Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/314949
Type: TESE
Title: Estudos cromossomicos em Malpighiaceae A. Jussieu
Author: Lombello, Ricardo Augusto
Advisor: Forni-Martins, Eliana Regina, 1957-
Martins, Eliana Regina Forni, 1957-
Abstract: Resumo: A família Malpighiaceae é composta por aproxim_damente 71 gêneros e 1250 espécies, das quais 950 (pertencentes a 41 gêneros) estão distribuídas preferencialmente pelo Novo Mundo. As Malpighiaceae apresentam em geral hábito trepador (mais de 500 espécies), podendo ser encontradas também árvores e arbustos. Em virtude da extensa amplitude ecológica e geográfica, a família Malpighiaceae apresenta uma grande diversidade de hábitos, frutos e grãos de pólen, além de uma notável variedade de registros de número cromossômico. Segundo dados da literatura, a família apresenta uma grande diversidade de números cromossômicos, que envolve poliploidias e disploidias inter e intra-específicas. Além da contribuição para o conhecimento de números cromossômicos para mais espécies de Malpighiaceae, objetivamos comparar as IDformações obtidas através destes estudos citogenéticos com o posicionamento taxonômico, baseado em aspectos morfológicos e biogeográficos, das espécies estudadas. No presente trabalho foram realizados estudos citogenéticos em 23 espécies de 12 gêneros de Malpighiaceae, coletadas em áreas de cerrado, mata semidecídua, além de algumas cultivadas, sendo obtidos 14 números cromossômicos haplóides e 15 diplóides, sendo 17 destes números inéditos. Os números variam de 2n= 12 (Lophanthera lactescens Ducke) até 2n=80 (Banisteriopsis stellaris (Griseb.) Gates). Com exceção feita a Lophanthera lactescens e Galphimia brasiliensis (L.) A. Juss., todas as espécies estudadas apresentaram cromossomos relativamente pequenos (de 1,1 a 3,9J..UIl), predominantemente metacêntricos. Para 14 destas espécies estudadas foram observados os caracteres cariomorfológicos e confeccionados os ideogramas. Não foram observadas anormalidades no processo de divisão meiótica, sendo altos os índices de viabilidade de grãos de pólens aferidos. Foi realizada também hibridação in situ com uma sonda específica para regiões teloméricas em células em divisão mitótica de Lophanthera lactescens, visando averiguar a origem evolutiva de seus cromossomos grandes. Os resultados ratificam a posição primitiva da espécie dentro da família. Analisando os números cromossômicos aqui apresentados, somados aos obtidos em literatura, observamos que há uma relação direta entre a variação de número cromossômico e a derivação do hábito trepador, bem como dos frutos alados, aparentemente mais derivados. Estas derivações devem ter ocorrido interdependentemente

Abstract: The Malpigbiaceae family contrins about 71 genera and 1250 species, with 950 (that belongs to 41 genera) rather distributed in the New World. Most of Malpigbiaceae species presents climbing habit (more then 500 species), however we Can also find trees and shrubs. Based on its large geographic and ecologica1 magnitude, the Malpigbiaceae presents a great diversity of habits, fruits and pollen grains shape. Besides a considerable register of chromosome number variation in the literature is shown. Previous studies indicated that Malpigbiaceae has a great chromosome diversity, that evolves poliploidy and disploidy inter and intra-specific. Moreover the contribution to increase the chromosome numbers data of an important family as Malpigbiaceae, we intend to compare the cytogenetics information obtained here with taxonomic organization based on morphological and biogeographic studies. Cytogenetic studies were carried out in 23 species of 12 genera of Malpighiaceae, collected in cerrado and forest areas, besides some cultivated species, with 14 haploid chromosome numbers and 15 diploid accounts, with 16 of these accountings unpublished. The chromosome numbers vary from 2n=12 (Lophanthera lactescens Ducke) to 2n=80 (Banisteriopsis stellaris (Griseb.) Gates). Except Lophanthera lactescens and Galphimia brasiliensis (L.) A. Juss., al the studied species showed relatively small chromosomes (1,1 to 3,9J.11Il), predominantly metacentrics and with gradual increase in length. For 14 of these studied species karyomorphological characters were observed, its karyotype formula obtained and ideograms constructed. No abnormalities in the meiotic process of division were observed, with high leveI of viable pollen grains registered. In situ hibridization with telomeric sequence primer in mitotic cells of Lophanthera lactescens was carried out, in order to study the origin of its big chromosomes. The results confirm the primitive position of the species in the family. We intended to ana1yze in Malpigbiaceae the relationship between the evolution of the climbing habit, the variation of fruit type and alterations in the chromosome numbers. Based on chromosome number and fruit type data, we suppose that these derivations were interdependent
Subject: Cromossomos
Citogenética
Evolução
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2000
Appears in Collections:IB - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Lombello_RicardoAugusto_D.pdf6.98 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.