Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/314556
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.CRUESPUNIVERSIDADE ESTADUAL DE CAMPINASpt_BR
dc.identifier(Broch.)pt_BR
dc.descriptionOrientador: Marta Helena Kriegerpt_BR
dc.descriptionDissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Biologiapt_BR
dc.format.extent64f. : il.pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.typeDISSERTAÇÃOpt_BR
dc.titleAterogenese em femeas LDLr-/- : efeito da S-nitroso-N-acetilcisteina (SNAC)pt_BR
dc.title.alternativeAtherogenesis in LDLr-/- female : effects of S-nitroso-N-acetylcysteine (SNAC)pt_BR
dc.contributor.authorWanschel, Amarylis Claudine Bonito Azeredopt_BR
dc.contributor.advisorKrieger, Marta Helena, 1958-pt_BR
dc.contributor.institutionUniversidade Estadual de Campinas. Instituto de Biologiapt_BR
dc.contributor.nameofprogramPrograma de Pós-Graduação em Biologia Funcional e Molecularpt_BR
dc.subjectAterosclerosept_BR
dc.subjectLipoproteinas de baixa densidadept_BR
dc.subjectÓxido nítricopt_BR
dc.subjectHipertensãopt_BR
dc.subjectEstrogêniospt_BR
dc.subject.otherlanguageAstherosclerosisen
dc.subject.otherlanguageLow density lipoproteinsen
dc.subject.otherlanguageNitric oxideen
dc.subject.otherlanguageHypertensionen
dc.subject.otherlanguageEstrogenen
dc.description.abstractResumo: A incidência de riscos de doença aterosclerótica cardiovascular é maior em homens do que em mulheres na fase reprodutiva, essa diferença diminui quando diminui a produção de estrógenos após a menopausa. Uma série de estudos sugere que essa diferença em ambos os sexos pode ser causada em parte, pela ação pró-aterogênica dos andrógenos. O objetivo deste estudo foi verificar a participação do dimorfismo sexual em camundongos adultos LDLr-/- no efeito vasculoprotetor promovido pelo tratamento com a S-nitrosotiol-N-acetilcisteína (SNAC) na fase inicial da aterogênese por meio dos seguintes avaliações : a) expressão fenotípica da hipertensão; b) desenvolvimento de ateroma; c) perfil lipídico; d) imunorreatividade das isoformas das NOS vasculares. Camundongos machos e fêmeas com 3 meses de idade foram avaliados nos seguintes grupos experimentais: selvagens C57BL/6 (WT) sob dieta comercial; LDLr-/- sob dieta comercial com os controles (CT);LDLr-/-sob dieta hipercolesterolêmica (HC); LDLr-/- sob diet hiperlipidêmica associado ao tratamento com SNAC 0,51µm ip/dia ( HC+SNAC). Após 2 semanas de tratamento com administração de dieta hipercolesterolêmica, verificou-se que as fêmeas desenvolveram lesões ateroscleróticas na aorta proximal ascendente 50% menores em relação aos machos. Tais evidências sugerem o papel protetor do estrógeno presente nas fêmeas adultas no estágio inicial da aterosclerose. O tratamento com SNAC promoveu a redução em 50% na instalação do ateroma em ambos sexos, evidenciando não haver relação com o dimorfismo sexual. Contudo, o perfil lipídico das fêmeas mostrou valores mais elevados que os encontrados em machos, tanto de colesterol (COL), como de triglicérides (TG) plasmáticos nos camundongos sob dieta hipercolesterolêmica. Assim, o tratamento com SNAC não impediu o aumento dos teores lipidêmicos induzidos pela dieta hipercolesterolêmica em fêmeas, inferindo que a condição não está correlacionada ao tamanho da área de lesão desenvolvida. Camundongos fêmeas LDLr-/- sob dieta aterogênica evidenciaram aumento de cerca de 10% na pressão arterial, quando comparados aos respectivos camundongos selvagens (WT). O tratamento com SNAC preveniu totalmente a hipertensão induzida pela dieta hipercolesterolêmica. Contudo, nos machos tal hipertensão foi verificada ocorrer em camundongos LDLr-/- sem dieta hipercolesterolêmica, e o tratamento com SNAC não produziu efeito preventivo na hipertensão. Tais resultados indicam que a gênese da hipertensão é diferente nos dois sexos, sugerindo a participação das vias androgênicas. As fêmeas não apresentaram hipertrofia ventricular esquerda ou redução na frequência cardíaca associada à hipertensão, a qual foi evidenciada nos machos sob as mesmas condições. Assim o conjunto de alterações hemodinâmicas indica que as fêmeas sofreram um menor impacto do que camundongos machos nas alterações cardiovasculares estudadas. A expressão de NOS foi evidenciada na aorta das fêmeas LDLr-/- sob dieta comercial (CT), contudo ausente nas WT e, sob dieta hipercolesterolêmica (HC) a sua imunorreatividade foi menor que no animal controle porém expressiva e difusa , as expressões tanto no controle como no animal HC foram reduzidas pelo tratamento com a SNAC. Estas alterações indicaram a sua participação na disfunção endotelial presente neste modelo e o fato de que o efeito protetor promovido pela SNAC está associado às vias NO/NOSpt
