Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/315179
Type: TESE
Title: Estudo floristico e fitossociologico de um trecho de mata ciliar do Rio Paraguai, Pantanal-MS, e suas relações com o regime de inundação
Author: Damasceno Junior, Geraldo Alves
Advisor: Semir, João, 1937-
Abstract: Resumo: Foi realizado um estudo florístico e fitossociológico de um trecho de mata ciliar do rio Paraguai nos municípios de Corumbá e Ladário-MS, relacionando os aspectos estruturais ao regime de inundação do rio, avaliando ainda a dinâmica e algumas características relativas à dispersão das espécies. O levantamento florístico abrangeu uma extensão de aproximadamente 22 km de rio entre as coordenadas 18° 59' 51¿S; 57°39' 17" W e 19° 01'12" S' 57° 26'44" W englobando árvores, arbustos e lianas, na área de influência da bacia da Lagoa Negra. O levantamento fitos sociológico foi realizado em apenas uma área entre as coordenadas 19° 01'16" S; 57° 27' 01"W e 19° 01'12" S; 57° 26' 44"W. Foram alocadas 106 parcelas contíguas de 10x10m abrangendo áreas de dique, meio e borda. Amostraram-se todos os indivíduos com mais de 15 cm de PAP. Após dois anos do início do trabalho, verificouse a mortalidade dos indivíduos amostrados inicialmente. No levantamento florístico, foram encontradas 113 espécies distribuídas em 39 famílias. A família Leguminosae foi a mais bem representada, com 24 espécies, sendo seguida por Bignoniaceae, com 9; Convolvulacaea, com 7; Arecaceae, com 5; Apocynaceae, Euphorbiaceae, Myrtaceae, Malpighiaceae, Polygonaceae e Rubiaceae, com 4 espécies cada. As espécies arbóreo-arbustivas ocorreram na proporção de 59,73%, enquanto as lianas e arbustos escandentes foram 38,94% das espécies encontradas. Floristicamente, a área em questão configura-se como transição entre a vegetação amazônica e a vegetação de ambientes úmidos associados ao Chaco. No levantamento fitossociológico, foram amostrados 716 indivíduos, pertencentes a 37 espécies distribuídas em 29 famílias. O índice de diversidade encontrado (H') foi de 2,63, tendo sido considerado dentro da faixa para formações sujeitas a níveis pronunciados de inundação. As espécies mais importantes em IVI foram Inga vera ssp affinis , Triplaris gardneriana, Ocotea suaveolens, Crataeva tapia, Vochysia divergens, Cecropia pachystachya, Eugenia cf. polystachya, Tabebuia heptaphylla, Myrcia cf. mollis e Albizia polyantha, com grande destaque para Inga Vera ssp affinis, que exibiu grande vantagem sobre as outras espécies em todos os parâmetros avaliados. A mata estudada apresentou-se com dossel entre 6 e 10m, em alguns casos atingindo até 13m, possuindo sub-bosque descontínuo. Algumas vezes indivíduos de Tabebuia heptaphylla configuram-se como emergentes com 14m ou mais. Observou-se que houve urna distribuição das espécies segundo um gradiente topográfico, que reflete o nível de inundação a que estão sujeitas. As espécies mais freqüentes foram agrupadas em: espécies de áreas altas (até 10 % do tempo inundadas); espécies de áreas intermediárias altas (6 a 30% do tempo inundadas); espécies de áreas intermediárias baixas (10 a 48% do tempo inundadas); e espécies de áreas baixas (30 a 48% do tempo sob água). A mortalidade média anual total, entre 1994 e 1996, foi de 4,2%. Entre os indivíduos com diâmetro acima de 15 cm, foi de 3,56% e, nos indivíduos com diâmetro entre 5 e 15 cm, foi de 4,6%. Esses índices foram considerados elevados e foram associados à cheia excepcional de 1995. A mata estudada caracteriza-se como urna comunidade de pioneiras, mostrandose num processo de sucessão controlado aparentemente pelos níveis de inundação. Das 37 espécies encontradas no estudo fitossociológico, 28 aparentemente têm síndrome de dispersão zoocórica, confirmando a tendência da predominância desse tipo de dispersão em ambientes sujeitos a inundações

Abstract: A floristic and phytosociological study was carried out in a galIery forest of the Paraguay river near Corumbá and Ladário - MS, Brazil. Structural aspects of the forest were correlated to the flooding of the river, and the dynamics and some caracteristics of dispersion of the species were evaluated. The floristic survey comprised an area of about 22 km along the river, between 18° 59' 51"S; 57°39' 17" W and 19° 01'12" S; 57° 26'44" W, including trees, shrubs and vines, inside the area of influence of the Lagoa Negra basin. The phytosociological survey was accomplished in an area between coordenates 19° 01 '16" S; 57° 27' 01"W and 19° 01' 12" S; 57° 26' 44"W. 106 contiguous 10x10m quadrats were established. AlI individuaIs with more than 15 cm PBH were surveyed. After two years the sampled individuaIs which had died were verified. The floristic survey totalIed 113 species, 39 families. Legurninosae was the most representative family, with 24 species; Bignoniaceae with 9; Convolvulaceae with 7; Arecaceae with 5; Apocynaceae, Euphorbiaceae, Myrtaceae, Malpighiaceae, Polygonaceae and Rubiaceae with 4 species each. Trees and shrubs occurred in the proportion of 59,73%, while the proportion of the vines was 30,93%. The study area presented a floristic composition characteristic of transition between amazonian forest and the wet environrnents of the "Chaco". In the phytosociological survey 716 individuals of 37 species and 29 families were sampled. The Shannon index (H') found for the species was 2,63 and this value is in accordance with the values found for sites with high flooding levels. The highest values of IV (Importance Value) was found for Inga vera ssp affinis, Triplaris gardneriana, Ocotea suaveolens, Crataeva tapia, Vochysia divergens, Cecropia pachystachya, Eugenia cf polystachya, Tabebuia heptaphylla, Myrcia cf mollis and Albizia polyantha, with a great advantage for Inga vera ssp affinis which showed values much higher than the other species in alI of the evaluated parameters. The study forest presented a canopy between 6 and 10 meters, sometimes reaching 13 m, with discontinuous understorey. Some individuaIs of Tabebuia heptaphylla, were found reaching 14m. It was observed that the species were distributed according to a topographicaI leveI, resulting from the flooding to which they were subjected. The more frequent species were grouped in: high places species (found in places which remained flooded a maximum of 10% of days); intermediate high places species (found flooded between 6 and 30% of days); intermediate low places species (found flooded between 10 and 48% of days) and low places species (found flooded between 30 and 48% of days). The total mortality index between the years 1994 and 1996 was 4,2%. For the individuals with a diameter higher than 15 cm, it was 3,56% and for those with diameters between 5 and 15 em, it was 4,6%. This elevated mortality index was associated to the exeptionally high flooding that happened in 1995. The study forest is a pioneer community that is in sucession apparently controlled by the levels of flooding. Twenty-eight of the 37 species found in the phytosociological study are apparently dispersed by animals, confirming a tendency to this kind of dispersion in regularly flooded evironrnents
Subject: Pantanal Mato-grossense
Ecologia vegetal
Mata ciliar
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 1997
Appears in Collections:IB - Dissertação e Tese

Files in This Item:
File SizeFormat 
DamascenoJunior_GeraldoAlves_M.pdf13.85 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.