Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/315077
Type: TESE
Title: Unidades de dispersão e plantulas de especies de plantas invasoras
Author: Groth, Doris, 1940-
Advisor: Barroso, Graziela Maciel, 1912-2003
Barroso, Graziela Maciel
Abstract: Resumo: As caracteristicas morfológicas das unidades de dispersão não varia muito com as modificações ambientais e podem ser usadas, tão seguramente quanto as da plantas inteiras, para a identificação das espécies. A associação das características morfológicas externas das unidades de dispersão, como a posição, a forma, o tipo e o tamanho do embrião em relação ao tecido de reserva, permite uma identificação correta a nível da espécies. A associação das características morfológicas externas das unidades de dispersão, como a posição, a forma, o tipo e o tamanho do embrião em relação ao tecido de reserva, permite uma identificação correta a nível da espécie. Esta mesma identificação é possível através das características morfológicas de suas plântulas. O principal objetivo deste trabalho foi caracterizar morfologicamente as plântulas e anato-morfológicamente as unidades de dispersão de 155 espécies invasoras, pertencentes a 23 famílias de angiospermas permitindo uma clara diferenciação taxonômica entre elas. Foi feita uma descrição geral das plântula e das unidades de dispersão, por família, e uma descrição por espécies estudada. São apresentadas ilustrações e um chave dicotômica para auxiliar na identificação das unidades de dispersão. Para cada espécie foi levantada a sinonímia vulgar e sempre que possível, foi descrito o fruto, o ciclo, o tipo de reprodução e de disseminação, a quantidade de unidadas de dispersão produzidas por planta e o período que elas posem conservar o poder germinativo no solo, a área de distribuição geográfica, as culturas nas quais a espécie e considerada invasora e as sementes agrícolas onde a unidade de dispersão aparece como ¿impureza¿

Abstract: The morphological characteristics of the dispersal units remain remarkably constant under varying environmental conditions and they may be used as suitable criteria for the taxonomical indentification of the species, as well as the whole plants do. The association of the morphological characteristics of the dispersal units, with the position, the shape, the type and the size of the embryo in relation to the storage tissue, permits a clear taxonomical diagnostic at level of species. The same identification is possible through the morphological characteristics of the seedlings. The objective of this work referred to the morphological characterization of the seedlings and the anatomical and morphological characterization of the dispersal units of 155 weed species, belonging to 23 different families, that will permit a clear taxonomical differentiation among them. A general description of the seedlings and the dispersal units, of each family an the description of each of the studied species, were carried out. There are presented illustrations and one taxonomical key in order to help the identification of the weed seeds. For each species there were included the common names and, whenever as possible, a description of the fruit, life cycle, type of reproduction and dissemination, the quantity of the dispersal units produced by plant and the time that they can maintain the germination in the soil, geographical distribution an other informations, such as the crop in which the species in considered as a weed, and the agricultural seeds in which the dispersal unit is found as a weed seed.
Subject: Sementes - Dispersão
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 1984
Appears in Collections:IB - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Groth_Doris_D.pdf41.14 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.