Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/315517
Type: TESE DIGITAL
Title: Filogenia de Miconia seção Miconia, subseção Seriatiflorae e revisão taxonômica do clado albicans (Melastomataceae, Miconieae)
Title Alternative: Phylogeny of Miconia section Miconia subsection Seriatiflorae and taxonomic review of the albicans clade (Melastomataceae, Miconieae)
Author: Meirelles, Julia, 1987-
Advisor: Goldenberg, Renato
Abstract: Resumo: Com mais de mil espécies, Miconia é um dos o maiores gênero de plantas Neotropicais. Entretanto, as análises filogenéticas recentes evidenciam sua artificialidade, bem como das suas seções e subseções. Consequentemente, faz-se necessária uma nova delimitação taxonômica para a tribo Miconieae como um todo. Na última filogenia do gênero, foram delimitados alguns grupos internos da seções Miconia e Glossocentrum, mais especificamente das espécies com folhas discolores, que são predominatemente brasileiras. A partir desta classificação preliminar, o presente estudo procurou, em primeiro lugar, entender as relações da seção Miconia subseção Seriatiflorae. Em seguida, procurou entender as relações especificas do clado Albicans, através de um tratamento taxonômico. O primeiro capítulo desta tese aborda o estudo das relações filogenéticas e evolução de caracteres morfológicos entre as espécies de Miconia sect. Miconia subseção Seriatiflorae. São apresentadas análises de parcimônia e de inferência bayesiana com 52 terminais. Seriatiflorae é polifilética com as espécies distribuídas em quatro clados e a relação entre eles não é bem resolvida em ambas análises. A presença de espécies apomíticas e poliplóides amplamente distribuídas pode ser indicativa de evolução reticulada e a falta de resolução entre os clado pode estar relacionada a hibridação interespecífica. Cerca de dez novas espécies foram descobertas durante o desenvolvimento desta tese e os manuscritos das quatro primeiras são apresentados no segundo capítulo: Miconia astrocalyx, M. macuxi, M. rondoniensis e M. suberosa. O terceiro capítulo é o tratamento taxonômico das 18 espécies do clado Albicans , todas com hábito arbustivo a arbóreo, folhas discolores com superfície abaxial recoberta por tricomas amorfos e inflorescências com ramos secundifloros e escorpióides. São espécies amplamente distribuídas desde o México ao Paraguai, ou endêmicas da Amazônia. Para tanto, foram analisadas mais de 2500 exsicatas em 18 herbários no Brasil e no exterior (BR, G, G-DC, HUEFS, IAN, INPA, JOI, K, M, MBM, MG, NY, P, RB, UEC, UPCB, US, W). Além das espécies descritas no capítulo 2, foi reconhecida a mudança de status de M. argyrophylla subsp. gracilis e proposto um novo nome, M. mayarae. Duas novas sinonímias foram estabelecidas: M. cinerea sob M. stenostachya, e M. nambyquarae sob M. herpetica. São apresentadas chave de identificação das espécies, descrições, lista completa de materiais examinados, mapas de distribuição geográfica, ilustrações, imagens e comentários das espécies

Abstract: With more than a thousand species, Miconia is one of the largest Neotropical plant genus. However, the recent phylogenetic analyses showed its artificiality, as well as from its sections and subsections, then emerging the necessity of a new taxonomic delimitation for the entire tribe Miconieae. In the last genus phylogeny, it was delimited some internal groups from sections Miconia and Glossocentrum, more specifically from the species with discolors leaves, that are predominantly brazilian. From this preliminary classification, the present study aimed first to understand the relationship of section Miconia subsection Seriatiflorae. And second, more specifically, to understand the relations of the Albicans clade in its taxonomy. The first chapter of this thesis adresses the study of phylogenetic's relationships and morphologial chacaters evolution between the species of the section Miconia subsection Seriatiflorae. There are presented parsimony analyses and bayesian inferences with 52 terminals. Seriatiflorae is polyphyletic with it's species distributed in four clades and the relationships between them are not solved in both analyses. The presence of apomictic polyploid and widely distributed species can be indicative of reticulate evolution and the lack of resolution between clades can be related to interespecific hibridization. About ten new species were discovered during the development of this thesis and the manuscripts of four of them are presented in the secod chapter: Miconia astrocalyx, M. macuxi, M. rondoniensis e M. suberosa. The third chapter is the taxonomic treatment of the 18 species in the Albicans clade with shrubby to treelet habit, discolours leaves with abaxial surface covered by amorfous trichomes ans inflorescences with secundiflorous and scorpioid branches. This species are widely distributed from México to Paraguai, or endemics from Amazon. For this, were analysed more than 2500 exsicates in 18 herbaria in Brasil and abroad (BR, G, G-DC, HUEFS, IAN, INPA, JOI, K, M, MBM, MG, NY, P, RB, UEC, UPCB, US, W). Besides the species described in Chapter 2, it was recognized the status change of M. argyrophylla subsp. gracilis and proposed a new name, M. mayarae. Two new synonyms were established: M. cinerea under M. stenostachya, M. nambyquarae under M. herpetica. There are presented species identification key, descriptions, complete list of examined material, geographic distributional maps, ilustrations, images and commentaries about the species
Subject: Miconia (Gênero)
Espécies
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2015
Appears in Collections:IB - Dissertação e Tese

Files in This Item:
File SizeFormat 
Meirelles_Julia_D.pdf13.79 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.