Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/315745
Type: DISSERTAÇÃO
Degree Level: Mestrado
Title: Consumo alimentar na comunidade caiçara da Praia do Bonete, Ilhabela, São Paulo
Title Alternative: Food consumption of a Caiçara community from Bonete Beach, Ilhabela, São Paulo
Author: Batistoni, Maira
Advisor: Begossi, Alpina, 1958-
Abstract: Resumo: Esta dissertação apresenta um estudo sobre o consumo alimentar na comunidade caiçara da Praia do Bonete, localizada no extremo sul da Ilha de São Sebastião (São Paulo, Brasil), com o objetivo de investigar as influências das recentes mudanças econômicas e ambientais sobre a população. Como parâmetro para avaliação utilizou-se o hábito alimentar (consumo, tabus e preferências), pois este fornece um indicativo da qualidade de vida e permite avaliar a relação da população com o seu ambiente sócio-cultural e biológico. No primeiro capítulo foi realizado um histórico da ocupação da região da Mata Atlântica e, especificamente, da Ilha de São Sebastião; e também uma caracterização sócio-econômica da população da Praia do Bonete. No segundo capítulo, considerando a importância dos processos de escolha na determinação do consumo alimentar de uma população, foi analisado o ranking de preferências e aversões e os tabus alimentares, em relação às proteínas animais, dado que estes parâmetros são determinantes das escolhas alimentares de uma população. Finalmente, no terceiro capítulo, foi verificado de que forma as mudanças ocasionadas pelos novos fatores sócio-econômicos e ambientais (turismo crescente e criação do Parque Estadual da Ilhabela) estão influenciando o hábito alimentar da população da Praia do Bonete. Os dados foram obtidos entre julho de 2003 e junho de 2004, através de entrevistas estruturadas com os chefes de 20 unidades domésticas. Os resultados mostraram que estas mudanças não se processaram bruscamente e nem de forma homogênea em toda a população, resultando num cenário em que as unidades domésticas possuem diferenças quanto às características sócio-econômicas e ao hábito e escolhas alimentares. As preferências e tabus alimentares seguem padrões já abordados pela literatura para outras populações caiçaras, e apresentam peculiaridades locais, como o tabu por carnes de caça, devido a legislação ambiental. Em relação à dieta, os resultados indicaram um aumento da diversidade de itens consumidos e uma perda da auto-suficiência alimentar. Esta perda pode refletir negativamente em toda a comunidade, pois conforme aumenta a dependência de alimentos extra-locais, a segurança alimentar das famílias diminui e o conhecimento local sobre o ambiente é perdido, podendo resultar numa perda da resiliência do sistema sócio-ecológico

Abstract: This study presents an analysis of the food consumption of a ¿caiçara¿ community from Bonete Beach, located in the south extremity of São Sebastião Island (São Paulo, Brazil). The main objective is to investigate the influence of recent economic and environmental changes have influenced on the population. The parameter used for evaluation was the food habit (consumption, taboos and preferences), which supplies an indicative of life quality and indicates the relation of the population with its social-cultural and biological environment. The first chapter presents a description of the historical occupation of the Atlantic Forest region and, more specifically, the occupation of São Sebastião Island region. This chapter also presents a social-economic characterization of the Bonete Beach population. Considering the importance of the processes of choice on the determination of the food consumption, the second chapter presents an analysis of ranking of preferences and aversion and animal protein taboos. Finally, in the third chapter, the influences of economic-environmental factors, like the increasing tourism and creation of the State Park of Ilhabela, on the population food habit was studied. The data were collected between July of 2003 and June of 2004, through structured interviews with the heads of 20 households. Results show that these environmental, social and economics changes have not occurred brusquely neither homogeneously for the whole population, resulting in a scene with different households, including social-economic characteristics and food habit among households. Food preferences and food taboos follow patterns identified for other ¿caiçara¿ populations, but present local peculiarities, such as the taboo for meats from hunting, as a consequence of the environmental legislation. In relation to diet, results had indicated an increase on the diversity of items consumed and a loss of alimentary self-sufficiency. This loss may reflect negatively in the whole community, as it increases the extra-local food dependence, diminishes the alimentary security of the families and the local knowledge on the environment, which may result in loss of the social-ecological system resilience
Subject: Ecologia humana
Dietas
Mata Atlântica
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2006
Appears in Collections:IB - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Batistoni_Maira_M.pdf878.49 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.