Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/314622
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.CRUESPUNIVERSIDADE ESTADUAL DE CAMPINASpt_BR
dc.identifier(Broch.)pt_BR
dc.descriptionOrientadores: Regina Celia Spadari-Bratfisch, Dora Maria Grassi-Kassissept_BR
dc.descriptionDissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Biologiapt_BR
dc.format.extent69p. : il.pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.typeDISSERTAÇÃOpt_BR
dc.titleSensibilidade a agonistas [beta]-adrenergicos em atrio esquerdo isolado de ratos submetidos a estressept_BR
dc.contributor.authorMoura, Andre Luiz dept_BR
dc.contributor.advisorSpadari-Bratfisch, Regina Celia, 1952-pt_BR
dc.contributor.coadvisorGrassi-Kassisse, Dora Maria, 1964-pt_BR
dc.contributor.institutionUniversidade Estadual de Campinas. Instituto de Biologiapt_BR
dc.subjectAtriopt_BR
dc.subjectBeta adrenoreceptorespt_BR
dc.subjectStress (Fisiologia)pt_BR
dc.description.abstractResumo: O estresse por choque nas patas promove supersensibilidade ao efeito cronotrópico positivo da isoprenalina em átrios direitos isolados de ratos e ratas sacrificadas em diestro, a qual está associada a aumento da proteína do adrenoceptor P2 naquele tecido. Em átrio direito de fêmeas ocorre também subsensibilidade ao efeito cronotrópico da noradrenalina. O objetivo deste trabalho é avaliar se a resposta inotrópica a agonistas Padrenérgicos também é alterada em tecido cardíaco de ratos submetidos a estresse por choque nas patas para ampliar nosso conhecimento da extensão em que a fisiologia cardíaca é alterada pelo estresse. Utilizamos átrios esquerdos isolados de ratos machos adultos da linhagem Wistar submetidos ou não a três sessões consecutivas de choques nas patas (30 minutos de duração, 120 pulsos aplicados aleatoriamente a intervalos que variavam de 5 a 25 seg; intensidade de 1 mA e duração de 1 seg). Todos os átrios receberam pré-tratamento in vitro para inibir os processos de recaptação neuronal e captação extra-neuronal. Em seguida foram obtidas curvas concentração-efeito aos agonistas isoprenalina, na presença ou ausência dos antagonistas CGP20712A, IC1118.551 ou ambos; noradrenalina, na presença ou ausência de CGP20712A; TA-2005; BRL37344 e CGP12177. Analisamos a sensibilidade do tecido aos agonistas (pD2) e a afinidade dos antagonistas (pKB). Para determinar se a população de adrenoceptores P é homogênea ou heterogênea, realizamos análise de regressão linear de Schild. Os valores foram expressos como médias: erros padrão da média. Átrios esquerdos isolados de ratos submetidos a estresse quando comparados aos átrios esquerdos isolados de ratos controle apresentaram supersensibilidade à isoprenalina (pD2: 8,44 :t 0,16 para controles e 8,85 :t 0,09 para estresse, p < 0,05; teste t de Student) e sem alteração de sensibilidade à noradrenalina (pD2: 8,00 :t 0,03 para o grupo controle e 7,83 :t 0,01 para o grupo estresse, p > 0,05; teste t de Student). Não foi observada diferença de sensibilidade para os agonistas TA-2005, BRL37344 e CGP12177. A supersensibilidade para isoprenalina foi cancelada pelo antagonista ICI118.551, sendo que os valores pD2 neste caso foram: 8,43 1: 0,11 para o grupo controle e 8,60 1: 0,11 para o grupo estresse (p > 0,05; teste t de Student). Os valores pKB do IC1118.551 foram iguais a: 7,191: 0,08 para o grupo controle e 7,13 1: 0,31 para o grupo estresse. Análise de regressão linear de Schild para o antagonismo entre CGP20712A e isoprenalina ou noradrenalina demonstrou que átrios esquerdos isolados de ratos controle e ratos submetidos a estresse apresentam uma população heterogênea de receptores-adrenérgicos. Nós concluímos que átrios esquerdos de ratos submetidos a estresse apresentam supersensibilidade à isoprenalina devido ao aumento da participação dos adrenoceptores _2. A resposta aos demais agonistas não se altera. Esta alteração na sensibilidade à isoprenalina desencadeada pelo estresse é semelhante ao que ocorre em átrio direito e em tecido adiposo de ratos submetidos ao mesmo protocolo de estresse. Estes resultados indicam que não apenas o cronotropismo mas também o inotropismo cardíaco são afetados pelo estresse o que provavelmente resulta em alterações funcionais cardíacas, de caráter adaptativopt
