Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/314817
Type: TESE
Title: Estudo floristico e fitossociologico da "Mata de Dourados" Fazenda Paradouro, Dourados, Mato Grosso do Sul, Brasil
Title Alternative: Floristic and phytossociology of the "Mata de Dourados", Paradouro farm, Dourados, Mato Grosso do Sul
Author: Sciamarelli, Alan
Advisor: Tozzi, Ana Maria Goulart de Azevedo, 1954-
Abstract: Resumo: No Mato Grosso do Sul (Centro-Oeste do Brasil), a floresta estacional semidecídua é a terceira formação vegetacional mais representativa, porém, atualmente estas formações encontram-se fragmentadas devido à intervenção antrópica intensiva. Este trabalho teve como objetivos o estudo florístico e fitossociológico do componente arbóreo de um fragmento florestal no município de Dourados, na região sul do Mato Grosso do Sul (¿Mata de Dourados¿, Fazenda Paradouro, com 300 ha.), e estabelecer relações de similaridade com outras florestas estacionais semidecíduas sul-mato-grossenses e de regiões próximas, e também com outras formações vegetacionais. A Mata de Dourados tem sido referida como uma área onde ocorre interposição de províncias vegetacionais. O levantamento florístico foi realizado através de caminhadas, quinzenalmente, de junho de 1997 a outubro 1997 e de junho de 1999 a outubro de 2000. Foram estabelecidas 36 parcelas contíguas, em duas faixas paralelas selecionadas pelo seu estado de conservação, formando dois retângulos de 18 parcelas em cada faixa, no sentido Leste ¿ Oeste, perfazendo um total de 3.600 m2 amostrados. Nas 36 parcelas de 10 X10m os critérios de inclusão utilizados foram os de árvores com mais de 2 m de altura e de diâmetro maior ou igual a 5 cm à altura do peito (DAP). Através de uma matriz de presença e ausência de espécies, foram comparadas as espécies coletadas com sua ocorrência em outros levantamentos florísticos de diversas regiões (51 selecionados). A partir desta matriz binária, foram calculados os índices de Distância Euclidiana e Bray-Curtis e, para avaliar o nível de similaridade entre as formações vegetacionais selecionadas, os resultados foram agrupados pela média aritmética da similaridade (UPGMA) e pelo Escalonamento Multidimensional (MDS). Os dados obtidos nas parcelas foram submetidos ao índice de associação de Distância Euclidiana e agrupados pelo método de Ward. O levantamento florístico registrou 83 espécies (66 gêneros, 30 famílias). Das famílias amostradas no levantamento, as que apresentaram maior número de espécies foram Leguminosae (17 espécies), Lauraceae (6), Meliaceae (6), Rutaceae (5), Anacardiaceae (4), Boraginaceae (4), Euphorbiaceae (4). Das demais famílias, quatro apresentaram três espécies, seis apresentaram duas espécies e 13 famílias apenas uma espécie cada. Dentre as Leguminosae, Mimosoideae foi a mais numerosa com 10 espécies, seguida por Caesalpinioideae e Papilionoideae, com quatro e três espécies, respectivamente. Os 585 indivíduos inventariados nas 36 parcelas, pertencentes a 43 espécies arbóreas (24 famílias), apresentaram índice de diversidade de Shannon (H¿) de 2,987 nats.indivs-1, valor equiparado ao encontrado em algumas outras florestas estacionais semidecíduas. Nove espécies com maiores Índices de Valor de Importância (IVI) representaram 62,93% do IVI total; 13 ocorreram apenas uma vez (5,38% do total). Diatenopteryx sorbifolia Radlk apresentou o maior IVI (29,28%) e a maior Dominância Relativa (14,26%). A ¿Mata de Dourados¿ contém espécies em comum com as de florestas estacionais semidecíduas ribeirinhas, florestas estacionais semidecíduas submontanas, florestas estacionais decíduas, florestas ombrófilas e savanas florestadas, sugerindo a ocorrência de interposição de províncias vegetacionais. Por outro lado, a maior similaridade do fragmento estudado foi verificada com as florestas estacionais semidecíduas ribeirinhas e as florestas estacionais semidecíduas submontanas. Pequena similaridade foi verificada entre as florestas ombrófilas e florestas estacionais semidecíduas montanas. A comparação da composição florística do componente arbóreo do fragmento estudado da Fazenda Paradouro com outras florestas estacionais semidecíduas submontanas sul-mato-grossenses não indicou muitas espécies em comum. Na análise de similaridade entre as 36 parcelas, os grupos com maior nível de fusão foram formados pelas amostras que continham árvores com áreas basais maiores, geralmente posicionadas no interior do fragmento. A interrupção nas classes de perímetro acima de 145 cm sugere a ocorrência de extração seletiva. O predomínio de classes inferiores a 145 cm de diâmetro nas distribuições de freqüência, com grande número dos indivíduos nos estratos inferiores e com freqüência absoluta menor que 20% em todas as espécies, sugere que a floresta da Fazenda Paradouro está passando por uma fase recente de regeneração

