Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/315633
Type: DISSERTAÇÃO
Degree Level: Mestrado
Title: O genero Agalinis raf. (Scrophulariaceae) no Brasil : sistematica e confirmação anatomica do parasitismo
Author: Elias, Samira Ismael
Advisor: Appezzato-da-Gloria, Beatriz
Abstract: Resumo: O gênero Agalinis Raf. é representado por 35 espécies na América do Norte e América Central, sendo que 25 ocorrem na América do Sul. Destas 25 espécies, 14 ocorrem no Brasil. A maior parte das espécies brasileiras ocorre em áreas de altitude de Minas Gerais, geralmente estando restritas aos campos rupestres. Foram analisados materiais de 25 herbários nacionais, além da observação de algumas espécies em seu ambiente natural, o que facilitou muito a caracterização e delimitação das mesmas. Os caracteres mais importantes na delimitação das espécies foram comprimento e forma dos lacínios do cálice, indumento e forma da corola, além das dimensões e do indumento das folhas. Como principais novidades taxonômicas pode-se mencionar: 1) a proximidade do gênero com EsterhPzya J. C. Mikan, que foi aqui reforçada através de caracteres do androceu e forma da corola; 2) Agalinis bandeirensis e A. linanoides - consideradas como de delimitação duvidosa - foram reconhecidas como espécies distintas; 3) O reconhecimento de A. nana e A. itambensis como novas espécies foi reforçado no presente trabalho, principalmente com a observação das mesmas em seu hábitat natural. Quanto ao parasitismo, as espécies norte-americanas de Agalinis são referidas como hemiparasitas, mas não existem referências para este fato em relação às espécies brasileiras. Neste sentido, foram analisadas raizes de nove espécies do gênero, as quais apresentavam formações muito semelhantes aos haustórios descritos para outras Scrophulariaceae parasitas. Os cortes seriados dessas formações evidenciaram que existe uma conexão xilemática entre elas e as raizes hospedeirasàs quais encontravam-se conectadas. Este fato confirmou pela primeira vez a natureza haustorial destas estruturas e a ocorrência de parasitismo nas espécies brasileiras de Agalinis. A posição de A. glandulosa neste gênero, que pertencia a Schizosepala, foi aqui reforçada pela confirmação do parasitismo nesta espécie. Sua anatomia radicular mostrou grande semelhança com a de A. communis, fortalecendo ainda mais a posição de A. glandulosa em Agalinis

Abstract: Agalinis Raf. comprises approximately 35 species in North and Central America and 25 species in South America. Among these 25 species, 14 are found in Brazil. The majority of the Brazilian species are found mainly in high areas of Minas Gerais State, being generally restricted to the campos rupestres. Materials from 25 national herbaria were analyzed in this work and the observation of some species in their natural habitat became theirs characterization and delimitation easier. The most important characters used to delimitate the species were the calyx teeth length and shape, the indumentum and shape of the and the size and indumentum of the leaves. As the main taxonomic news it could be mentioned: 1) the proximity of the genus to Esterhazya J. C. Mikan, was reinforced here by the characters of the stamens and the corolla shape; 2) Agalinis bandeirensis and A. linarioides considered of doubtful delimitation - were recognized as distinct species; 3) The recognition of A. nana and A. itambensis as new species was reinforced in this paper, mainly by observing them in their natural habitat. As regards parasitism, the North American species of Agalinis are referred as hemiparasites, but there are no references about this fact to the Brazilian species. Then it was analyzed roots of nine Agalinis species, which presented structures very similar to the haustoria described to others parasite Scrophulariaceae. The seriate sections of such structures evidenced that there is a vascular connection between the Agalinis roots and the host roots in which they were connected. For the first time, this fact confmned the haustorial nature of these structures and the occurrence of parasitism among theyBrazilian species of Agalinis. The position of A. glandulosa in this genus, which belonged to Schizosepala, was strengthened here by the confirmation of parasitism in these species. Its radicular anatomy showed great similarity to the A. communis' s one, reinforcing the position of A. glandulosa in the Agalinis genus even more
Subject: Parasitismo
Escrofulariacea
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2000
Appears in Collections:IB - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Elias_SamiraIsmael_M.pdf24.32 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.