Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/314569
Type: TESE
Degree Level: Doutorado
Title: Alterações cardiovasculares de fêmeas de ratos espontaneamente hipertensos (SHR) relacionadas com a idade
Title Alternative: Cardiovascular changes in female spontaneously hypertensive rats (SHR) age-related
Author: Barros, Brigida Figueiredo de
Advisor: Areas, Miguel Arcanjo, 1952-
Abstract: Resumo: A hipertensão arterial (HA) é um dos principais distúrbios cardiovasculares, podendo desencadear alterações na vasculatura sistêmica. Modelos experimentais são amplamente utilizados em estudos sobre as alterações que ocorrem no sistema cardiovascular induzidas pela HA. O rato SHR é o modelo que mais se aproxima da HA essencial humana, pois apresenta características similares, como aumento da resistência periférica total, do débito cardíaco e da hipertrofia ventricular esquerda. Assim, ratas SHR podem constituir em modelo de hipertensão na menopausa, muito semelhante ao encontrado em mulheres. O objetivo geral deste trabalho foi avaliar a partir de qual momento do período reprodutivo são observadas alterações significativas na função cardiovascular de ratas SHR. Foram estudadas ratas SHR com idade a partir de 3 meses até 12 meses. O eletrocardiograma (ECG) foi realizado nas ratas sob anestesia ao final de cada mês de idade para se determinar o período no qual foram observadas as alterações na excitação e condução elétrica cardíaca que, tornaram-se significativamente diferentes. A partir desses resultados, esses animais foram distribuídos em 3 grupos (n=10 cada) de estudo: 3, 6 e 12 meses de idade. Foi observado, através do método do esfregaço vaginal, que as ratas dos grupos de 3 e 6 meses estavam ciclando enquanto que as ratas de 12 meses já haviam parado de ciclar. Foram determinadas a pressão arterial (PA) sistêmica e parâmetros hemodinâmicos ventriculares por meio da cateterização da artéria femoral em ratas anestesiadas. Com esses resultados pudemos avaliar a função sistólica (+dp/dt), a força de contração (IC), a função diastólica (-dp/dt) e a complacência (tau) do ventrículo esquerdo. A hipertrofia foi verificada através da morfometria do ventrículo esquerdo. Além disso, avaliou-se a atividade do SNA sobre a função cardíaca através da análise da Variabilidade da Freqüência Cardíaca (VFC). As ratas SHR apresentaram desde os três meses, elevação gradual e progressiva da PA, de acordo com o envelhecimento dos animais, quando comparadas com ratas Wistar das mesmas idades. Tais efeitos da progressão da idade, também foram observados no estudo eletrocardiográfico, o qual apresentou a partir dos seis meses, alterações significativas nas durações dos intervalos QRS, QT e QTc e alterações na morfologia do traçado do ECG, com superposição de duas ondas R e inversão da onda T, característico de isquemia cardíaca, resultados inéditos para este modelo. Nos parâmetros hemodinâmicos ventriculares, observou-se aumento da força de contração devido à hipertrofia ventricular a partir dos seis meses de idade. Com o passar do tempo (12 meses), essa hipertrofia tornou-se prejudicial, pois, foi acompanhada de redução da complacência ventricular, prejudicando assim, a atividade lusitrópica. Além disso, os dados da VFC indicaram que, a partir dos seis meses de idade, há predominância do tônus simpático sobre a função cardíaca, associada à redução da modulação parassimpática. Em conclusão, ratas SHR apresentaram a partir dos 6 meses de idade, alterações cardiovasculares significativas que resultaram em retardo na transmissão do impulso elétrico cardíaco, aumento da sobrecarga do ventrículo esquerdo, podendo resultar em arritmias cardíacas e morte súbita, como foi precocemente observado pela análise da VFC

Abstract: Hypertension is a major cause of cardiovascular disorders, and the natural progression of this disease may trigger further changes in the circulatory system. Experimental models are widely used in studies on the changes that occur in the cardiovascular system induced by hypertension. The SHR is the model that most closely matches the human hypertension, as it has similar characteristics, such as increased peripheral resistance, cardiac output and progressive left ventricular hypertrophy. Thus, female SHR may become a model of hypertension in menopause, very similar to that found in women. The aim of this study was to asses from which time of pre-menopausal period are significant changes in cardiovascular function of female SHR, independent of the absence of estrogenic activity. Cardiac electrical activity was assessed by electrocardiogram (ECG) performed in rats under anesthesia at the end of each month of age to determine the period in which we would observe the changes in excitation and cardiac electrical conduction become significantly different. From these results, theses animals were distributed into 3 groups (n=10) of study: 3, 6 and 12 month-old. It was also observed that female with 3 and 6 month old were cycling through the vaginal smear method. We determined the blood pressure and hemodynamic ventricular through catheterization of right femoral artery in anesthetized rats. With these results, we evaluated the systolic function (+dp/dt), contractility index (IC), diastolic function (-dp/dt) and complacency (tau) of left ventricle. Cardiac remodeling or hypertrophy was assessed by left ventricular morphometry. In addition, we assessed the Autonomic Nervous System activity on cardiac function through the heart rate variability analysis as an indicator of cardiovascular involvement. The young SHR (3 month old) showed a gradual and progressive increase since the beginning of the blood pressure according to the aging, when compared to Wistar rats of the same age. Such ageing effects were also observed in ECG study of SHR, which showed from 6 month-old, significant changes in the QRS, QT and QT interval durations and changes in the ECG morphology, with superposition of two R waves and T wave inversion, typical of cardiac ischemia, which are new results for this model. For ventricular hemodynamic parameters, there was an increased contractility index due to left ventricular hypertrophy from 6 month. Over time (12 month), this hypertrophy has become harmful because it was associated with reduce ventricular compliance, thereby damaging the lusitropic activity. Furthermore, data from heart rate variability indicated that, since 6 month-old tone sympathetic tone predominance on heart function associated with reduction of parasympathetic modulation, making these animals subjected to arrythmias. In conclusion, SHR showed from 6 month-old, significant cardiovascular changes that result in daley in transmission of cardiac electrical impulse, increased left ventricular overload and may result in cardiac arrithimias and sudden death, as prematurely observed by the of heart rate variability
Subject: Ratos espontaneamente hipertensos
Eletrocardiograma
Idade
Pressão arterial
Hipertrofia
Language: Português
Editor: [s.n.]
Citation: BARROS, Brigida Figueiredo de. Alterações cardiovasculares de fêmeas de ratos espontaneamente hipertensos (SHR) relacionadas com a idade. 2011. 182p. Tese (doutorado) - Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Biologia, Campinas, SP. Disponível em: <http://www.repositorio.unicamp.br/handle/REPOSIP/314569>. Acesso em: 17 ago. 2018.
Date Issue: 2011
Appears in Collections:IB - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Barros_BrigidaFigueiredode_D.pdf3.13 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.