Abstract: Seasonal semideciduous forests are the third representative biome at Mato Grosso do Sul (Central-Western Brazil). However, intensive human intervention at the last decades has been accelerated fragmentation processes of these vegetation communities. In this work were carried out floristic and phytosociological study of arboreous strata in a forest fragment in Dourados municipality, Southern Mato Grosso do Sul (¿Mata de Dourados¿, Paradouro Farm, with 300 ha.), and established floristic relationships between the studied area and other seasonal semideciduous forests from Mato Grosso do Sul and other vicinities regions, and between different forest physiognomies from these and farther regions. There are references that ¿Mata de Dourados¿ is influenced by the interference of distinctive phytogeographical provinces. The floristic survey was carrying out through assystematic routes, from July 1997 to October 1997, and from July 1999 to October 2000, fortnightly. A total of thirty-six permanent plots were sampled randomly, at Eastern ¿ Western direction in an area of 3.600 m2, distributed in two parallel strips of 18 plots, to do the phytosociological survey. In the 36 plots of 10 x 10 m, trees with diameter of breast height (DBH) equal or higher than 5.0 cm, and taller than 2.0 m were sampled. The sampled species at the floristic survey were compared with tree species from others studies (51 selected), through a binary matrix (species presence and absence). The data obtained were submitted to Bray-Curtis and Euclidian Distance Association Index was calculated through this binary matrix, and the Multidimensional Scaling (MDS) and the Arithmetic average clustering (UPGMA), to evaluate the similarity level between the vegetation formations selected. The data obtained in the 36 plots were submitted Euclidian Distance Association Index, and grouped through Ward Method. There were registered 83 species (66 genera, 30 families). The floristic survey showed that the richest families were Leguminosae (17 species), Lauraceae (6), Meliaceae (6), Rutaceae (5), Anacardiaceae (4), Boraginaceae (4), Euphorbiaceae (4). Among the other sampled families, four presented three species, and six families presented two species, and 13 families presented only one species. Considering the family Leguminosae, Mimosoideae was the richest, with 10 sampled species; Caesalpinioideae presented four species, and Papilionoideae, three species. The 585 tree individuals sampled at the phytosociological survey belong to 43 species (24 families). The species Shannon¿s diversity index (H¿) was 2.987 nats.individuals-1. The species H¿ value was quite similar to those found at others seasonal semideciduous forests fragments. Nine species with higher importance value index (IVI) represented 62.93% from total IVI; 13 species were showed only once (5.38% from the total of sampled species). Diatenopteryx sorbifolia Radlk presented the greatest IVI value (29.28%), and Relative Dominance (14.26%). The ¿Mata de Dourados¿ contains tree species from riparian forests, seasonal semideciduous forests, seasonal deciduous forests, ombrophyllous forests and forest savanna, and this fact suggests the occurrence of vegetation provinces interposition. However, the biggest through the high similarity index between riparian forests, seasonal semideciduous forests. The seasonal semideciduous forests presented lower similarities between ombrophyllous and montane tropical forests. The comparison of the floristic composition of the Paradouro Farm tree community with other seasonal semideciduous forests from Mato Grosso do Sul did not evidence a strong species similarity. At the similarity analysis between the 36 plots, the groups with the higher fusion level were formed by the plots, which presented trees with largests basal areas, generally at the interior of the forest fragment. The discontinuance of perimeter classes higher than 145 cm suggests the selective wood extraction. Through the predominance of inferior diameter than 145 cm classes at the frequencies distribution, with great number of the individuals at the inferior stratum, and absolute frequency lower than 20% showed for the total of sampled species, we suggest that the Paradouro Farm forest community was sampled in its initial natural regeneration stage (secondary succession)
Subject: Floristica
Comunidades vegetais
Floresta semidecidua
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2005
Appears in Collections:IB - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Sciamarelli_Alan_D.pdf2.29 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.