Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/313961
Type: DISSERTAÇÃO
Degree Level: Mestrado
Title: Influencia da suplementação de creatina na modulação da captação de glicose em ratos sumetidos ou não a atividade fisica
Title Alternative: Influece of creatine supplementation on glucose uptake in rats submitted or not to physical activity
Author: Freire, Thiago Onofre
Advisor: Lancha Junior, Antonio Herbert
Junior, Antonio Herbert Lancha
Abstract: Resumo: A creatina é um dos produtos mais consumidos entre os praticantes de atividade física. Seus benefícios se associam ao aumento de massa muscular, força e desempenho principalmente em atividades esportivas que têm como característica principal a alta intensidade e a curta duração. Recentemente alguns estudos têm demonstrado a capacidade da creatina em alterar a homeostasia da glicose, promovendo uma maior captação nos tecidos periféricos. O objetivo desse estudo foi investigar o efeito da suplementação de creatina na tolerância à glicose e estoques de glicogênio muscular e hepático, em ratos submetidos ou não à atividade física por 4 e 8 semanas. Oitenta ratos Wistar foram divididos em 2 grupos, que variavam de acordo com o tempo do experimento, 4 e 8 semanas. Cada grupo foi subdividido em 4 subgrupos: controle sedentário (CS); controle treinado (CT); suplementado sedentário (SS); e suplementado treinado (ST). Os animais tiveram livre acesso à água e a ração, sendo que o grupo suplementado recebeu a ração contendo 2% de creatina monohidratada. O treinamento foi realizado 4 vezes por semana durante 40 minutos de atividade aeróbia (Natação). Para controle da intensidade do exercício, os animais tiveram pesos (2 a 5% do peso corporal) ataxados ao tórax. Após 4 e 8 semanas foram feitos testes de tolerância oral à glicose (OGTT) e análise do conteúdo de glicogênio muscular (gastrocnêmio) e hepático. Não foram observadas diferenças significativas entre os grupos nos estoques de glicogênio (muscular e hepático), na glicemia e área sob a curva analisados após o OGTT. A suplementação de creatina não foi capaz de alterar a homeostasia da glicose em ratos submetidos ou não a atividade aeróbia por 4 e 8 semanas

Abstract: Creatine is one of the most used dietary supplement among athletes and physical active people. The benefits of creatine intake are related to increase muscle mass, power and performance, especially in high intensity, short term exercises. Recently studies have suggested that creatine supplementation can modulate glucose homeostasis by increasing glucose uptake in peripheral tissues. The aim of this study was to investigate the effects of creatine supplementation on muscle and hepatic glycogen and glucose tolerance in rats submitted or not to physical activity for 4 and 8 weeks. Eighty male, Wistar, rats were divided in two groups: 4 and 8 weeks. Then each group was subdivided in 4 subgroups, according to supplement intake and submission to exercise: Sedentary Control (CS); Trained Control (CT); Supplemented Sedentary (SS); and Supplemented Trained (ST). The animals had free access to water and chow, supplemented groups had 2% of their diet as creatine monohydrated. The exercise groups swam for 40 min / day for 4 days / week with 2 to 5% of their body weight attached to the chest. After 4 and 8 weeks, oral glucose tolerance tests were performed. On the subsequent day rats were killed and muscle and liver were collected and stored in liquid nitrogen for subsequent analysis. No changes in either glycogen content (muscle and hepatic tissue) or glucose tolerance were observed. This study shows that creatine supplementation do not alter glucose homeostasis in rats submitted or not to physical activity for 4 and 8 weeks
Subject: Creatina
Glicose
Exercícios físicos
Diabetes Mellitus
Metabolismo
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2006
Appears in Collections:IB - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Freire_ThiagoOnofre_M.pdf887.61 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.