Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/315027
Type: TESE
Title: Estudos sobre a filogenia, taxonomia e evolução de caracteres reprodutivos em Moraceae Gaudich
Title Alternative: Studies on phylogeny, taxonomy and evolution of reproductive characters in Moraceae Gaudch
Author: Ribeiro, Jose Eduardo Lahoz da Silva
Advisor: Shepherd, George John, 1949-
Abstract: Resumo: A família Moraceae é extremamente bem representada em número de indivíduos e espécies em florestas neotropicais de baixa altitude. Entretanto, a maior parte das informações disponíveis sobre o grupo, até o presente, refere-se apenas as espécies de Ficus. São raros os trabalhos sobre a evolução dos caracteres presentes nas diferentes inflorescências que ocorrem na família, que, em alguns casos, estão entre as mais complexas dentro das Angiospermae, e as informações sobre o relacionamento filogenético infrafamiliar, assim como as delimitações de suas tribos, precisam ser enriquecidas com mais dados para serem melhor compreendidas. Neste contexto, foi desenvolvido o presente trabalho, que teve como objetivos o estudo da filogenia de Moraceae, especialmente, as neotropicais, a partir de dados moleculares do segmento trnL-F do cloroplasto e de 50 caracteres morfológicos; o levantamento e análise da evolução de caracteres relacionados às inflorescências do grupo, e a caracterização morfológica das tribos da família. Além da árvore filogenética gerada a partir das análises realizadas para desenvolvimento do presente trabalho, cladogramas disponíveis na literatura, gerados a partir de informações moleculares de outros segmentos gênicos, também foram utilizados para avaliação da delimitação das tribos de Moraceae e estudo da evolução dos caracteres analisados. Os resultados das análises realizadas permitiram a proposição de uma nova tribo, Maclureae; uma nova delimitação para as tribos Dorstenieae e Moreae, correntemente aceitas; a elaboração de uma chave de identificação; a caracterização morfológica de todas as tribos apresentadas, e inferências sobre a evolução de alguns caracteres reprodutivos. Além disso, o sistema reprodutivo das 278 espécies neotropicais foi inferido a partir da observação em campo de 40 espécies, entre essas 28 espécies arbóreas, indicando que monoicia é o sistema reprodutivos mais comum no grupo, seguido de dioicia e androdioicia. As inflorescências de Antiarideae (Castilleae) bem como estruturas associadas a elas receberam novas interpretações após estudos morfológicos

Abstract: The Moraceae family is extremely well represented in individual and species number, in lowland neotropical forests. However, the most expressive part of the available information about this group, up to now, refers to Ficus species. There are few studies focusing on character evolution of the different types of inflorescences in this family, which are, in some cases, among the most complexes in the Angiospermae; and information on within-family phylogenetic relationship, as well as its tribes¿s delimitation, must be enhanced with more data, in order to be better understood. The present work was developed bearing in mind this context and aiming i) the study of the Moraceae phylogeny, especially the neotropical species, using molecular data from the chloroplast trnL-F region and from 50 morphological data; ii) the cataloging and evolutionary analysis of characters related to inflorescences of this group, and iii) the morphological characterization of the tribes. In addition to the phylogenetic tree generated from analysis carried out for the development of the present work; cladograms available in the literature, based on information of different DNA segments, were also used to evaluate the delimitation of Moraceae tribes and to study the evolution of the analyzed characters. The results of the performed analysis allowed the proposition of a new tribe, Maclureae; a new delimitation of Dorstenieae and Moreae, currently accepted; the elaboration of an identification key; the morphological characterization of all depicted tribes, and inferences about the evolution of some reproductive characters. Additionally, the reproductive system of the 278 neotropical species was inferred from field observation of 40 species, 28 of which were tree species, indicating that monoecy is the most common reproductive system in the group, followed by dioecy and androdioecy. After morphological studies, Antirideae (Castilleae) inflorescences, as well as related structures, have received new interpretation
Subject: Moraceae
Plantas neotropicais
Plantas - Filogenia
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2007
Appears in Collections:IB - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Ribeiro_JoseEduardoLahozdaSilva_D.pdf15 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.