Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/313798
Type: TESE
Degree Level: Doutorado
Title: Aspectos epidemiologicos, histologicos e terapeuticos associados a evolução do carcinoma microinvasivo do colo uterino
Author: Costa-Gurgel, Maria Salete, 1956-
Advisor: Andrade, Liliana Aparecida Lucci de Angelo, 1951-
Bedone, Aloisio José, 1947-
Abstract: Resumo: A conceituação do carcinoma microinvasivo do colo uterino tem sido muito polêmica, ocasionando controvérsias também quanto à sua melhor conduta terapêutica. Através de análise retrospectiva das 186 mulheres portadoras desta neoplasia, tratadas no Setor de Oncologia Ginecológica do Departamento de Tocoginecologia da FCM/UNICAMP no período de julho de 1967 a julho de 1994, buscamos estabelecer os fatores epidemiológicos e histológicos associados a um maior risco de recidiva e óbito pela doença, bem como avaliar a proposição terapêutica utilizada no Serviço ao longo do tempo. Os casos foram submetidos à revisão anatomopatológica e reestadiados segundo a nova classificação da FIGO, proposta em 1994, no Congresso Mundial do Canadá. Não foi observada influência da idade ao início da atividade sexual, tempo de atividade sexual, número de parceiros sexuais e número de partos na freqüência de recidivas e na sobrevida livre de doença. As mulheres éujo diagnóstico de microinvasão ocorreu com 50 anos ou mais de idade tiveram uma sobrevida livre de doença significativamente menor que o grupo com idade ao diagnóstico inferior a 50 anos. Em relação aos aspectos histológicos, não foi encontrada influência do estadiamento, das medidas da profundidade e da extensão horizontal da microinvasão, de seu aspecto focal ou extenso, da presença ou não de invasão vascular do estroma e de sinais de infecção pelo HPV e, também, do comprometimento das margens cirúrgicas da conização na ocorrência de recidivas e na sobrevi da livre de doença. Porém, as pacientes que apresentaram tumor residual na cirurgia complementar pós-conização tiveram uma sobrevi da livre de doença significativamente menor em comparação com o grupo cuja neoplasia foi totalmente retirada na conização. Finalmente, ao se avaliar a adequação do tratamento realizado em comparação com a proposta terapêutica atual, não observou-se alteração significativa na sobrevida livre de doença quando os casos foram considerados tratados de forma correta, excessiva ou incompleta

Abstract: The concept of microinvasive carcinoma of the uterine cervix still remains a major debate, leading to discussions about the best therapeutic management. A hundred and eighty-six women with this diagnostic were treated at the Oncology Clinic of the Gynecology and Obstetrics Department of FCM/UNICAMP, from July 1967 to July 1994. Through a retrospective analysis, we tried to establish the epidemiological and histological factors associated to a high risk of recurrence and death, and also to evaluate the therapeutic proposition used at the Service during that period. The cases were submeted to histological revision and staged according to the new FIGO's classification, proposed in 1994, at the World Congress of Canada. There was no influence of age at first intercourse, interval between age at diagnosis and age at first intercourse, number of sexual partners and number of deliveries on the frequency of recidiv.es and disease free survival. Disease free survival was significantly lower when microinvasion diagnosis was made in women at or over 50 years than in those diagnosed earlier. Regarding the histological factors, there was no influenC;e of staging, depth and lenght of the microinvasion, focal or extensive pattern, the presence or not of vascular space invasion, signs of HPV infection and the state of conization surgical borders on the occurrence of recidives and disease free survival. However, patients presenting residual tumor at the complementary surgery had a disease free survival significantly lower compared to the group which lesion was totally removed at conization. There was no significant change in the disease free survival when cases were considered as being tre.ated in a correct, excessive or incomplete way, if we compare with the current therapeutic proposal
Subject: Tumores
Colo uterino - Câncer
Language: Português
Editor: [s.n.]
Citation: COSTA-GURGEL, Maria Salete. Aspectos epidemiologicos, histologicos e terapeuticos associados a evolução do carcinoma microinvasivo do colo uterino. 1996. 140f. Tese (doutorado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Ciencias Medicas, Campinas, SP. Disponível em: <http://www.repositorio.unicamp.br/handle/REPOSIP/313798>. Acesso em: 21 jul. 2018.
Date Issue: 1996
Appears in Collections:FCM - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Costa-Gurgel_MariaSalete_D.pdf3.83 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.