Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/315235
Type: TESE
Title: Efeito de fontes de nitrogenio e enxofre na sintese das proteinas de reserva de sementes de soja (Glycine max [L] Merril) cultivadas "In Vitro"
Author: Horta, Ana Cecilia Goes
Advisor: Sodek, Ladaslav, 1941-
Sodek, Ladslav
Abstract: Resumo: Nos dois sistemas de cultura utilizados no presente trabalho, cotiledones isolados e explantes, GLN e ASN foram igualmente eficientes em promover acúmulo de proteinas. Entretanto, a eficiencia da ALN, em cotilédones isolados, foi bastante inferior a ASN e GLN. Já em cultura de explantes, a ALN superou as outras fontes de nitrogênio, uma vez que, segundo RAINBIRD et al., 1984), "in situ" os ureideos são degradados dentro do tegumento ou vagem e o nitrogênio resultante é convertido em GLN e translocado para os cotilédones. Em ausência de N, observou-se incremento no teor de proteínas de sementes de explantes, enquanto em cotilédones isolados, apesar do aumento em peso de matéria seca, o teor de proteínas permaneceu o mesmo. Por PAGE-SD8 foi verificado que, em presença de GLN e ASN, as proteinas de reserva dos cotilédones foram sintetizadas com mais eficiencia do que nas sementes crescidas "in vivo". Enquanto em sementes de explantes a ALN promoveu a síntese de todas as subunidades das proteínas de reserva, em cotilédones isolados, sua ineficiencia foi confirmada. Na ausência de N, em cotilédones isolados, foi observado uma metabolização preferencial das subunidades alfa', alfa (78) e cadeias acidas (118), não ocorrendo sintese detectável da subunidade beta (7S). Em todos os tratamentos, mudanças substanciais na composição de aminoacidos livres, foram observadas. Um dos efeitos mais interessantes foi com respeito ao teor de ARG. Enquanto que em sementes de explantes este teor decresceu igualmente em todos os tratamentos, em cotilédones isolados, GLN promoveu um aumento de 26 vezes. No sistema de cultura de explantes, não foi observado acúmulo de ASP e nem foi detectada GLN livre na semente como observado no sistema de cultura de cotilédones isolados, no tratamento com ALN. A adição de metionina ao meio básico estimulou o crescimento e ocasionou variações na composição de aminoácidos livres e modificações qualitativas nas proteínas de reserva de cotilédones de soja. Em cotilédones isolados o aumento em peso de matéria seca e proteínas por cotiledones foi maior do que em sementes de explantes em presença de MET (MB+MET e MB-S+MET). Cotilédones crescidos em meio deficiente em enxofre (MB-S), teve 71,4 do peso de matéria fresca e 72% do peso de matéria seca dos cotilédones crescidos com sulfato <M8). Neste tratamento o teor de proteinas decresceu de 57% em relação ao MB, mas ainda alcançando o teor de proteínas das sementes desenvolvidas na planta pelo mesmo periodo. Em cultura de explantes, o teor de proteínas foi semelhante estatisticamente ao meio básico. Por PAGE-SDS, observou-se que a adição de MET inibiu especificamente a síntese da subunidade beta da fração 7S não ocorrendo modificações detectavels nas outras frações nos dois sistemas de cultura. HOLOWACH et al. (1986) mostraram que esta inibição e reversível, ou seja, com a transferência dos cotiledones crescidos em meia contendo MET para o meia básico, a subunidade acumula a taxas comparaveis ao controle. Quando cotilédones mais velhos (100 mg de peso de matéria fresca) da variedade de soja estudada neste trabalho, que ja continham subunidade beta, foram cultivados em presença de MET, a quantidade desta subunidade permaneceu constante, mostrando que esta é estavel na presença de MET. Cotilédones isolados mantidos em meio deficiente em enxofre (MB-5) acumularam todas as subunidades das conglicininas (7S) em razão similar aos cotilédones crescidos na presença de sulfato. Nesse tratamento as subunidades ácidas das glicininas (11S) foram fracamente detectadas quando comparadas com o meio básico. em sementes de explantes, a síntese das subunidades das proteinas de reserva nao foi afetada pela ausencla de enxofre no mêlo, porem, aparentemente, a concentração da subunidade beta superou aquela de sementes mantidas em meio básico. Metionina exógena afetou Significativamente a concentração de alguns aminoácidos, especialmente SER, ALA, LYS, ARG, ASP e GLU, que aumentaram em malores proporções nos dois sistemas. Entretanto, o teor de VAL aumentou somente em cotiledones isolados, enquanto que em sementes de explantes este aminoacido não foi detectado. Na ausencia de enxofre (MB-S), em cultura de cotilédones isolados, foi observado aparecimento de SER, aumento de LYS e ARG e um decréscimo em ALA, VAL e ASN quando comparados com MB. Ja em cultura de explantes foi observado um decrescimo em SER e ARG nesse tratamento. Em relação a composição de aminoácidos das diferentes subunidades das proteinas de reserva de sementes quiescentes e interessante ressaltar que, na subunidade alfa' o conteúdo de HIS e cerca de 3 vezes maior do que nas outras subunidades e que a subunidade beta se destacou por possuir o nivel mais bailxo de metionina
Subject: Proteínas - Síntese
Soja - Semente
Eletroforese em gel
Plantas - Efeitos do nitrogênio
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 1994
Appears in Collections:IB - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Horta_AnaCeciliaGoes_D.pdf8.66 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.