Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/314958
Type: TESE
Degree Level: Doutorado
Title: Estudo da atração miraxonal e da composição bioquimica da hemolinfa, da agua de condicionamento e da glandula do albumen de Biompharia glabrata e Biompharia tenagophila infectadas por Schistosoma mansoni
Author: Seta, Luciane de
Advisor: Magalhães, Luiz Augusto, 1932-2017
Abstract: Resumo: Estudamos a atração miraxonal frente à moluscos Biomphalaria glabrata e Biomphalaria tenagophila infectados ou não pelo Schistosoma mansoni, sua água de condicionamento (SCW), sua hemolinfa e seu extrato da glândula do albúmen. Em síntese, pudemos observar que moluscos B. tenagophila infectados atraíram mais miracídios de S. mansoni S1 que os moluscos não infectados. O mesmo ocorreu com sua SCW, sua hemolinfa e também seu extrato da glândula do albúmen. O mesmo não ocorreu em B. glabrata infectada por S. mansoni, que apresentou uma nítida repelência aos miracídios BH. Em B. glabrata observamos que sua SCW atraiu mais miracídios de S. mansoni BH que o próprio molusco. Moluscos B. glabrata sadios atraíram mais miracídios que os moluscos infectados. Ao compararmos a atração miraxonal frente ao extrato da glândula do albúmen de moluscos sadios e infectados com sua SCW pudemos verificar que: 1) Os componentes do extrato da glândula do albúmen seriam quimioatraentes para os miracídios de S. mansoni; 2) O extrato da glândula do albúmen atraiu mais miracídios que sua SCW, independente dessa SCW ser de moluscos sadios ou infectados por S. mansoni. Paralelamente analisamos o conteúdo de aminoácidos livres da hemolinfa, da SCW e do extrato da glândula do albúmen de B. glabrata e B. tenagophila infectadas ou não pelo S. mansoni. Na hemolinfa de B. glabrata sadia (HBgS) foram encontrados 28 aminoácidos livres, e na hemolinfa de moluscos infectados (HBgI) foram encontrados 32. Na hemolinfa de B. tenagophila sadia (HBtS) foram encontrados 28 aminoácidos livres e na hemolinfa dos moluscos infectados foram encontrados 33. Na hemolinfa de B. glabrata infectada houve um aumento geral da concentração de aminoácidos livres em relação ao encontrado na hemolinfa de moluscos sadios. Na hemolinfa de B. tenagophila infectada houve uma redução da concentração de aminoácidos livres em relação aos moluscos sadios. Na água de condicionamento (SCW) de B. glabrata sadias foram encontrados 19 aminoácidos livres, enquanto que na SCW desses moluscos, infectados por S. mansoni foram encontrados 17. Na SCW de B. tenagophila sadias foram encontrados 19 aminoácidos livres, enquanto que na SCW de B. tenagophila infectados foram encontrados 16. Não houve correspondência entre o conteúdo de aminoácidos livres da hemolinfa e da SCW. No extrato da glândula do albúmen de B. glabrata sadios foram encontrados 4 aminoácidos livres e nos moluscos infectados foram encontrados 5. No extrato da glândula do albúmen de B. tenagophila sadia foram encontrados 7 aminoácidos livres e nos moluscos infectados foram encontrados 6. Analisamos o conteúdo de aminoácidos livres como possíveis quimioatraentes para os miracídios de S. mansoni. Através da eletroforese em gel de poliacrilamida da hemolinfa verificamos haver uma redução de algumas frações proteicas na hemolinfa de B. tenagophila infectadas por S. mansoni, por volta de 45 Kda. A cromatografia de exclusão molecular da hemolinfa apresentou em ambas espécies de moluscos sadios ou infectados uma característica nítida da presença da hemoglobina e as demais frações de menor peso molecular. Tal resultado foi confirmado na eletroforese (SDS-P AGE)

Abstract: We studied the miraxonal atraction in the snails Biomphalaria glabrata and B. tenagophila, both infected with Schistosoma mansoni and non infected , the snail conditioned water (SCW), the hemolymph and the albwnen gland extract. We were able to observe that infected B. tenagophila atracted more SJ S. mansoni miracidia than the non-infected snails. The same fact was observed with the SCW, the hemolymph and the albwnen gland extract. The opposite results occur with infected B. glabrata snails, wich showed a clear repellence to the BH S. mansoni miracidia. In B. glabrata snails, we observed that their SCW atracted more BH S. mansoni miracidia than snails. Non infected B. glabrata atracted more miracidia than the infected ones. The comparison of the miraxonal atraction to the albumen gland extracts of non infected and infected snails with their SCW, showed that: 1) The components of the albumen gland extract were chemoattactive to S. mansoni miracidia; 2) The albwnen gland extracts attracted more miracidia than their SCW, regardless of the SCW being from infected or non infected snails. In addition, we analysed the presence of free amino acids in the hemolymph, SCW and albumen gland extracts of infected by S. mansoni or non infected B. glabrata and B. tenagophila. In the hemolymph of non infected B. glabrata (HBgS), we found 28 free amino acids, and in the hemolymph of snails infected with S. mansoni (HBgI) we found 32. In the hemolymph of infected B. glabrata, there was a general increase in concentration of free arnino acids when compared to the values observed in the hemolymph of non infected snails. In the snail conditioned water (SCW) of non infected B. glabrata (WBgS) we found 19 free amino acids, while in the SCW of snails infected with S. mansoni, on1y 17 amino acids were found. In the SCW of non infected B. tenagophila 19 free amino acids were found, whereas in the the SCW of infected B. tenagophila 16 free amino acids were found. No relationship between the content of free amino acids of the hemolymph and SCW was detected. In the albumen gland extract of non infected B. glabrata 4 free amino acids were found and 5 in the infected snails. In the albumen gland extract of non infected B. tenagophila we found 7 free amino acids and 6 in the infected snails. Free amino acids were tested as possible chemoattratents to the S.mansoni miracidia. Through polyacrilamide gell electrophoresis (SDS-P AGE) we verified a reduction of some protein fractions with molecular weight in the range of 45 Kda, in the hemolympph of B. tenagophila infected with S. mansoni. The molecular exc1usion cromatography of the hemolymph of both species of snails showed a c1ear presence of haemoglobin and other fractions with lower molecular weights. This result was confirmed by the electrophoresis (SDS-P AGE)
Subject: Biomphalaria glabrata
Biomphalaria tenagophila
Aminoácidos
Schistosoma mansoni
Language: Português
Editor: [s.n.]
Citation: SETA, Luciane de. Estudo da atração miraxonal e da composição bioquimica da hemolinfa, da agua de condicionamento e da glandula do albumen de Biompharia glabrata e Biompharia tenagophila infectadas por Schistosoma mansoni. 1996. 127f. Tese (doutorado) - Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Biologia, Campinas, SP. Disponível em: <http://www.repositorio.unicamp.br/handle/REPOSIP/314958>. Acesso em: 21 jul. 2018.
Date Issue: 1996
Appears in Collections:IB - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Seta_Lucianede_D.pdf6.88 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.