Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/314885
Type: TESE
Degree Level: Doutorado
Title: Efeito de dois virus sobre pepino e tomate : estudos atraves de eletroforese e de ressonancia magnetica nuclear
Author: Gouvea, Cibele Marli Cação Paiva
Advisor: Ricardo, Candido Pereira Pinto
Abstract: Resumo: Foram analisadas alterações nos padrões de proteínas e compostos de fósforo e carbono em folhas de pepino e tomate infectadas pelos vírus do mosaico amarelo da abobrinha-de-moita (VMAA) e do mosaico do pepino (VMP), através de eletroforese e ressonância magnética nuclear (RMN). As extrações de proteínas foram feitas 48 h e aos 5,10, 15 e 20 dias após a inoculação dos vírus. Foi detectado aparecimento de proteína com PM 39.000 Da na fração microssomal de pepino com VMAA e de tomate com VMP. Foi observado que a infecção de pepino e tomate por TMV não induz aparecimento dessa proteína na fração microssomal. A metodologia utilizada para caracterização parcial revelou que a proteína de PM 39.000 Da não é glicosilada, é uma proteína periférica das membranas microssomais, não está presente no fluido intercelular e na parede celular. A eletroforese bidimensional mostrou que a proteína acumulada em pepino e tomate possui a mesma carga elétrica e o mesmo número de isoformas. Assim, é possível que esta seja uma proteína relacionada ao processo de patogênese (proteína PR) e seu aparecimento reflete alterações no metabolismo da planta hospedeira. Foi ainda observado aumento de atividade peroxidásica nas plantas infectadas. Através dos estudos de RMN foi observado acúmulo de sacarose, diminuição de açúcares fosfato e aumento de fosfato inorgânico nas folhas infectadas. Isto indica uma provável alteração no metabolismo de carboidratos, devido à infecção virótica. Foi, ainda, detectado aumento de glicolato em pepino infectado sugerindo uma possível interferência do processo infeccioso sobre a atividade de oxigenase da ribulose 1,5 bisfosfato carboxilase-oxigenase. Nos tomateiros infectados foi observado aumento de compostos aromáticos

Abstract: The changes in the leaf protein pattern, phosphorus and carbon coumpounds from cucumber and tomato infected with zucchini yellow mosaic virus (ZYMV) and cucumber mosaic virus (CMV) were analysed by gel electrophoresis and nuclear magnetic resonance (NMR). The leaf proteins were extracted 48 hr and 5, 10, 15 and 20 days after virus inoculation. A MW 39,000 Da protein was induced in the microsomal fraction from cucumber infected with ZVMV and tomato with CMV. The partial characterization of the MW 39,000 Da revealed that it was not glycoprotein, but a peripheral protein from microsomal membranes and not present in the intercellular fluid and cell wall. The bidimensional electrophoresis analysis revealed the same characteristics of the protein induced in both infected plants. Thus, is possible that the protein is a pathogenesis related (PR protein) and its accumulation in infected plants reflects changes in host plant metabolism. The NMR studies showed sucrose accumulation, sugar phosphate decrease and inorganic phosphate increase. These findings indicate a probable change in host plant carbohydrate metabolism. An increase was observed in glycolate level in infected cucumber. It suggests a change on Rubisco oxigenase activity. An increase was detected in aromatic compounds in infected tomato plants
Subject: Virus do mosaico
Eletroforese
Ressonância magnética nuclear
Fitopatologia
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 1993
Appears in Collections:IB - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Gouvea_CibeleMarliCacaoPaiva_D.pdf6.31 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.