Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/314331
Type: DISSERTAÇÃO
Degree Level: Mestrado
Title: Efeito da quercetina nas atividades fosfatasicas e seu efeito protetor na hepatotoxicidade induzida pelo acetaminofeno em camundongos
Title Alternative: Effects of quercetin on phosphatases activities and its protective effects on acetaminophen-induced hepatotoxicity in mice
Author: Camargo, Camila de Andrade, 1980-
Advisor: Aoyama, Hiroshi, 1943-
Abstract: Resumo: Os flavonóides são fitocompostos polifenólicos, caracterizados quimicamente como heterosídeos flavônicos. Apresentam diversas atividades biológicas devido às suas propriedades antioxidantes e habilidades em modular a atividade de diversas enzimas ou receptores celulares, tornando-os responsáveis pelo efeito protetor contra doenças relacionadas ao sistema cardiovascular; certas formas de câncer e doenças de fotossensibilidade e envelhecimento. As fosfatases ácidas, enzimas que hidrolisam ésteres fosfatos em meio ácido, encontram-se amplamente distribuídas no organismo. Estas enzimas são importantes no catabolismo de diversas substâncias, acreditando-se que a alteração da atividade destas enzimas esteja relacionada com modificações induzidas por drogas e por várias doenças. As transaminases são enzimas hepáticas cujo nível aumenta quando há lesão das células hepáticas (hepatócitos) provocada por qualquer tipo de agressão, como vírus, consumo excessivo de álcool ou drogas. O acetaminofeno é uma droga frequentemente usada como analgésico e antipirético. O dano hepático causado pelo uso frequente ou exagerado do acetaminofeno é comum hoje em dia. A manutenção correta dos sistemas metabólicos hepáticos é de grande importância para a manutenção da saúde. Desta forma, o estudo do flavonóide quercetina como possível protetor dos efeitos hepatotóxicos provocados pelo acetaminofeno pode ser muito promissor. O objetivo do presente trabalho foi estudar os efeitos preventivos e terapêuticos, in vivo, do flavonóide quercetina sobre as atividades de fosfatases ácidas (total, tartarato-resistente e de baixa massa molecular relativa) e de transaminases glutâmica oxalacética (TGO) e glutâmica pirúvica (TGP) no fígado de camundongos, tratados ou não com acetaminofeno. Para o desenvolvimento deste trabalho foi realizado um tratamento agudo (24 horas), de camundongos machos da linhagem Swiss, com quercetina e acetaminofeno, utilizando-se óleo de milho ou nujol como veículo para o flavonóide. A dosagem da TGO e da TGP confirmou que o acetaminofeno pode realmente ser considerado hepatotóxico, quando administrado ou ingerido em grandes concentrações no organismo. A quercetina, dissolvida em óleo mineral, reverteu a hepatotoxicidade induzida pelo acetaminofeno, nos tratamento terapêutico e, em conjunto com acetaminofeno. A quercetina dissolvida em óleo de milho, no tratamento preventivo, pode não ser a única responsável pela reversão da hepatotoxicidade causada pela administração do acetaminofeno, uma vez que quando se substituiu o veículo utilizado, óleo de milho pelo óleo mineral, este efeito não foi mais observado. Comparando-se os resultados obtidos entre fosfatases e transaminases pode-se observar que a atividade da FATR, no tratamento com nujol, demosntra uma semelhança muito grande com os resultados observados nos gráficos das atividades das transaminases e provavelmente pode se considerada uma marcadora de dano hepático. O alfa-tocoferol, presente no óleo de milho, pode ter exercido um efeito antioxidante, e mascarado o efeito protetor da quercetina e a hepatotoxicidade do acetaminofeno. Este estudo foi importante para mostrar que a atividade dos flavonóides no organismo vivo pode ser influenciada por diversos fatores, como: a natureza do veículo utilizado na sua administração, ordem de administração e o tempo de permanecia no organismo

Abstract: Flavonoids are polyphenolic phytocompounds chemically characterized as flavonic heterosides. These compounds present several biological activities due to their antioxidant properties and hability to modulate the activities of enzymes or cellular receptors, making them responsible for the protector effect against diseases related to the cardiovascular system, certain forms of cancer, photosensibility diseases and aging. Acid phosphatases, enzymes that hydrolyze phosphate esters at acid medium, are largely distributed in the organisms. These enzymes are important in the catabolism of several compounds and could be related to the modifications induced by drugs and diseases. Transaminases are hepatic enzymes which levels increase in consequence of hepatic cells (hepatocytes) lesions provoked by agressions such as virus and excessive alcohol and drug consumption. Acetaminophen is a drug frequently used as analgesic and antipyretic. It is common the hepatic damage caused by the frequent or exaggerated use of acetaminophen. The correct maintenance of the hepatic metabolic systems is of great importance for the health. In this way, the study of the flavonoid quercetin as a possible protector of the hepatotoxic effects provoked by acetaminophen seems to be promising. The objectif of the present work was to study the in vivo effects of the flavonoid quercetin on the activities of acid phosphatases (total, tartrate-resistant and relative low molecular weight) and of transaminases glutamic oxalacetic (GOT) and glutamic pyruvic (GPT) in mice livers treated with acetaminophen. To develop this work, it was performed an acute treatment (24 hours) of Swiss male mice, with quercetin and acetaminophen, using corn oil or nujol as a vehicle for the flavonoid. The determination of GOT and GPT activities confirmed that acetaminophen can be considered hepatotoxic, when administered or ingested in great amount. In the therapeutic treatments, when applied with acetaminophen, quercetin, solubilized in mineral oil, reverted the acetaminophen-induced hepatotoxicity. In the preventive treatment, quercetin, solubilized in corn oil, might not be the only responsible for the reversibility, since this effect was no more observed when the vegetal oil was replaced by the mineral oil. The results with FATR, in the treatment with nujol, showed great similarity with the results obtained with transaminases, suggesting that this class of phosphatases could be considered as markers of hepatic damage. The alphatocopherol, present in the corn oil, could be exerting an antioxidant effect, masking the protector effect of quercetin and the acetaminophen hepatotoxicity. The importance of the present study was to stress that the in vivo flavonoids activities can be influenced by several factors, such as, the nature of the vehicle used in the administration, the order of administration and the retention time in the organism
Subject: Quercetina
Fosfatases
Acetaminofeno
Transaminase
Flavonóides
Language: Português
Editor: [s.n.]
Citation: CAMARGO, Camila de Andrade. Efeito da quercetina nas atividades fosfatasicas e seu efeito protetor na hepatotoxicidade induzida pelo acetaminofeno em camundongos. 2007. 80p. Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Biologia, Campinas, SP. Disponível em: <http://www.repositorio.unicamp.br/handle/REPOSIP/314331>. Acesso em: 8 ago. 2018.
Date Issue: 2007
Appears in Collections:IB - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Camargo_CamiladeAndrade_M.pdf1.13 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.