Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/314336
Type: TESE
Title: Modulação da atividade mitocondrial pela S-nitrosoglutationa redutase em resposta ao estresse nutricional em suspensões celulares de Arabidopsis thaliana
Title Alternative: Modulation of mitochondrial activity by S-nitrosoglutathione reductase in response to nutritional stress in Arabidopsis thaliana cell suspensions
Author: Frungillo, Lucas, 1985-
Advisor: Salgado, Ione, 1953-
Abstract: Resumo: Embora o radical óxido nítrico (NO) seja um importante sinalizador em plantas, pouco se conhece sobre os mecanismos que controlam sua homeostase na célula. Acreditase que a enzima S-nitrosoglutationa redutase (GSNOR) tenha um papel relevante no metabolismo de S-nitrosotióis (SNO), e consequentemente na homeostase do NO, através do catabolismo da S-nitrosoglutationa (GSNO). Apesar de a mitocôndria ser um importante alvo do NO, o papel da GSNOR na funcionalidade de mitocôndrias vegetais ainda não foi descrito. Este trabalho teve como objetivo caracterizar mitocôndrias isoladas a partir de cultura celular liquida de Arabidopsis thaliana transgênicas com maior (L1) e menor (L5) expressão da GSNOR em relação ao tipo selvagem. O conteúdo de S-nitrosotióis e peróxido de hidrogênio e a emissão de NO, determinados espectrofotometricamente e fluorimetricamente com DAF-2, respectivamente, foram comparados entre células nas fases de crescimento linear (5 dias de cultivo) e estacionária (10 dias de cultivo; estresse nutricional). O consumo de oxigênio e a degradação de NO por mitocôndrias isoladas nas diferentes fases de cultivo celular foram determinados com eletrodos específicos. Na fase linear o L1 apresentou menor (81%) e o L5 maior (162%) conteúdo de S-nitrosotióis, em relação ao tipo selvagem. Na fase estacionária o conteúdo de S-nitrosotióis foi reduzido e o padrão foi invertido. A emissão de NO pelas células após 5 dias de cultivo foi maior no L5 e não diferiu estatisticamente entre o L1 e o selvagem. Após 10 dias de cultivo os três genótipos apresentaram incremento na emissão de NO, porém o L5 apresentou menor emissão que os outros genótipos. Após 5 dias de cultivo microcalos dos transgênicos L1 e L5 apresentaram menor conteúdo de peróxido de hidrogênio que o tipo selvagem. Porém, em uma condição de estresse nutricional o conteúdo de peróxido de hidrogênio foi estatisticamente igual para todos os genótipos. Ensaios com mitocôndrias isoladas mostraram que o transgênico L1 foi o único incapaz de aumentar a atividade da oxidase alternativa (AOX) e teve as atividades do complexo I e da NADH desidrogenase externa inibidas na situação de estresse. O L5 apresentou maior atividade da NADH desidrogenase externa de modo constitutivo e da proteína desacopladora (UCP) no décimo dia. Ainda, na situação de estresse a capacidade de degradação de NO foi aumentada nos transgênicos L1 e L5. Entretanto, o L5 apresentou maior resistência à inibição da respiração provocada pelo NO, provavelmente devido a maior atividade da AOX. O conjunto dos resultados sugere um importante papel da GSNOR em controlar as alterações funcionais de mitocôndrias de A. thaliana mediadas por NO

Abstract: Although the radical nitric oxide (NO) is an important sign in plants, little is known about the mechanisms that control it's homeostasis in cell. It is believed that the enzyme Snitrosoglutathione reductase (GSNOR) has an important role in the metabolism of Snitrosothiols (SNO), and consequently of NO homeostasis through catabolism of Snitrosoglutathione (GSNO). Although mitochondria are an important target of NO, the role of GSNOR on plant mitochondria functionality has not been described yet. This study aimed to characterize mitochondria isolated from liquid cell culture of transgenic Arabidopsis thaliana with higher (L1) and lower (L5) GSNOR expression relative to wild type. The content of S-nitrosothiols and hydrogen peroxide and the NO emissions, determined spectrophotometrically and fluorimetric with DAF-2, respectively, were compared between cells in the linear (5 days culture) and stationary (10 days culture, nutritional stress) growth phases. Oxygen uptake and NO degradation by mitochondria isolated at different stages of cell culture were determined with specific electrodes. In the linear phase L1 showed lower (81%) and L5 increased (162%) content of S-nitrosothiols compared to wild type. At stationary phase S-nitrosothiols contents has been reduced and the pattern was reversed. The emission of NO by the cells after 5 days of culture was higher in L5 and do not statistically different between the L1 and wild type. At 10 days culture the genotypes showed an increase in the NO emission, but L5 showed lower emissions than the other genotypes. At 5 culture transgenic lines L1 and L5 showed a lower content of hydrogen peroxide than the wild type. However, in a condition of nutritional stress, the content of hydrogen peroxide was statistically the same for all genotypes. Tests with isolated mitochondria showed that transgenic L1 was the only one unable to increase the activity of alternative oxidase (AOX) and had the activities of complex I and NADH dehydrogenase at stress. The L5 showed a constitutive higher activity of the external NADH dehydrogenase and uncoupling protein (UCP) activity at the tenth day. Furthermore, NO degradation capability by mitochondria at nutritional stress situation of NO was increased in transgenic L1 and L5. However, L5 mitochondria showed greater resistance to respiration inhibition caused by NO, probably due to increased activity of AOX. The overall results suggest an important GSNOR role in controlling the mitochondria functional changes of A. thaliana mediated by NO
Subject: Óxido nítrico
S-nitrosoglutationa
S-nitrosoglutationa redutase
Plantas - Mitocondria
Bioenergética
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2011
Appears in Collections:IB - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Frungillo_Lucas_M.pdf1.96 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.