Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/315725
Type: TESE
Title: Effects of predators on bromeliad-aquatic arthropod communities and ecosystem functioning
Title Alternative: Efeito de predadores sobre comunidades de artrópodes aquáticos bromelícolas e funcionamento ecossistêmico
Author: Omena, Paula Munhoz, 1982-
Advisor: Romero, Gustavo Quevedo, 1974-
Abstract: Resumo: Com a intensificação das transformações dos sistemas naturais pela atividade humana, o entendimento dos processos que afetam as comunidades e o funcionamento dos ecossistemas tornou-se um tema central para a ecologia contemporânea. As interações entre as espécies, bem como as interações entre as espécies e os componentes abióticos do meio ambiente, afetam tanto os padões de diversidade biológica como funções ecossistêmicas. Neste trabalho, buscou-se compreender o papel relativo das interações predador-presa e dos componentes abióticos sobre as propriedades das comunidades e funcionamento dos ecossistemas. No primeiro capítulo, investiguei o papel do tamanho do habitat sobre os efeitos de predadores terrestres na estrutura de comunidades e funcionamento de ecossistemas adjacentes. O tamanho do habitat modera cascatas tróficas dentro de ecossistemas, deste modo, esperei que efeitos similares do tamanho do habitat poderiam afetar cascatas tróficas que ocorrem através dos limites dos ecossistemas. No segundo capítulo, explorei predições relacionadas a variação no formato de pirâmides tróficas de biomassa ao longo de gradientes ambientais (tamanho do habitat, concentração de detritos e produtividade). Além disso, investiguei a contribuição relativa dos efeitos de consumo direto e do risco de predação nas interações predador-presa como mecanismos estruturadores de pirâmides tróficas de biomassa. No terceiro capítulo, tive como objetivo investigar os efeitos de dois extremos de um gradiente ambiental e os efeitos de predadores sobre os componentes da diversidade de presas detritívoras (i.e., diversidade funcional, filogenética e taxonômica). Além disso, explorei o papel relativo do ambiente, dos predadores e dos componentes da diversidade sobre o funcionamento ecossistêmico (i.e., decomposição e fluxo de nitrogênio). Os resultados encontrados nos três capítulos demonstram que fatores abióticos são cruciais na determinação das propriedades das comunidades, interações predador-presa e, consequentemente, no funcionamento ecossistêmico. O papel relativo dos efeitos cascatas de predadores é altamente dependente das condições ambientais que medeiam as interações entre predadores e presas

Abstract: In the face of the increasing transformation of environmental conditions by human activity, understanding the processes that affect communities and ecosystem functioning has become fundamental goals in ecology. The interactions between coexisting species and, their interactions with the abiotic components of environment, affect the patterns of biological diversity and functions of ecosystems. In this study, I sought to understand the relative role of predator-prey interactions and of abiotic factors on the communities¿ properties and ecosystem functioning. In the first chapter, I investigated the role of habitat size in mediating the effects of terrestrial predators on the structure of communities and the functioning of adjacent ecosystems. Habitat size mediated trophic cascades within ecosystems; therefore, I expected that similar effects of habitat size affect cross-ecosystem trophic cascades. In the second chapter, I explored predictions related to the variation of trophic pyramids of biomass across environmental gradients (i.e., habitat size, detritus concentration and productivity). Furthermore, I investigated the relative contribution of consumptive and non-consumptive effects of predators on the shape of trophic pyramids of biomass. In the third chapter, I sought to investigate the effects of two extremes of an environmental gradient and the effects of predators on the components of detritivores diversity (i.e., functional, phylogenetic and taxonomic). Moreover, I explored the relative role of environment, predators and detritivore diversity components on the functioning of ecosystems (i.e., detritus processing and nitrogen flux). The results from this study demonstrated that abiotic factors are crucial determinants of community properties, predator-prey interactions and ecosystem functioning. The relative role of the predators cascading effects are strongly dependent on the environmental conditions which mediate the interactions between predators and prey
Subject: Predador-presa
Microcosmos
Ecossistema
Fatores abióticos
Bromeliacea
Language: Multilíngua
poreng
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2014
Appears in Collections:IB - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Omena_PaulaMunhoz_D.pdf3.48 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.