Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/315788
Type: TESE
Degree Level: Doutorado
Title: Alimentação e relações tróficas de peixes demersais marinhos da região Sudeste e Sul do Brasil
Title Alternative: Feeding and trophic relationships of marine demersal fishes from Southeast and Southern Brazil
Author: Nascimento, Marcela Conceição do, 1980-
Advisor: Amaral, Antonia Cecília Zacagnini, 1948-
Abstract: Resumo: O ambiente marinho apresenta ecossistemas altamente ricos e diversos, entretanto o conhecimento sobre esses ecossistemas e os organismos que neles vivem ainda é muito esparso. Sabe-se que a perda de diversidade nesses sistemas vem crescendo sem ser apropriadamente avaliada. No Brasil, o desnvolvimento de novas fronteiras para a pesca e sua utilização, muitas vezes com pouca regulamentação e/ou fiscalização, tem levado muitos recursos à sobreexplotação. Esta forma de exploração evidencia o uso dos recursos marinhos sem um planejamento adequado. Para que haja tal planejamento, é necessário que se conheçam as vias energéticas e as relações entre os organismos que compõem esse ecossistema. De forma a contribuir para este conhecimento, no presente trabalho foram estudadas a dieta e as relações tróficas de seis espécies de peixes demersais abundantes nas regiões Sudeste e Sul do Brasil: Antigonia capros; Ariomma bondi, Genypterus brasiliensis, Synagrops bellus, Synagrops spinosus e Ventrifossa macropogon. O material provém das coletas do Programa REVIZEE Score-Sul, realizadas entre Cabo Frio (RJ) e Cabo de Santa Marta Grande (SC). Os peixes tiveram a sua dieta analisada por meio do conteúdo estomacal. Além da composição da dieta, foi avaliada a influência da profundidade, do tamanho dos indivíduos, da sazonalidade e do período do dia na obtenção de alimento. Adicionalmente, construiu-se um modelo trófico de balanço de biomassa para avaliar a comunidade demersal da área. Neste estudo foi observado que há um intenso consumo de invertebrados bentônicos, especialmente crustáceos, por todas as espécies, apesar de cada uma apresentar particularidades no comportamento alimentar, como foi constatado nas análises de dieta. Observou-se ainda que as espécies apresentam variações no consumo de alimentos relacionadas à profundidadade, tamanho dos indivíduos e área geográfica onde foram coletadas, e que os fatores que mais causam essas alterações são as variações sazonais. O consumo de invertebrados bentônicos verificado nas análises de dieta e no modelo é maior em espécies de níveis tróficos mais baixos, mas também é significativo em espécies de níveis superiores. Nesta última categoria estão inclusos grandes predadores, como tubarões e atuns, que puderam ser avaliados por meio de dados secundários na construção do modelo. Estes resultados ressaltam a importância da inclusão dos organismos bentônicos nas políticas pesqueiras e planos de manejo, uma vez que se trata de um dos principais pontos de sustentação de todo o ecossistema marinho, sobretudo o demersal

Abstract: The knowledge about marine environments and their rich and diverse ecosystems is improving across the world, but still has gaps, mainly in tropical areas. It is known that the diversity loss is globally increasing without being properly measured. Studies have shown that fisheries are looking for new areas and species aiming to attempt the global fisheries demand. This kind of resource exploitation brings evidence of inadequate fisheries planning. It is necessary the knowledge about the energy pathways and ecosystem relationships to develop appropriate fisheries management for different areas and objectives. Aiming to improve this knowledge and contribute to the appropriate fisheries management, we studied the diet and the trophic relationship of six abundant demersal fishes from Brazilian Southeast and South: Antigonia capros, Ariomma bondi, Genypterus brasiliensis, Synagrops bellus, Synagrops spinosus and Ventrifossa macropogon. The samples were collected during REVIZEE Score-Sul program, between Cabo Frio (RJ) and Cabo de Santa Marta Grande (SC). The fishes were studied based on their gut contents. It was evaluated the diet composition and the influence of depth, season, day time and specimens' size, on food choice. Additionally, we built a trophic model to evaluate the demersal community. We observed intense benthos consumption (especially crustaceans) by all species, despite their specificity. We also observed changes on food consumption according to depth, area and specimen's size, but the main responsible for changes on food consumption are the seasonal variations on the oceanographic dynamics. Benthos consumption is higher in low trophic levels than in high ones, but it is significant in high trophic levels species too, including top predators as sharks and tunas, assessed by secondary data during the model construction. These results show the necessity to include benthos impacts on fisheries management, once they are the main support of the entire marine ecosystem, especially demersal ecosystems
Subject: Zona Econômica Exclusiva do Brasil
Dieta
Peixe - Alimentação
Peixe - Ecologia
Modelo trófico Ecopah
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2012
Appears in Collections:IB - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Nascimento_MarcelaConceicaodo_D.pdf3.83 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.