Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/314541
Type: TESE
Title: Ritmo biologico para as concentrações de fluor no plasma em humanos
Author: Cardoso, Vanessa Eid da Silva
Advisor: Buzalaf, Marilia Afonso Rabelo
Abstract: Resumo: Neste estudo com 5 voluntários (27-33 anos), a existência de uma ritmicidade biológica para as concentrações de flúor (F-) no plasma foi avaliada. Os voluntários se abstiveram do uso de produtos dentais fluoretados por 30 dias antes do estudo e receberam uma dieta com baixa concentração de F- ([F-]) (< 0,3 mg/dia) para minimizar as alterações na [F-] no plasma relacionadas à dieta durante os 5 dias deste estudo. As amostras de plasma foram coletadas a cada 3 h das 8 às 20 h. A urina foi coletada a cada 3 h das 8 às 20 h, e adicionalmente das 20 às 8 h. Um eletrodo específico foi usado para medir o F- no plasma após difusão facilitada por hexametil-disiloxano. O F- na urina foi analisado pelo método direto após adição de tampão de ajuste de força iônica total. Paratormônio (PTH) e calcitonina séricos foram analisados por quimioluminescência e imunorradioimetria, respectivamente. Ca2+ e P no plasma foram analisados por espectrometria de absorção atômica e colorimetricamente, respectivamente. Um ritmo biológico para a [F-] no plasma foi encontrado (p=0,0029). O pico da [F-], 0,55 ± 0,11 µmol/L, ocorreu às 11 h, e a menor [F-], 0,50 ± 0,06 µmol/L ocorreu entre as 17 e as 20 h. A [F-] no plasma se correlacionou positivamente às taxas de excreção urinária de F- (p=0,0008) e aos níveis de PTH no soro (p=0,0252), que também mostrou um ritmo biológico (p=0,0004). Os níveis de PTH no soro se correlacionaram positivamente às taxas de excreção urinária de F- (p=0,0087). Os resultados mostram a existência de uma ritmicidade biológica na [F-] do plasma em humanos, e sugere que o PTH e o sistema renal estão envolvidos em sua regulação

Abstract: In this study with 5 subjects (27-33 years old) the existence of a biological rhythmicity for the plasma fluoride concentration ([F-]) was evaluated. The subjects refrained from using Fdental products for 30 days prior to the study and received a low-F diet (<0.3 mg/day) to minimize diet-related changes in plasma [F-] during the 5 days of the study. Plasma samples were collected every 3 h from 8 am to 8 pm. Urine was collected every 3 h and additionally from 8 pm to 8 am. An specific electrode was used to measure plasma F- after HMDSfacilitated diffusion. Urine F- was analyzed by the 'direct¿ method after adding total ionic strength adjustment buffer-(TISAB). Serum PTH and calcitonin were analyzed by chemiluminescense and immunorradiometry, respectively. Plasma Ca2+ and P were analyzed by AAS and colorimetry, respectively. A biological rhythmicity for plasma [F-] was found (p=0.0029). The peak [F-], 0.55 ± 0.11 µmol/L, occurred at 11 am and the lowest [F-], 0.50 ± 0.06 µmol/L occurred between 5 pm and 8 pm. Plasma [F-] was positively correlated with urinary F- excretion rates (p=0.0008) and with serum PTH levels (p=0.0252) which also showed a biological rhythm (p=0.0004). Serum PTH levels were positively correlated with urinary F- excretion rates (p=0.0087). The results show the existence of a biological rhythmicity for plasma [F-] in humans and suggest that PTH and renal system are involved in its regulation
Subject: Flúor
Plasma
Ritmos biológicos
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2004
Appears in Collections:IB - Dissertação e Tese

Files in This Item:
File SizeFormat 
Cardoso_VanessaEiddaSilva_M.pdf3.01 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.