Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/315001
Type: DISSERTAÇÃO
Degree Level: Mestrado
Title: Estrutura de populações de Xylopia aromatica (Lam.) Mart. (Annonaceae) e Roupala montana Aubl. (Protecease) em quatro fragmentos de cerrado sensu lato no municipio de Itirapina/SP
Author: Miranda-Melo, Aneliza de Almeida
Advisor: Santos, Flavio Antonio Maës dos, 1958-
Abstract: Resumo: A estrutura populacional de duas espécies, Xylopia aromatica e Roupala montana, foi estudada em quatro fragmentos de cerrado no município de Itirapina/SP com diferentes fisionomias e históricos de perturbação e em três áreas, dentro de um mesmo fragmento, com fisionomias semelhantes. Em cada área, dentro de cada fragmento, foi instalada uma grade de 200 parcelas contíguas de 5 x 5 m, totalizando 0,5 ha. Em cada parcela todos os indivíduos das duas espécies com diâmetro do caule à altura do solo (DAS) = 3 cm foram marcados e sua altura e seu DAS foram registrados. Em sub-parcelas de 1 m2, sorteadas dentre os vértices de cada parcela de 25 m², foram marcados os indivíduos com DAS < 3 cm. Para cada espécie estudada, foram identificados seis estádios ontogenéticos: plântula (apresentava uma ou duas folhas cotiledonares), jovem 1 (não apresentava cotilédones nem ramificações), jovem 2 (possuía ramificações), imaturo (apresentava ramificações e reiterações), adulto vegetativo (apresentava diâmetro e altura iguais ou maiores que as do menor indivíduo reprodutivo, mas não se reproduziu no período de coleta de dados) e adulto reprodutivo (apresentava flor, fruto ou cicatriz dessas estruturas), os quais foram utilizados nas demais análises. Uma grande plasticidade da forma arquitetural foi observada entre as espécies, e essas variações foram maiores entre o fragmento de fisionomia mais florestal e os mais abertos. Isto sugere que, dependendo das características de crescimento e da estratégia de resistência e/ou reprodutiva adotadas pelas espécies frente a um fator de perturbação, diferentes formas arquiteturais poderão ser encontradas. A estrutura de estádios ontogenéticos apresentou maior proporção de estádios iniciais de Xylopia nas fisionomias mais abertas e sujeitas a alta perturbação. Já Roupala, apresentou alta proporção de Jo1 e de Jo1: AR no Valério 1, o qual apresenta fisionomia mais florestal. Essa predominância de diferentes estádios e as diferentes proporções entre estádios geraram estruturas populacionais diferentes em ambas espécies, tanto entre fragmentos com fisionomias diferentes quanto dentro de um mesmo fragmento. Essas diferenças podem ter sido influenciadas pelo histórico de perturbação e pelas características reprodutivas, como padrão fenológico e tipo de reprodução. A distribuição espacial dos estádios ontogenéticos de Xylopia e Roupala variou, e as diferenças foram maiores entre áreas dentro de um mesmo fragmento do que entre fragmentos. Xylopia apresentou padrão espacial aleatório em todos os estádios, exceto para os estádios tardios, no fragmento de fisionomia mais florestal (Valério), em que o padrão foi agregado, enquanto Roupala apresentou predominância de padrão agregado em todos os estádios. Essas diferenças entre as distribuições espaciais podem ser uma conseqüência da variação das condições ambientais, principalmente de luminosidade, ou a influência de outros fatores aqui não estudados. Foi observado que Xylopia ocorreu em todos os fragmentos, enquanto Roupala não, indicando um padrão agrupado de ocorrência de Roupala na escala entre fragmentos e, ambas espécies apresentaram densidade menor em fragmentos mais abertos, levando-nos a inferir que perturbações, padrão fenológico e tipo de reprodução são prováveis responsáveis pela distribuição espacial das espécies entre os fragmentos e pelas suas densidades. Por fim, diferenças na arquitetura e nas estruturas de estádios ontogenéticos e espacial, como observado neste trabalho, levam a concluir que estudos que enfoquem variações espaciais dentro e entre áreas e as características das espécies e seus habitats são de fundamental importância para compreender melhor quais fatores influenciam os processos populacionais, qual a sua importância em diferentes locais e suas conseqüências. Assim, a importância de preservação de um maior número possível de fragmentos ganha destaque neste contexto, como sugerido por diversos pesquisadores, pois cada área de cerrado constitui um ambiente diferenciado, que pode contribuir para o sucesso da espécie. Além disso, meios de contenção de fatores de perturbação, como a retirada do gado, o controle do fogo indiscriminado, através da construção de aceiros, são fundamentais nos fragmentos onde essas perturbações são freqüentes

