Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/315493
Type: TESE
Title: Estrutura genetica de Aspidosperma polyneuron Muell.Arg - Apocynaceae (peroba rosa) em uma floresta estacional semidecidual no Estado de São Paulo
Author: Maltez, Helena Maria
Advisor: Kageyama, Paulo Yoshio
Abstract: Resumo: Este trabalho teve como objetivo o estudo da estrutura genética de duas populações naturais (P1 e P2) de uma espécie arbórea emergente, Aspidosperma polyneuron Muell. Arg. (peroba rosa), em uma floresta estacional semidecidual no interior do Estado de São Paulo. As duas populações foram amostradas na Estação Ecológica dos Caetetus, localizada nos Municípios de Gália e Alvinlândia, de 2.179 ha, administrada pelo Instituto Florestal. Nas duas populações analisadas, distantes aproximadamente 3,5 km uma da outra, foram amostrados 63 e 53 indivíduos, respectivamente. A área ocupada por estes indivíduos é de cerca de 8 ha em ambas as populações, resultando em densidades de 7,9 e 6,6 indivíduos/ha. A distribuição dos indivíduos, estimada pelo método do vizinho mais próximo, de CLARK e EVANS (1954), foi agregada para P1 e aleatória para P2. Foram discutidas as implicações desses padrões de estrutura populacional, assim como da distribuição diamétrica dos indivíduos, sobre a estrutura genética dessas populações. A caracterização genética foi realizada através de marcadores alozímicos, revelados a partir de eletroforese em gel de amido (penetrose). Foram utilizados 7 sistemas enzimáticos (LAP, PGI, MDH, PER, 6-PGDH e SKDH), totalizando 8 locos, para os indivíduos adultos; e 5 sistemas enzimáticos (LAP, PGI, MDH, PER e PGM), totalizando 6 locos, para os indivíduos jovens. Para as populações de indivíduos adultos, foram estimadas as diversidades genéticas entre e dentro das populações, o fluxo gênico, a adequação das freqüências genotipicas ao Equilíbrio de HardyWeinberg, os índices de fixação de Wright e feita a análise da distribuição espacial dos genótipos dentro das populações. Estas mesmas estimativas, com exceção do fluxo gênico, foram obtidas para uma amostra de indivíduos jovens da População 1 de adultos. Alta diversidade genética foi encontrada para adultos e jovens. Para as populações de indivíduos adultos os resultados foram (primeiro valor = P1 / segundo valor = P2): heterozigosidade esperada (He) = 0,237/0,239; heterozigosidade observada (Ho) = 0,243/0,270; porcentagem de locos polimórficos (0,95) (^P) = 50,0%/50,0%, e o número médio de alelos por loco (Â) = 2,00/1,88. O resultado para a amostra de indivíduos jovens foi: He = 0,242; Ho = 0,321; ^P = 50,0% e  = 1,67. As populações de indivíduos adultos apresentaram, respectivamente, 2 e 3 locos com desvio em relação às expectativas do Equilíbrio de Hardy-Weinberg, enquanto que para a amostra de indivíduos jovens, todos os locos diferiram significativamente das expectativas do equilibrio, no sentido de um excesso de heterozigotos com P = -0,326. Maior excesso de heterozigotos foi encontrado nos indivíduos jovens do que nos adultos, indicando que o sistema de cruzamento não explica por si só o padrão encontrado, havendo atuação de outras forças evolutivas. As estimativas das taxas de fertilização cruzada aparente (^ta), obtidas a partir do índice de fixação, foram de 0,82 para PI e 0,90 para P2, sugerindo tratar-se de uma espécie preferencialmente alógama. A maior parte da diversidade foi encontrada dentro das populações (^Fst = 0,061, ^Gst = 0,060). O fluxo gênico encontrado (^Nm = 0,98) revelou-se amplo o suficiente para não permitir a divergência entre elas, mas não é tão intenso a ponto de tomá-Ias semelhantes. O estudo da estrutura genética espacial foi feito através de análise de auto correlação espacial utilizando-se o índice I de Moran. Os resultados sugerem uma distribuição espacial aleatória dos genótipos, tanto para as populações de indivíduos adultos, quanto para a amostra de indivíduos jovens. Os resultados encontrados para os parâmetros de estrutura populacional e genéticos indicam que a peroba rosa (Aspidosperma polyneuron) é uma espécie que apresenta grande potencial para uso sob manejo sustentado. São apontados novos estudos a serem desenvolvidos com base nos resultados obtidos

