Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/315250
Type: TESE
Degree Level: Doutorado
Title: Autoecologia de Bauhinia holophylla Steud. (Leguminosae-Caesalpiniolideae), na Reserva Biologica e Estação Experimental de Moji Guaçu, SP
Author: Rondon, Josimara Nolasco
Advisor: Zaidan, Lilian Beatriz Penteado
Abstract: Resumo: Uma população de Bauhinia holophylla Steud. localizada no cerrado sensu stricto da Reserva Biológica e Estação Experimental de Moji Guaçu (RBEE de Moji Guaçu) foi estudada quanto a sua fenologia reprodutiva, expectativa de vida foliar, predação de sementes, germinação, fotoperíodo e regeneração natural. O padrão de distribuição da população adulta e jovem de B. holophylla, na área estudada é do tipo agregado. A população jovem e adulta de B. holophylla na RBEE de Moji Guaçu pode ser considerada juvenil, concentrando a maioria dos indivíduos nas primeiras classes de crescimento em altura e diâmetro. A expectativa média de vida da folha no primeiro ano de estudo foi de 8,2 meses, enquanto no segundo ano foi de 7,6 meses. A produtividade primária da fração folhas de 21 plantas de B. holophylla amostradas foi mais intensa nos meses de julho a agosto, durante o período de estudo (dois anos), portanto, durante a estação seca. A fração flores e botões esteve associada ao período da estação chuvosa, com produção maior nos meses de novembro a janeiro. A mortalidade foliar coincidiu com o período de menor precipitação na estação seca. A queda total das coortes foliares ocorreu ao mesmo tempo, na estação seca, estando a presença da folha durante a estação chuvosa, relacionada à produção de fotoassimilados para a planta, que serão usados na reprodução e/ou armazenados como amido no xilopódio. Plantas de B. holophylla apresentaram maior altura e diâmetro caulinar, e maior número de folhas nos tratamentos fotoperiódicos de 16 e 20 horas que nos tratamentos de 8 e 12 horas. A predação de sementes é uma das principais causas da inexistência de plântulas no cerrado. Contudo, a regeneração natural não está comprometida devido à presença do xilopódio. As sementes de B. holophylla são neutras à luz para a germinação e germinam em uma faixa ampla de temperatura. A permanência efêmera de sementes de B. holophylla no banco de sementes do solo de cerrado deve-se muito provavelmente à neutralidade à luz e velocidade de germinação alta em temperaturas na faixa de 25ºC a 30ºC. Práticas de manejo na RBEE de Moji Guaçu a partir do controle de larvas e de insetos predadores são fundamentais para aumentar a produção de sementes sadias de B. holophylla. Investigações sobre auto-ecologia, serapilheira, fenologia reprodutiva e dinâmica populacional devem ser propostas para espécies do Cerrado. Essas investigações podem auxiliar nos programas de recuperação de áreas remanescentes de cerrado e constituem modelos para estudos de populações de espécies vegetais do cerrado

Abstract: A population of Bauhinia holophylla located at a cerrado area in the Reserva Biológica e Estação Experimental de Moji Guaçu was studied in relation to reproductive phenology, leaf life span, seed predation, seed germination and aspects of plant regeneration. The distribution pattern of the juvenile and adult population is considered agregated. This population can be considered on the juvenile stage, due to, the greater number of plants concentrate in to the first size classes (height and diameter). The mean leaf life span was 8.2 months in the first year and 7.6 months in the second year. The primary productivity of leaves was more intense, during dry season (July-August). Leaf mortality with the period of the minor precipitation registered (dry season). Flower and bud production was associated to the wet season. Leaf fall ocurred during dry season. The new leaves could garantee the production of photoassimilates that would be utilized by all plant organs in their metabolic activities and as a reserve carbohydrate stored in the xylopodium as starch. Higher stems and stem diameter and leaf number in plants were observed in the photoper iodic treatments of 16h and 20 hours (long days) than in plants maintened in 8h and 12 hours (short days). Seeds predation is the principal cause of inexistence of seedlings in that the cerrado area. However, plant regeneration is provided by xylopodium. The seed is neutral to light for germination at the temperature range of 20ºC to 35ºC. Germination speed germination at 25ºC in the dark was higher than under light. The ephemeral permanence of the seeds of B. holophylla in the cerrado soil seed bank, is probably due to neutrality of light and their fast germination at 25ºC-30ºC. Thus, management polices at the Reserva Biológica e Estação Experimental de Moji Guaçu to decrease larvae and predator insects are fundamental to enlarge the production of healthy seeds of B. holophylla. Investigation on auto-ecology, litter and reproductive phenology, may give important information about of species occurring in the Cerrado. Investigations can support recuperation programmes of remnant cerrado areas and constitute model to study populations of plants species the Cerrado
Subject: Bauhinia
Fenologia vegetal
Fotoperiodismo vegetal
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2006
Appears in Collections:IB - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Rondon_JosimaraNolasco_D.pdf1.5 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.