Abstract: The population structure of two species, Xylopia aromatica and Roupala montana, has been studied in four fragments of cerrado in Itirapina, SP, SE Brazil, with different physiognomies and disturbance histories, and in three areas of similar physiognomies within the same fragment. Within each fragment a grid of 200-contiguous-plots 5 x 5 m has been installed, totaling 0.5 ha. In each plot, all individuals of these two species, with a stem diameter at the height of the soil (DSH) = 3 cm have been marked and their height and DSH recorded. In 1- m2 sub-plots, chosen among the vertices of each 25-m2 plot, individuals with DSH < 3 cm have been marked. For each species studied, six ontogenetic stages have been identified: seedling (presented one or two cotyledon leaves), young 1 (did not present cotyledons or ramifications), young 2 (presented ramifications), immature (presented ramifications and reiterations), vegetative adult (presented equal or larger diameter and height than those of the smaller reproductive individual, but did not reproduce during the sample period) and reproductive adult (presented flower, fruit or scar of these structures). A great plasticity of the architectural form was observed among the species studied here, and these variations were greater among the fragments with most forest physiognomy and open ones. This suggests that, depending on the characteristics of growth and on the resistance and/or reproductive strategy adopted by the species in face of a disturbance factor, different architectural forms can be found. We have found a higher proportion of initial stages of Xylopia in disturbed areas with open physiognomies, whereas Roupala presented high proportion of Jo1 and Jo1:AR in Valério 1, wich present most forest physiognomy. The predominance of different stages and the different proportions among the stages generated different population structure in both species, among fragments with different physiognomies as well as within the same fragment. These differences could have been influenced by the disturbance history and by the reproductive characteristics such as phenological pattern and type of reproduction. The spatial distribution of the ontogenetic stages of the two species differed among areas, being the differences greater among areas within the same fragment. Xylopia presented random spatial pattern at all stages, except for the later stages, in forest physiognomy fragment (Valério), in which the pattern was aggregated, while Roupala presented predominance of clumped pattern in all stages. These differences among the spatial distributions can be a consequence of the variation in environmental conditions, mainly of luminosity, or the influence of other factors not studied here. It was observed that Xylopia was present in all fragments, whereas Roupala wasn¿t, indicating an aggregated pattern to Roupala among fragments and, both species presented lower density in open fragments, leading to the inference that disturbances, phenological patterns and type of reproduction are likely to be responsible for the spatial distribution of the species among the fragments and for their densities. Finally, differences in the rchitecture and in ontogenetic and spatial stage structure, as observed in this paper, lead to the conclusion that studies focusing on spatial variations within and among areas and the haracteristics of species and their habitats are of fundamental importance to understand better which factors influence the population processes, their importance in different places and their consequences. Thus, the importance of preserving as many fragments as possible gains eminence in this context, as suggested by a number of researchers, since each area of cerrado constitutes an environment that can contribute to the success of the species. Moreover, means of restraining disturbance, such as cattle removal, indiscriminate fire control, building of clearings, are fundamental in the fragments where these disturbances are frequent
Subject: Cerrados
Alometria
Ontogenia
Plantas - Identificação
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2004
Appears in Collections:IB - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Miranda-Melo_AnelizadeAlmeida_M.pdf789.27 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.