Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/315542
Type: TESE
Title: Cultura de tecidos de Cecropia glaziovii Sneth (Moraceae) : micropropagação vegetativa e regeneração por organogenese
Author: Alves, Marcos Nopper, 1962-
Advisor: Illg, Rolf Dieter, 1944-2015
Abstract: Resumo: A flora tropical sul-americana é rica em espécies produtoras de farmacos. Cecropia glaziovii é uma das espécies tropicais indicadas pela Central de Medicamentos como possuidora de atividade farmacológica comprovada no tratamento da bronquite, tosse, coqueluche e cancro. O único princípio ativo até hoje identificado nesta espécie, a isovitexina é indicado também como diurético e tônico cardíaco. Esta espécie alógama possui na sua população natural uma variação morfológica que se reflete diretamente na sua biomassa, como também na variação em concentrações de princípios ativos presentes nas suas folhas e estípula. Uma fonte de dificuldades no uso de plantas diretamente a partir de populações naturais é a variação genética, fisiológica e química, que leva eventualmente a atividades biológicas muito variáveis ou em casos extremos até opostas. Medidas que visem a obtenção de clones que possuem altos teores de princípios ativos seriam de grande valia para estudos químicos e farmacológicos desta espécie. O presente trabalho objetivou o desenvolvimento de metodologia de cultura ¿ in vitro¿ dessa espécie arbórea visando a sua multiplicação em larga escala. A finalidade por um lado é de obter metodologia adequada para clonagem de plantas possuidoras de princípios ativos em quantidades elevadas através de micropropagação, por outro lado, objetivamos a regeneração de plantas com possível variabilidade morfológica de interesses agronômico e químico. Todos os ensaios foram conduzidos em condições controladas de luz e temperatura. Visando a multiplicação vegetativa, brotos apicais, axilares e submeristemas previamente esterilizados foram inoculados em meios de cultura compostos por sais de Murashige & Skoog (1962) suplementado com diferentes concentrações dos fitoreguladores BAP, 2iP, KIN, ZEA e IAA. Folhas, estípulas e pecíolos previamente esterilizados foram testados para a indução de calos em meio básico de M.S. suplementado com diferentes concentrações de BAP, 2iP, KIN, 2,4-D e IAA. Tentativas de regeneração de plântulas via organogênese ou embriogênese foram realizadas a partir de meios de M.S. suplementado com diferentes concentrações de BAP, 2,4-D, IAA, 2iP e ZEA inoculados com calos compactos e friáveis. Os resultados demonstraram que as combinações BAP 10,0 mg/1 + NAA 2,0 mg/1 e BAP 10,0 + IAA 1,0 mg/1 e apenas BAP 10,0 mg/1 levaram a uma maior proliferação vegetativa de brotos. Calos foram obtidos com maior frequência quando meios de M;S. suplementado com 2,4-D 5,0 mg/1 + BAP 1,0 mg/1, foram inoculados com pecíolos e incubados na ausência de luz à temperatura de 25º C. Plântulas foram regeneradas a partir de calos por organogênese quando estes foram mantidos em meio M>S. suplementado com 2,4-D 10,0 mg/1 ou 2,4-D 1,0 mg/1 + ZEA 0,1 mg/1 por 30 dias. As plantas regeneradas foram posteriorm,ente propagadas vegetativamente utilizando os melhores meios de propagação vegetativa já descritos acima. O enraizamento foi obtido transferindo-se brotos para meio M.S. acrescido de IAA 1,0 mg/1. As plantas foram aclimatadas durante 30 dias em substrato de vermiculita, sob alta umidade relativa (90 a 100%) acrescida de solução nutritiva de Hoagland a cada 2 dias
Subject: Clonagem
Plantas - Propagação in vitro
Tecidos vegetais - Cultura e meios de cultura
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 1993
Appears in Collections:IB - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Alves_MarcosNopper_M.pdf11.48 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.