Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/315750
Type: DISSERTAÇÃO
Degree Level: Mestrado
Title: Ecologia caiçara : pesca e uso de recursos na comunidade da praia do Puruba
Author: Lopes, Priscila Fabiana Macedo
Advisor: Begossi, Alpina, 1958-
Abstract: Resumo: O litoral de São Paulo ainda conta com a presença de caiçaras (descendentes de índios e portugueses) que habitam a região, sobrevivendo, originalmente, da pesca e da agricultura de coivara, especialmente de mandioca. Os caiçaras exibem um amplo contato e dependência do ambiente natural, sendo, portanto de interesse para os estudos de ecologia humana. Neste contexto, os objetivos do presente estudo foram: analisar a pesca artesanal realizada pela comunidade caiçara da Praia do Puruba, com enfoque em teorias ecológicas como Forrageio Ótimo (Forrageio a partir do Lugar Central) e Territorialidade, investigando possíveis mudanças ocorridas num período de 10 anos; acompanhar a dieta dos moradores sob a perspectiva de nicho ecológico, verificando também eventuais alterações neste mesmo período, especialmente no que concerne ao consumo de proteína animal; investigar como os moradores desta comunidade alocam seu tempo entre as diversas atividades diárias e, finalmente, realizar uma abordagem etnotaxonômica de mamíferos, nas comunidades da Praia do Puruba e Sertão do Puruba. O estudo de pesca artesanal evidenciou uma diminuição na quantidade de pescado capturado, refletindo em alterações nas tecnologias utilizadas e no objetivo da pesca, a qual deixou de ser voltada à comercialização. A dieta local também sofreu alterações após 10 anos. Como um reflexo da diminuição da pesca, o consumo de peixes diminuiu, embora este ainda seja a principal fonte de proteína animal. Além disso, fatores como alterações da renda per capta e a incorporação de novos hábitos trazidos por neo-residentes (antigos turistas que se estabeleceram no local) também podem ser responsáveis por alterações nos hábitos alimentares. O estudo de alocação de tempo sugere um padrão bem demarcado de atividades para homens, mulheres e jovens (adolescentes e crianças), com clara definição de papéis. Aos homens cabem principalmente as atividades econômicas, enquanto mulheres ficam responsáveis pelas atividades domésticas. Embora jovens tenham maior tempo livre em relação aos adultos, as garotas (entre 6 e 15 anos de idade) ia apresentam uma maior proporção de atividades domésticas, enquanto as crianças (entre 1 e 5 anos de idade I r_ II dedicam a maior parte do tempo ao Jazer. O modelo empregado (Regressão Logística Múltipla - Logit) para determinar os fatores de influência no tempo de Jazer não se mostrou suficiente para explicar o padrão encontrado, embora tenha evidenciado a importância dos fins de semana, da idade e do estado civil (especialmente os homens) como fatores que influenciam positivamente o tempo destinado ao lazer. O estudo de etnotaxonomia evidenciou que as denominações dos mamíferos são, na maior parte das vezes, feitas por monomiais, o que se dá, no caso de algumas espécies, pela ausência de outras espécies similares na área. Binomiais, quando utilizados com alta concordância pela maioria dos entrevistados, referem-se, na maior parte das vezes, a espécies que têm ou já tiveram relevância na alimentação. Fatores ecológicos como habitat e guilda são os principais critérios utilizados pelos entrevistados na formação de etnofamílias de mamíferos. Concluindo, o presente estudo sugere que a comunidade em questão vem passando por profundas alterações no seu modo de vida, evidenciadas por mudanças na pesca e na alimentação, desencadeadas por fatores sócio-ambientais, como o aumento da exploração dos estoques pesqueiros pela pesca comercial, restrições na utilização do ambiente e crescimento do turismo. Alternativas de manejo devem ser propostas com rapidez, a fim de que seja possível conciliar o desenvolvimento econômico e turístico já em andamento com a manutenção do modo de vida local, de forma que não haja perda total da resiliência ambiental e social

Abstract: São Paulo coast still has the presence of caiçaras (descendants of Indians and Portuguese) who inhabit the region, surviving, originally, from fishery and slash-and-burn agriculture (especially cassava crop). Caiçaras exhibit a wide contact and dependence on natural environment, being thus of interest to human ecology studies. In this context, the objectives of the present study were: analyzing the artisanal fishery realized by the caiçara community of Praia do Puruba, focusing on ecological theories like Optimal Foraging and Territoriality; following up people's diet under the perspective of ecological niche, and also verifying eventual modifications in the same period, especially related to animal protein consumption; investigating how the dwellers of this community allocate their time among the different daily activities and, finally, realizing a mammal ethnotaxonomic approach in the communities of Praia do Puruba and Sertão do Puruba. The study of artisanal fishery showed a decrease in the amount of fish caught, reflecting in changes in the techniques used and in the fishery goal, which is not destined to commercialization anymore. The local diet also suffered alterations afier 10 years. As a consequence of fishery decrease, the fish consumption decreased, although this is still the main source of animal protein. Moreover, factors like alterations in per capita income and the embodied of new habits brought by tourists and new-dwellers may also be responsible for modifications in the food habits. The time allocation study suggests a well-established pattern of activities to men, women and young people (teenagers and children), with a clear definition of roles. Men are responsible for economic activities, while women are responsible for domestic activities. Although young people have more free time when compared to adults, the girls (6 to 15 years old) already show a significant proportion of domestic activities, while children (1 to 5 years old) set aside the greatest part of their time to leisure. The model used (Multiple Logistic Regression-Logit) to determine the factors acting on leisure time was not enough to explain the observed pattem, even though it tns evidenced the importance of weekends, age and civil status (especially men), as factors that positively affect the time destined to leisure. The ethnotaxonomic study made clear that the mammals' designations are, in the majority, done by monomials. In the case of some species, this occurs because of the absence of similar species in the area. Binomials, when used with high agreement by the majority of the interviewed people, refer mainly to species that have had prominence in the nourishment. Ecological factors like habits and guilds are the main criteria used by the interviewed people during the mammal ethnofamilies formations. Concluding, the present study suggests that this community is suffering deep alterations in its life style, evidenced by changes in the fishery and ín the nourishment. Such alterations have been dríving by socio-environmental factors like the increase in harvesting of fish stocks by commercial fishery, restrictions in the environmental utilízation and the growing of tourism. Management alternatives must be proposed fast, in order to make possible the conciliation of economic and touristic development, which are already in course, with the maintenance of locallife style, so that a complete loss of environmental and social resilience can be avoided.
Subject: Ecologia humana
Pesca
Dietas
Alocação de recursos
Etnozoologia
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2004
Appears in Collections:IB - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Lopes_PriscilaFabianaMacedo_M.pdf9.5 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.