dc.description.abstractAbstract: The incidence of risk of coronary artery disease (CAD) is greater in men than in woman during the reproducible years, and this gender difference diminishes after cessation of estrogen production after menopause (Kannel et al, 1976). Many studies have ben suggested also that this gender difference may be caused in part by proaterogenic actions of androgens. The aim this study was verify the role of the sexual dimorphism in LDLr-/- mice in the vasculoprotector effect treatment promoted by S-nitroso-N-acetilcisteína (SNAC) in the initial phase of atherogenesis valuation following:1- phenotypic expression of the hypertension; 2- lesion area development; 3- plasma lipid levels; 4- localization of NOS using immunohistochemistry; Male and female mice 3 months old were evaluated in experimental groups following: C57Bl/6 wild type (WT) chow diet; LDLr-/- control group (CT) chow diet; LDLr-/- hypercholesterolemic diet(HC); LDLr-/- hypercholesterolemic diet plus SNAC 0.51 µmol/Kg ip/daily (SNAC). After treatment for 2 weeks the female developed a 50% decrease lesion area in the proximal aortic as compared to males. This evidence indicated the protector role of the estrogen in female in the initial stage of atherosclerosis. The treatment with SNAC promoted a 50% reduction in installation of atherosclerosis in both sexes with no sexual dimorphism. In female the lesion area was not correlated with the average plasma cholesterol levels. Female mice LDLr-/- under a hypercholesterolemic diet showed an increase of 10% in blood pressure compared whith the background (WT). The treatment with SNAC prevented the hypertension induced by the hypercholesterolemic diet. Nevertheless male hypertension is associated with mice LDLr-/- and chow diet treatment does not prevent hypertension. These results showed that hypertension genesis is different in both sexes suggesting the participation of androgenic pathways. The males showed left ventricular hypertrophy and decreased heart rate associated with hypertension, but the female in the same conditions did not show. Thus is hemodynamic alteration set indicate that female have a less impact than male mice in the studied cardiovascular alterations. The expression of the three types of NOS was evident in aorta of the female LDLr-/- chow diet, although absent in WT. In female LDLr-/- hypercholesterolemic diet there was enhanced immunoreactivity. This overexpression was decreased by treatment with the SNAC. These alterations participated in endothelial dysfunction present in this model and the protector effect promoved by SNAC is associated with the NO/NOS pathwaysen
dc.publisher[s.n.]pt_BR
dc.date.issued2006pt_BR
dc.identifier.citationWANSCHEL, Amarylis Claudine Bonito Azeredo. Aterogenese em femeas LDLr-/-: efeito da S-nitroso-N-acetilcisteina (SNAC). 2006. 64f. Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Biologia, Campinas, SP. Disponível em: <http://www.repositorio.unicamp.br/handle/REPOSIP/314556>. Acesso em: 7 ago. 2018.pt_BR
dc.description.degreelevelMestradopt_BR
dc.description.degreedisciplineFisiologiapt_BR
dc.description.degreenameMestre em Biologia Funcional e Molecularpt_BR
dc.contributor.committeepersonalnameGrassi-Kassisse, Dora Mariapt_BR
dc.contributor.committeepersonalnameCotta, Elianapt_BR
dc.date.defense2006-02-20T00:00:00Zpt_BR
dc.date.available2018-08-07T20:20:15Z-
dc.date.accessioned2018-08-07T20:20:15Z-
dc.description.provenanceMade available in DSpace on 2018-08-07T20:20:15Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Wanschel_AmarylisClaudineBonitoAzeredo_M.pdf: 1512032 bytes, checksum: 92d5d4fda32e196e08b7ee261c365152 (MD5) Previous issue date: 2006en
dc.identifier.urihttp://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/314556-
Appears in Collections:IB - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Wanschel_AmarylisClaudineBonitoAzeredo_M.pdf1.48 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.