Abstract: Two populations (P1 and P2) of an emergent tropical tree, Aspidosperma polyneuron Muell. Arg., were surveyed in a tropical forest in the State of São Paulo Sate with the objective of studying its genetic structure. Field work was conducted at the Caetetus Ecological Station, a 2.179 ha facility managed by the State of São Paulo's Forest Institute, located in Gália and Alvinlândia counties. The distance between the two populations is 3,5 km. The sample size was 63 and 53 trees for P1 and P2respectively. They occupied an 8 ha area each, resulting in a density of 7,9 and 6,6 trees/ha. The pattems of the spatial distribution were aggregate for P1 and random for P2, according to nearest neighbor method of CLARK and EVANS (1954). The genetic structure implications ofthose structural parameters and the diametrical distribution were discussed. The genetic characterization was performed using allozymic markers, revealed ftom starch gel electrophoresis (penetro se). Seven enzymatic systems (LAP, PGI, MDH, PE_ 6-PGDH e SKDH), resulting in 8 genetic loci, were used to study adult populations. Five enzymatic systems (LAP, PGI, MDH, PE_ 6- PGDH e SKDH), resulting in 6 genetic loci, were used to study young individuaIs. Genetic variability and its distribution within and between populations, deviates ftom HardyWeinberg equilibrium, Wright's F-statistics, gene flow and spatial genetic structure analysis were obtained for the two populations. All the parameters, with exception of gene flow, were estimated for a young individual sample plotted in the Pi population. Both adult populations and young sample showed a high level of genetic diversity. The results for adult trees were (first value = P1 / second value = P2): expected heterozigosity (fie) = 0,237/0,239; observed heterozigosity (Ho) = 0,243/0,270; pereentage of polymorphie loci (^P) = 50,0%/50,0% and mean number of alleles per locus (Â) = 2,00/1,88. The results for the young individual sample, were: He = 0,242; Ho = 0,321; P = 50,0% and  = 1,67. Adult populations presented two and three loci, respectively, in Hardy- W einberg equilibrium and for young individual sample allloci deviates signifieant1y ftom the equilibrium expeetations. An exeess ofheterozigous genotypes was deteeted for the last eategory (F = -0,326). The exeess ofheterozigous genotypes was higher for young individuais than for adults, indieating the oeeurrenee of additional events involved in the mating system The mean apparent outerossing rate (^ta) estimated ftom the inbreeding eoeffieient was 0,82 for P1 and 0,90 for P2, suggesting that A. polyneuron is a eross fertilizing speeies. Most ofthe genetie variation was found within populations (FST = 0,061, GST = 0,060). The gene flow between populations (Nm = 0,98) is suffieient1y high to prevent the genetie differentiation, but is not suffieient to make them identieal. The spatial genetie strueture was eharaeterized through spaeial autoeorrelation analysis using Moran's index (I). The results showed a random spatial distribution of genotypes for both adult populations and young individual sample. The results obtained for the strueturaI and genetie parameters of .the studied populations indieates that Aspidosperma polyneuron is a potentiaI speeies to be used under sustainable management. Researeh needs are indieated.
Subject: Plantas - Conservação
Florestas tropicais
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 1997
Appears in Collections:IB - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Maltez_HelenaMaria_M.pdf9.53 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.