Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/313828
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.CRUESPUNIVERSIDADE ESTADUAL DE CAMPINASpt_BR
dc.identifier(Broch.)pt_BR
dc.descriptionOrientador: Ana Maria Canesquipt_BR
dc.descriptionTese (doutorado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Ciencias Medicaspt_BR
dc.format.extent147 p.pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.typeTESEpt_BR
dc.titleSecretarias de Estado da Saude no Brasil : organizações em processo de mudançapt_BR
dc.contributor.authorLavras, Carmen Cecilia de Campos, 1952-pt_BR
dc.contributor.advisorCanesqui, Ana Maria, 1944-pt_BR
dc.contributor.institutionUniversidade Estadual de Campinas. Faculdade de Ciências Médicaspt_BR
dc.contributor.nameofprogramPrograma de Pós-Graduação em Saúde Coletivapt_BR
dc.subjectPolítica de saúdept_BR
dc.subjectDescentralização administrativapt_BR
dc.description.abstractResumo: Trata-se de estudo que buscou identificar e caracterizar os processos de mudanças institucionais, em curso, num conjunto de Secretarias de Estado da Saúde (SES) no Brasil, na conjuntura de implementação do Sistema Único de Saúde e sob o processo de reforma do setor público no país, ocorrido na década de 90. Trabalha-se com a hipótese de que os movimentos de mudança que vem ocorrendo nas SES são resultantes não só da pressão exercida pelo processos indicados, mas também pela capacidade do seu grupo dirigente em compreender as novas atribuições e direcionar transformações e inovações nas dinâmicas institucionais. Partiu-se de uma concepção de mudança institucional como um processo complexo que permite diferentes enfoques, com contribuições advindas de variadas abordagens teóricas. o estudo foi realizado em dez SES selecionadas, onde foram enfocados como elementos centrais de análise o grupo dirigente da SES, estruturas organizacionais existentes e vigentes e a organização dos processos de trabalho. A realização deste estudo possibilitou a identificação de um conjunto de questões relacionadas tanto à metodologia utilizada, ao arcabouço jurídico-legal que dá sustentação ao próprio SUS e em particular, ao desenvolvimento da gestão estaduaL quanto aos processos de mudanças em curso nas SES entendidas enquanto organizações. o estudo apontou que as 10 SES estudadas estão hoje envolvidas no redirecionamento dos seus projetos institucionais, com vistas a melhor desempenharem as atribuições colocadas pelo SUS. Identificou-se ainda, uma grande heterogeneidade na capacidade de implementação destas mudanças, em função das diferenças encontradas nos perfis e nas competências dos respectivos grupos dirigentes dessas organizaçõespt
dc.description.abstractAbstract: This study identifies and characterizes the current processes of institutional changes occurring in Brazilian State Health Departments at the moment when the Unified Health System is being implemented together with the on-going reform process of the public sector in the country. It works with the hypothesis that the process of changes occurring in the Health System are the result not only of the pressure exercised by the processes themselves, but also by the capability of its managing nucleus to comprehend new attributes and direction transformations and innovations in terms of institutional dynamics. It originated from the concept of institutional change as a complex process that permits difIerent emphases with contributions deduced from various theoretical approaches. The study was made in 10 selected State Health Departments where the focus was on elements related to the managing nucleus or group of the Health Department, existing and operating organizational structures and the organization of work processes. This study made possible the identification of a set of questions related to the used methodology as wellas a legal theoretical framework which supports the SUS itself and, particularly, a state govemment management system turned to the actual changing processes at the SES seen as organizations. The study points out that the 10 State Health Departments studied are today involved in redirecting their institutional projects in order to improve the performance of the attributes given to them by the Health System. Furthermore, it identified a great heterogeneity in the capability for implementing these changes in function of the understanding of the directors with respect to health policy and organizational requirementsen
dc.publisher[s.n.]pt_BR
dc.date.issued2003pt_BR
dc.identifier.citationLAVRAS, Carmen Cecilia de Campos. Secretarias de Estado da Saude no Brasil: organizações em processo de mudança. 2003. 147 p. Tese (doutorado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Ciencias Medicas, Campinas, SP. Disponível em: <http://www.repositorio.unicamp.br/handle/REPOSIP/313828>. Acesso em: 3 ago. 2018.pt_BR
dc.description.degreelevelDoutoradopt_BR
dc.description.degreenameDoutor em Saude Coletivapt_BR
dc.date.defense2003-02-27T00:00:00Zpt_BR
dc.date.available2018-08-03T15:49:38Z-
dc.date.accessioned2018-08-03T15:49:38Z-
dc.description.provenanceMade available in DSpace on 2018-08-03T15:49:38Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Lavras_CarmenCeciliadeCampos_D.pdf: 22229036 bytes, checksum: 64407b98089cc43238e56577e4c790d4 (MD5) Previous issue date: 2003en
dc.identifier.urihttp://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/313828-
Appears in Collections:FCM - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Lavras_CarmenCeciliadeCampos_D.pdf21.71 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.