dc.description.abstractAbstract: Following foot shock stress white adipocytes and right atria from male and right atria from female rats sacrificed at diestrous, are supersensitive to the chronotropic effect of isoprenaline. Right atria from female rats are also subsensitive to noradrenaline. In the present study, we investigated whether the inotropic response to B-adrenergic agonists was altered in cardiac tissue from stressed rats. Left atria isolated from control or stressed male Wistar rats submitled to three 30 min foot shock sessions (120 pulses of 1.0 mA and 1.0 s duration, applied at random intervals of 5-25 s) were mounted in organ baths under a tension of 4,9 mN (0,5 gf) and stimulated with pulses of 2 Hz and 5 ms duration at voltage 20% above threshold. Concentration-response curves were obtained for the Badrenoceptor agonists isoprenaline, noradrenaline, TA2005, BRL37344 and CGP12177. Curves were also obtained for isoprenaline and noradrenaline in the presence of the selective antagonist CGP20712A (10, 30 and 100 nM), and for isoprenaline in the presence of the antagonist IC1118,551 (50 nM) or both antagonists. The sensitivity to noradrenaline, TA2005, BRL37344 and CGP12177 was unaltered in atria from foot shock stressed rats. The pD2 for isoprenaline was significantly higher in atria from stressed rats (8.85 :t 0.09) compared to control rats (8.44 :t 0.15; P < 0.05, Student's t-test). Treatment with IC1118,551 (50 nM) abolished this difference (pD2 in the presence of ICI118,551: 8.43:t 0.11 and 8.60:!: 0.11 for atria from control and stressed rats, respectively. The pKs for IC1118.551 was 7.19:t 0.08 in control atria and 7.13:t 0.31 in atria from stressed rats (p > 0.05, Student's t-test). Schild analyses for the antagonism between CGP20712A and isoprenaline or noradrenaline indicated that the B-adrenoceptor population in left atria from control and stressed rats was heterogeneous. We conclude that the supersensitivity of atria from foot shock stressed rats to isoprenaline resulted from an increase in B2-adrenoceptor mediated responses. These results were similar to those previously reported for right atria and adipocytes from rats submitted to the same stress protocol and indicate that not only the cardiac chronotropism also the inotropism was affected by stress what probably causes. adaptative alterations in the heart functionen
dc.publisher[s.n.]pt_BR
dc.date.issued2002pt_BR
dc.identifier.citationMOURA, Andre Luiz de. Sensibilidade a agonistas [beta]-adrenergicos em atrio esquerdo isolado de ratos submetidos a estresse. 2002. 69p. Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Biologia, Campinas, SP. Disponível em: <http://www.repositorio.unicamp.br/handle/REPOSIP/314622>. Acesso em: 2 ago. 2018.pt_BR
dc.description.degreelevelMestradopt_BR
dc.description.degreedisciplineFisiologiapt_BR
dc.description.degreenameMestre em Biologia Funcional e Molecularpt_BR
dc.contributor.committeepersonalnameBassani, Rosana Almadapt_BR
dc.contributor.committeepersonalnameHyslo, Stephenpt_BR
dc.date.defense2002-10-25T00:00:00Zpt_BR
dc.date.available2018-08-02T14:08:15Z-
dc.date.accessioned2018-08-02T14:08:15Z-
dc.description.provenanceMade available in DSpace on 2018-08-02T14:08:15Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Moura_AndreLuizde_M.pdf: 4831255 bytes, checksum: 89a79fa25a0a6831c383781d8adbb2ce (MD5) Previous issue date: 2002en
dc.identifier.urihttp://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/314622-
Appears in Collections:IB - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Moura_AndreLuizde_M.pdf4.72 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.