Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/314692
Type: DISSERTAÇÃO
Degree Level: Mestrado
Title: Efeitos da oxigenação hiperbarica na infecção experimental por Plasmodium spp
Title Alternative: Effects of hiperbaric oxigenation in Plasmodium spp experimental infection
Author: Blanco, Yara Carollo, 1980-
Advisor: Costa, Fabio Trindade Maranhão, 1972-
Abstract: Resumo: A malária é sem dúvida a doença parasitária mais importante do mundo, infectando 300-500 milhões de pessoas e levando a óbito cerca de 1-2 milhões de indivíduos anualmente. Malária cerebral (MC) é o mais importante tipo de complicação nas infecções maláricas. MC é uma síndrome multifatorial, entretanto sua patogênese ainda não foi totalmente elucidada. Diversos estudos mostram a adesão de eritrócitos infectados (EI) no endotélio microvascular do hospedeiro. No entanto, várias evidências indicam que um desbalanço da resposta imune e da homeostase, acarretando numa elevada expressão de citocinas pró-inflamatórias também desempenham um papel importante na patogênese da MC. O modelo utilizando camundongos C57BL/6 infectados com Plasmodium berghei ANKA (PbA) parece ser o que mais se assemelha a MC humana, já que em ambos casos ocorre um aumento significativo de citocinas próinflamatórias, da destruição neuronal, da hemorragia cerebral e da concentração de lactato. A terapia de oxigenação hiperbárica (HBO) tem sido amplamente utilizada como potencializador de cicatrização e contra microrganismos anaeróbicos. No entanto, nos últimos anos, diversos estudos têm mostrado que o oxigênio pressurizado é capaz de proteger contra a destruição da barreira hemato-encefálica (BHE), inibir a destruição neuronal, reduzir a produção de citocinas pró-inflamatórias e a expressão ICAM-1, receptor leucocitário, e de EI. Neste estudo, avaliamos os efeitos da HBO na prevenção dos sintomas da MC em camundongos infectados com PbA e nos eritrócitos expostos diretamente ao oxigênio hiperbárico. A utilização do oxigênio hiperbárico mostrou-se capaz de reduzir significativamente a taxa de mortalidade associada à malária cerebral experimental, assim como uma redução da queda da temperatura corporal e dos níveis de parasitemia. Além disso, nossos resultados demonstram que a terapia com oxigênio hiperbárico impede a destruição da BHE. Testes In vitro mostraram que a exposição direta de eritrócitos sadios e de eritrócitos infectados (EI), á HBO não é tóxica e nem capaz de alterar a viabilidade e infectividade de EI. Por último, mostramos que o tratamento com HBO realizado após o quarto dia de infecção (quando a parasitemia já é patente), retarda o aparecimento dos sintomas neurológicos da malária cerebral e morte associada

Abstract: Malaria is the world¿s most nefarious infectious disease, affecting 300-500 million people and leads to death of 1-2 million individuals per year. Cerebral malaria (CM) is the most serious complications that might occur during a malarial infection. CM is a multifactorial syndrome; however its pathogenesis is still a matter of debate. Several studies show that in adhesion of infected erythrocytes (IE) to the host microvascular endothelium is involved. Nevertheless, several bodies of evidence indicate that a unbalance in host immune response and homeostasis, leading to the expression at higher levels of proinflammatory cytokines. Infection of C57BL/6 mice with IE of Plasmodium berghei ANKA (PbA) is the largely used model for CM, as a significant augmentation in the expression levels of proinflammatory cytokines and lactate, neuronal damage and cerebral hemorrhage also occurs. Hyperbaric oxygen therapy (HBO) has been widely used against anaerobic microorganism and as an adjunct therapy in surgeries. However, in the last year several studies have shown that HBO is able to prevent brain-blood-barrier (BBB) breakdown, inhibit neural damage and the syntheses of proinflammatory cytokines and the expression of ICAM-1, a the host receptors involved in the adhesion of leukocytes and IE. Herein, we evaluated the HBO effects in preventing CM specific clinical signs in PbA-infected mice and directly against IE of PbA. The data provided by us demonstrated that HBO treatment reduces significantly CM associated mortality and clinical outcomes, such as hypothermia, BBB dysfunction and is able to inhibit parasite burden early on the infection. In vitro analysis showed that directly exposure to HBO, up to six hours, is not harmful to health erythrocytes neither inhibit parasite development and infectivity. Finally, HBO treatment was able to delay significantly the CM neurological signs and death, even thought administrated after parasite establishment
Subject: Oxigenação hiperbárica
Plasmodium
Malaria cerebral
Neuroproteção
Language: Português
Editor: [s.n.]
Citation: BLANCO, Yara Carollo. Efeitos da oxigenação hiperbarica na infecção experimental por Plasmodium spp. 2007. 97f. Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Biologia, Campinas, SP. Disponível em: <http://www.repositorio.unicamp.br/handle/REPOSIP/314692>. Acesso em: 10 ago. 2018.
Date Issue: 2007
Appears in Collections:IB - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Blanco_YaraCarollo_M.pdf1.89 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.