Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/315640
Type: TESE
Degree Level: Doutorado
Title: Florestas secundárias e a regeneração natural de clareiras antrópicas na Serra da Cantareira, SP
Title Alternative: Secondary forests and the natural regeneration in man-made clearings in the Serra da Cantareira, SP
Author: Arzolla, Frederico Alexandre Roccia Dal Pozzo
Advisor: Shepherd, George John, 1949-
Abstract: Resumo: Florestas secundárias são constituídas por mosaicos de trechos em diferentes estágios sucessionais. As florestas estão sujeitas a ações antrópicas, diretas ou indiretas, que podem causar sua alteração, degradação ou supressão. Na Serra da Cantareira, houve o corte da floresta para a instalação de torres do novo traçado da Linha de Transmissão Guarulhos-Anhanguera, em julho de 2006, tendo como conseqüência a formação de clareiras de origem antrópica. O tamanho das clareiras variou de 106 m2 a 286 m2, num total de 0,2 ha. No primeiro capítulo, foi realizado o levantamento florístico da vegetação arbórea às margens dos traçados antigo e novo da linha de transmissão e nas picadas de acesso às torres, num total aproximado de 11 km de extensão. Foram identificadas 178 espécies, 54 famílias e 127 gêneros, sendo nove espécies consideradas ameaçadas de extinção. As famílias com maior riqueza de espécies foram Fabaceae (19 espécies), Myrtaceae (18), Lauraceae (16) e Rubiaceae (15). A similaridade florística encontrada com outros remanescentes florestais da Região Metropolitana de São Paulo e arredores variou entre 12% a 38%. No segundo capítulo, foi realizado o levantamento florístico do componente arbustivo-arbóreo nas clareiras antrópicas. Entre janeiro e fevereiro de 2010, foram encontradas 101 espécies, 32 famílias e 59 gêneros. As famílias com maior riqueza de espécies foram Solanaceae (16 espécies), Asteraceae (14), Piperaceae (10), Melastomataceae (8) e Euphorbiaceae (7). No terceiro capítulo, foi caracterizada a estrutura do componente arbustivoarbóreo dessas clareiras antrópicas. O levantamento foi realizado entre janeiro e maio de 2010. O critério de inclusão dos indivíduos foi a altura superior a 1,30 m. Foram amostrados 1.732 indivíduos, pertencentes a 140 espécies e 44 famílias. Destes, 1.336 indivíduos (77,2%) e 83 espécies, originaram-se por sementes, com densidade de 6.680 ind./ha e dominância de 6 m2/ha; e 396 indivíduos (22,8%) e 78 espécies, por brotação, com densidade de 1.980 ind./ha e dominância de 1,2 m2/ha. Para os indivíduos originados por sementes, Croton macrobothrys, Piptocarpha macropoda, Trema micrantha, Solanum mauritianum e Sessea brasiliensis apresentaram os maiores VI, e para aqueles originados por brotação, Cupania oblongifolia, Coffea arabica, Sessea brasiliensis, Croton floribundus e Guarea macrophylla. No componente sementes, as famílias com maior número de indivíduos foram Euphorbiaceae, Asteraceae e Solanaceae, com 73,2%, e no componente brotação, Sapindaceae, Rubiaceae, Meliaceae, Fabaceae e Salicaceae, com 56,6%. O valor de similaridade florística entre os dois componentes foi baixo, próximo de 5%, indicando a existência de dois conjuntos florísticos diferentes. A estrutura das clareiras de origem antrópica apresentou diferenças em relação a clareiras naturais, com a predominância de espécies pioneiras em vez de outros grupos sucessionais. O tamanho das clareiras, o corte da vegetação pré-existente e a idade da regeneração provavelmente influenciaram a composição de espécies encontrada. No capítulo 4, foram verificadas as variações florísticas e estruturais de florestas em diferentes fases sucessionais em trecho do Parque Estadual da Cantareira, onde que há um conjunto de trabalhos realizados, permitindo uma primeira aproximação para a identificação de estágios sucessionais para as florestas do Parque Estadual da Cantareira e seu entorno, contribuindo para aplicação da Resolução CONAMA no 01/1994 nessa região

Abstract: Forests are composed of mosaics of patches in different succesional states. Forests are subject to direct or indirect anthropogenic actions, which cause change, degradation or removal. A series of man-made clearings was made in the Serra da Cantareira State Park, to allow the installation of the towers of the Guarulhos-Anhanguera electrical transmission line , in July 2006. The size of the clearings varied from 106 m2 to 286 m2, with a total area of 0.2 ha. These clearings were used to study the initial phases of succession in this forest type. The first chapter describes a floristic survey of the arboreal component of the region in the immediate vicinity of the new and old electrical transmission lines, with an extension above 11 km. A total of 178 species belonging to 54 families and 127 genera were identified in the floristic survey, with nine species considered threatened. The richest families were Fabaceae (19 species), Myrtaceae (18), Lauraceae (16) and Rubiaceae (15). The floristic similarity encountered with other forest remnants in the São Paulo Metropolitan Region and surrounding ares ranged from 12% to 38%. The second chapter describes the floristic composition of arboreal-shrubby vegetation in the man-made clearings created to install the transmission-line towers. Between January and May, 2010, 101 species, 32 famílies e 59 gênera were sampled. The richest families were Solanaceae (16 espécies), Asteraceae (14), Piperaceae (10), Melastomataceae (8) e Euphorbiaceae (7). In the third chapter, it was characterized the structure of arboreal-shrubby component in these clearings, between January and May 2010. All individuals taller than 1.30 m were sampled. Of the total individuals, 1336 (77.2%) originated from seeds, giving a total density of 6680 indivs/ha and absolute dominance of 6 m2/ha. The component arising from seed, had Croton macrobothrys, Piptocarpha macropoda, Trema micrantha, Solanum mauritianum and Sessea brasiliensis with the highest Importance Index Values while the budding component had Cupania oblongifolia, Coffea arabica, Sessea brasiliensis, Croton floribundus e Guarea macrophylla. The seed component had Euphorbiaceae, Asteraceae and Solanaceae as the most numerous families (73,2% of the individuals) while in the budding component, another set of families - Sapindaceae, Rubiaceae, Meliaceae, Fabaceae and Salicaeae contained 56.6% of the individuals. The similarity between the two components was low (5%), indicating the presence of two distinct floristic groups. The man-made clearings showed some differences from natural clearings, with a predominance of pioneer species instead of other forms. Chapter 4, discusses the floristic and structural changes during the sucessional process in a region of Cantareira State Park. It is now possible to suggest a typical composition for the different phases of succession in the Cantareira State Park forests, based on the studies carried out up to the present, making it possible to apply CONAMA resolution 01/1994 with greater precision in this region and surrounding areas. Although this must still be regarded as preliminary, it should serve as a basis for more refined assessment of the successional process in these forests
Subject: Estágios sucessionais
Floresta ombrofila densa montana
Componente arbóreo-arbustivo
Mata Atlântica
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2011
Appears in Collections:IB - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Arzolla_FredericoAlexandreRocciaDalPozzo_D.pdf2.53 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.