Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/314466
Type: TESE
Title: Avaliação do sistema antioxidante de ratos diabeticos submetidos a atividade fisica regular
Author: Stoppa, Graziela Renata, 1973-
Advisor: Torsoni, Marcio Alberto, 1967-
Abstract: Resumo: No diabetes mellitus a hiperglicemia decorrente da ausência ou da baixa secreção de insulina, ou ainda, da resistência à mesma, é responsável por inúmeros efeitos sobre a célula e seus constituintes. A glicose em particular, provoca alterações celulares decorrentes do processo de glicação não enzimática e da glicoxidação. Estes processos estão relacionados à produção de espécies reativas de oxigênio (EROs) e a formação de advanced glycation endproduct (AGEs), que contribuem para a modificação irreversível de proteínas, DNA e lipídios. Desta maneira, a hiperglicemia pode promover sérios danos celulares, podendo induzir precocemente morte celular. É conhecido que em resposta ao estresse oxidativo, o sistema antioxidante celular aumenta sua atividade, com o objetivo de manter o equilibrio redox da célula, este comportamento é particularmente observado em eritrócitos e tecidos musculares de ratos submetidos à atividade fisica. Contudo, em condições de hiperglicemia, a glicação de proteínas pode promover a inativação de enzimas. Neste sentido, foi estudado o efeito da atividade fisica regular sobre o sistema antioxidante de animais diabéticos (induzido por estreptozotocina-STZ) sem um controle favorável da glicemia. A atividade da superóxido dismutase (SOD) diminuiu 64 % e a atividade das enzimas catalase (CAT), glutationa peroxidase (GPx), glutationa redutase (GR) e a concentração de GSH no sangue de animais sádios submetidos à atividade fisica aumentou significantemente, 69, 63, 58 e 18 %, respectivamente. Por outro lado, nos animais diabéticos, as enzimas GPx e GR não responderam à atividade fisica, enquanto a CAT e o nível de GSH extracelular aumentaram e a atividade da SOD foi menor que no grupo dos diabéticos. O tratamento dos animais diabéticos com aminoguanidina (AG), um inibidor do processo de glicação_ possibilitou uma resposta positiva das enzimas antioxidantes eritrocitárias à atividade fisica. Analisando os resu1tados é possível sugerir que a condição de hiperglicemia crônica_ toma algumas enzimas incapazes de responder satisfatoriamente ao aumento do estresse oxidativo celular, possivelmente devido ao processo de glicação das enzimas. Desta maneira, a atividade física associada à hiperglicemia crônica pode provocar danos adicionais aos tecidos expostos às altas concentrações de glicose tais como nos eritrócitos

Abstract: The hyperglycaemia due to low secretion, absence or resistance for insulin is responsible for numerous effects in diabetes mellitus. The glucose leads to the cellular alterations decurrent of noneIlZYIIlatic glycation process and glucose autoxidation. These processes are related with reactive oxygen species (EROs) production and to advanced glycation endproducts (AGEs) formation, that contribute to irreversible modifications of proteins, lipids and DNA and promote cytotoxic effects. Therefore, the hyperglycaemia can induce serious cellular damages, including cellular dead. The oxidative stress generate an increased response of antioxidant system, in order to maintain the redox balance of the cell, this behavior is particularly observed in erythrocytes and muscle tissues of rats submitted to physical activity. However, in hyperglycaemia conditions, the glycation of protein can lead to inhibition of antioxidant enzymes. This work evaluated the effect of regular physical activity on the antioxidant system of diabetic animaIs (induced by streptozotocin-STZ). The catalase (CAT), glutathione peroxidase (GPx), glutathione reductase (GR) activity and extracellular levels of glutathione (GSH) of healthy animais submitted to endurance training suffered a significant increase, 69%, 63%, 58% and 18 %, respectivity. Whereas the superoxide dismutase (SOD) activity was inhibited about 64 %. On the other hand, in diabetic animais, the enzymes GPx and GR did not show any change in activity CA T activity and extracellular GSH levei increased and SOD activity suffered a considerable decreasing. The treatment of diabetic animaIs with aminoguanidine (AG), an inhibitor of glycation process, allowed a positive response of erythrocyte antioxidant enzymes to physical activity. The results suggest that the chronic hyperglycaemia, lead to the inactivation of some enzymes due to the glycation processo Therefore, physical activity associated to the uncontroled or severe diabetes can promote damage to tissues exposed to high concentrations of glucose, such as erythrocytes
Subject: Diabetes Mellitus
Rato
Enzimas
Exercícios físicos
Antioxidantes
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2002
Appears in Collections:IB - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Stoppa_GrazielaRenata_M.pdf3.66 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.