Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/314138
Type: TESE
Title: Organização temporal de processos de aprendizagem : variação de concentrações plasmaticas de melatonina e corticosterona, atividade geral e habituação a som, em pombos sob condições de claro-escuro e de claro constante
Author: Souza, Celena Maria Zani de
Advisor: Ferrari, Elenice Aparecida de Moraes, 1945-
Abstract: Resumo: O objetivo foi analisar substratos hormonais da variação de atividade geral e de processos de habituação do comportamento exploratório a estimulação acústica ao longo de 24h, relacionando variações diurna-noturna no comportamento e nas concentrações de melatonina (MEL) e corticosterona (B) plasmáticos. A descrição do comportamento utilizou um catálogo de comportamento de pombos em cativeiro, cuja elaboração é descrita no Experimento I. No Experimento 11, esse catálogo foi usado para analisar as relações entre a variação da atividade geral nas 24h e as concentrações plasmáticas de MEL e B. Foram usados 40 pombos machos atribuídos ao grupo de ciclo claro-escuro de 12h:12h (CE), com luz acendendo às 6h (n= 20) ou de claro contínuo (CC) (n= 20). O registro comporta mental ocorreu em duas sessões de 5 min, às 3,6,9,12,15,18,21 e 24h, em dois dias sucessivos, com gravação em vídeo para a posterior categorização e quantificação da atividade geral. Amostras de sangue foram coletadas para subgrupos (n=5) de pombos nos mesmos horários de observação comporta mental. Análises radioimunológicas foram usadas para avaliar as concentrações hormonais plasmáticos de MEL (3, 6, 9,12,15,18,21 e 24h) e de B (6,12,18 e 24h). O Experimento 111 analisou a habituação do comportamento exploratório a estímulos acústicos. Foram usados dois grupos de pombos, CE (n=64) e CC (n=64), divididos em subgrupos (n=8) segundo a hora dos testes: 3, 6, 9, 12, 15, 18,21 ou 24h. Os pombos receberam sons (1000Hz, 83dB, 1s) a intervalos de 30s, em duas sessões, com intervalo de 24h. Os resultados indicaram variação de atividade geral com um pico às 6h e 18h e outro intermediário às 12h (p < 0,05). Houve um robusto ritmo de MEL plasmática em CE, com diferenças significativas dia-noite (p < 0,001). Na situação CC, a atividade geral é mantida em níveis mais elevados, exceto às 24h e 3h (p < 0,05). Em CC, a curva de concentrações medianas de B plasmática mostrou um padrão similar ao de CE, porém com valores superiores (p = 0,002). Os dados do Experimento 111 mostraram diferénças noite-dia na habituação em CE, com habituação ocorrendo apenas durante a fase clara. Na situação CC houve habituação em todos os horários excetuando-se a primeira sessão das 21 h e 24h. O aumento das concentrações plasmáticas de B em todos os horários da situação CC foi interpretado como indicativo de que a luz constante é estressante. As relações entre os aumentos nas concentrações de B e a diminuição das concentrações de MEL, com desaparecimento do seu ritmo característico, observadas na situação CC, refletiriam uma interação entre as variações cíclicas desses hormônios de modo a garantir a eficiência dos sistemas de ritmicidade endógena do organismo. As interações desse substrato hormonal e os sistemas neurais de ritmicidade biológica resultariam na modulação do comportamento e da aprendizagem de habituação ao longo das 24h

Abstract: This work analyzed the diurnal variation of different behaviors, habituation learning and plasmatic levels of melatonin and corticosterone in pigeons. Experiment I describes the procedures for the elaboration of a behavioral catalogue of pigeons maintained in home cages, in the animal's room under laboratory conditions. Two other experiments were done, each one with had two groups of animais: one submitted to a 12:12h light-dark cycle (LD), with lights on at 6:00 a.m and the other to constant light (LL) for a maximum of three days. In Experiment 11 both LD and LL groups, were observed in 5 min sessions at times 3, 6, 9, 12, 15,18, 21 and 24h during two successive days. Behavior was video taped in the home cages for posterior categorization and quantification. Radioimmune essays were used to evaluate plasmatic hormonal levels of melatonin and corticosterone. Blood samples were obtained at the same times of behavioral observation. In Experiment 111, animais were tested for habituation of the exploratory behavior to a 1000Hz, 83dB, repetitive sound (30s), in two sessions, with a 24h between-session interval. Both LD and LL birds were subdivided in 8 groups, each one tested at a different time (3, 6, 9, 12, 15, 18,21 or 24h). Results indicated diurnal variation of general activity with peaks at 6h and 18h and an intermediary one at 12h (p < 0,05) and a robust diurnal rhythm of plasmatic melatonin (p < 0,001) under LD. Both of these rhythms disappeared under LL conditions. The curve of median cummulative corticosterone plasmatic concentrations was displaced to higher values under LL but showed a similar pattern as in LD (p = 0.002). Habituation data for the LD condition indicated nightday differences with habituation learning only during the day times. Under LL conditions birds habituated to the sound at every time, except during the 21 :00 and 24:00h sessions. Constant light is a stressful stimulus for pigeons as indicated by the increase in the corticosterone levels. This change in corticosterone added to the blunting of the melatonin rhythm in LL conditions may interact in a modulatory way in order to guarantee an effective system of endogenous temporal organization. This modulatory hormonal substrate may interact with the neural system of biological timing and contribute to the changes observed in the diurnal variation of general activity and habituation learning
Subject: Melatonina
Ritmos biológicos
Aprendizagem
Corticosterona
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 1999
Appears in Collections:IB - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Souza_CelenaMariaZanide_D.pdf7.2 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.