Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/315554
Type: TESE
Degree Level: Doutorado
Title: Efeitos correlativos em Datura stramonium L. : dominancia apical e desenvolvimento de estruturas reprodutivas
Author: Haga, Kuniko Iwamoto
Advisor: Sharif, Rosely Rocha, 1945-
Abstract: Resumo: Datura stromonium L. é uma Solanaceae invasora, possui flores brancas ou roxas, contém grande quantidade de alcalóides, sendo que atropina e escopolamina estão presentes nas folhas e sementes. A planta adulta apresenta no seu eixo principal duas folhas cotiledonares e cerca de cinco a sete folhas alternas, um fruto terminal na forma de cápsulas deiscentes, com espinhos e dois ramos sUb-apicais que crescem pouco vegetativamente, apresentando a seguir, como o eixo principal, um botão terminal e dois ramos sUb-apicais, este padrão de crescimento continua sucessivamente. Cada uma das folhas do eixo principal, inclusive as cotiledonares, possui uma gema axilar que não se desenvolve na presença do ápice vegetativo. Durante a fase reprodutiva, quando estruturas reprodutivas basais se desenvolvem, estruturas apicais abscidam ainda na fase inicial de seu crescimento. o presente trabalho objetivou estudar o envolvimento do ápice vegetativo e das estruturas reprodutivas na inibição e liberação do crescimento das gemas axilares do eixo principal, bem como o envolvimento dos botões florais e frutos em desenvolvimento com a abscisão das estruturas reprodutivas jovens. A presença do ápice na fase vegetativa da planta inibe o crescimento de todas as gemas axilares individuais ou o conjunto (somatório do comprimento das gemas). Esta inibição é via auxina. As folhas cotiledonares inibem o crescimento das gemas G1 e G2 i as folhas F1 e F2 juntas, inibem as gemas cotiledonaresi a folha F1 inibe G2 e a F2 inibe as gemas cotiledonares e G1. Os eixos secundáriosem crescimento inibem todas as gemas axilares. Embora o botão A e eixos secundários inibam todas as gemas axilares, a remoção apenas de A não é capaz de liberar as gemas. A remoção de A, A e B ou A, B e C não libera o crescimento das gemas axilares. IAA a 1% em substituiçãoaos botões mantém as gemas inibidas. TIBA a 0,50% aplicado no pedúnculo de A e B libera as gemas axilares. TIBA a 0,25% aplicado no pedúnculo de A e B não libera as gemas axilares, mas quando aplicado nos eixos secundários promove o seu crescimento. As estruturas reprodutivas basais, por exemplo A e B, em desenvolvimento prejudicam a iniciação de novos botões como os D, e promovem a abscisão desses botões. A remoção somente dos eixos secundários, ou dos eixos secundários e botão A promove a iniciação de estruturas reprodutivas nas gemas axilares desenvolvidas. Enquanto que os botões que se iniciam, se desenvolvem e se estabelecem apenas no tratamento envolvendo remoção dos eixos e botão A. lAA a 1% em substituição a A e B não reduz a abscisão de C, mas promove iniciação e também reduz a abscisão de D. A aplicação de TIBA a 0,50% no pedúnculo de A e B mostra que o transporte basipeto de auxina é necessário para o estabelecimento dos botões. éTIBA a 0,50% aplicado nos pedúnculos de A e B e TIBA a 0,25% aplicado nos eixos secundários não reduzem a abscisão de C, mas promovem a iniciação e reduzem a abscisão de D. lAA (57 x 10-3M) aplicado sobre o botão A não reduz a abscisão dos botões apicais. A aplicação de lAA sobre o botão C não promove o estabelecimento desta estrtura, mas apenas promove a iniciação de D. BAP (0,22 x 10-3M) aplicado só ou concomitantemente com lAA (57 x 10-3M) sobre o botão C reduz a abscisão de C e de D, além de promover iniciação de D. -4 ¿3 Enquanto CEPA (10 e 10 M) aplicado sobre o botão A, promove a abscisão de A e de B, nitrato deprata (10-5M) aplicado sobre o botão C, reduz a abscisão de C, mostrando que a abscisão dos botões em Datura pode ser induzido por etileno. ABA (10-4 e 10-5M) não promove a abscisão dos botões tratados, porém antecipa a sua antese, BAP (0,22 x 10-3M) aplicado sobre o botão C, em plantas cujos botões B e folhas logo acima deste botão receberamABA (10-4M),reduz a abscisão dos botões C. ABA (10-4M), ainda, promove aumento na concentração de amido, reduz a de aminoácidos e proteinas do botão ou folha tratados. Portanto, uma análise final permite resumir: que a presença do ápice, tanto na fase vegetativa como reprodutiva, em desenvolvimento promove a inibição das gemas axilares individuais e também o conjunto; que o estabelecimento dos botões está relacionado com o transporte basipeto de auxina e requer imento de citocinina, e o etileno induz a abscisão, enquanto ABA promove elevação na concentração de carboidratos e redução de proteínas
Subject: Fisiologia vegetal
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 1992
Appears in Collections:IB - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Haga_KunikoIwamoto_D.pdf6.43 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.