional stage. The instability of physical environment in North slope comes from lower moistures and greater variations in temperature, light, declivity, erosion and polution rates. The high environmental heterogenety may be responsible for the floristic, structural and dynamic differences between North and South plant populations. Measurements of the seedlings and saplings diameter and heights were for the ten more abundant species of each area for two years. The mortality and growth were accompanied. It was analized the seedling and sapling seed bank and the soil fertility. The mortality rate of seedlings and saplings was greater in North (13,1%) than South slope (7,9%). The highest density in seedling and sapling banks was presented by Myrcia rostrata in North and Eugenia prasina in South. The North area seed bank presented 325 seeds in a 0,36 m2 area and South 120 seeds in 0,36 m2. Finally we can consider that it is occurring different dynamics successional processes in both slopes. The changes seem to be consequence of the heterogeneity of physical environment of the areas which generate different structural patterns in North and South slopes of Morro da Boavista, RJ
Subject: Comunidades vegetais
Arbustos - Rio de Janeiro (RJ)
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 1993
Appears in Collections:IB - Dissertação e Tese

Files in This Item:
File SizeFormat 
Paixao_IedaLuciadeSouzaCarneiroda_D.pdf7.6 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.