Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/313739
Type: DISSERTAÇÃO
Degree Level: Mestrado
Title: Atividade antioxidante de Byrsonima crassa Nied. e Byrsonima fagifolia Nied. em modelos de indução de ulcera gastrica
Title Alternative: Antioxidant activity of Byrsonima crassa Nied. and Byrsonima fagifolia Nied. in induced gastric lesions experimental models
Author: Pimentel, Fabiana de Oliveira
Advisor: Brito, Alba Regina Monteiro Souza, 1954-
Abstract: Resumo: A úlcera péptica afeta cerca de 10% da população ocidental. Estudos relatam a participação de espécies reativas do oxigênio (EROs) na etiologia e patofisiologia das doenças humanas; como o processo inflamatório, infecção viral, doenças auto-imunes, doenças gastrointestinais e na úlcera gástrica. Alterações bioquímicas são constatadas durante a formação da úlcera, indicando que os radicais livres estão envolvidos com o processo ulceroso. Na úlcera por etanol ocorre formação de edema, liberação de substâncias vasoativas, infiltração de células inflamatórias e aumento da permeabilidade da mucosa. Há uma maior formação de EROs a partir das células inflamatórias, devido a alterações na cadeia respiratória ou a atividade da xantina oxidase, utilizando acetaldeído como substrato. Na úlcera gástrica por de isquemia e reperfusão, a liberação de EROs é relatada como um evento patológico central, sendo a mesma por si só capaz de provocar lesões no tecido gástrico; entretanto, é após a reperfusão que ocorrem os principais eventos lesivos. Neste trabalho foi avaliada a possível atividade antioxidante da fração acetato de etila (FAc) de Byrsonima crassa e Byrsonima fagifolia em úlcera induzida por etanol e por isquemia e reperfusão em ratos machos Wistar. Sob nossas condições experimentais, os modelos de indução de úlcera por etanol e por isquemia e reperfusão provocaram alterações no sistema antioxidante da mucosa gástrica de ratos, como nos níveis de grupamentos sulfidrila (GSH), glutationa peroxidase (GPx) e glutationa redutase (GR). Também observamos aumento na atividade da superóxido dismutase (SOD) e da concentração de espécies que reagem com o ácido tiobarbitúrico (TBARs), como índice de peroxidação lipídica (LPO). As FAc de B. crassa e FAc de B. fagifolia no modelo de etanol permitiram o restabelecimento dos níveis de GSH, de LPO e da atividade da SOD. Com relação as GPx e GR apenas o tratamento com FAc de B.crassa permitiu o seu restabelecimento. O tratamento com FAc de B. crassa e FAc de B. fagifolia no modelo de isquemia e reperfusão não restabeleceu nenhum dos parâmetros estudados. A atividade antiulcerogênica da FAc de B. crassa e B. de fagifolia pode estar envolvida com atividade antioxidante através do seqüestro de radicais livres aliado a outros mecanismos de proteção

Abstract: The gastric ulcer is a pathology that affects about 10% of the world-wide population. There is evidence concerning the participation of reactive oxygen species (ROS) in the etiology and pathophysiology of human diseases, such as inflammation, viral infections, autoimmune pathologies, and digestive system disorders such as gastrointestinal inflammation and gastric ulcer. Studies have shown alterations in the antioxidant status following ulceration, indicating that free radicals seem to be associated with the ethanol-induced and ischaemia-reperfusion-induced ulceration in rats. Ethanol promotes a strong and quick venoconstriction, which is followed by arteriolar dilatation. The oxyradicals generated during the episodes of ethanol can provoke severe changes leading to cell death. In the ischaemia and reperfusion the release of ROS is reported as a central pathological event. Thus, the objective of this work was to evaluate the antioxidant activity of the ethila acetate fraction (FAc) of gross Byrsonima crassa Nied. and Byrsonima fagifolia Nied. in the induced ulcer by absolute ethanol and ischaemia and reperfusion in male rats Wistar. We observed the reduction of the levels the sulfhydryl compounds (GSH), the increase in the concentration of species that react with the tiobarbitúrico (TBARS), as index of lipid peroxidation (LPO), beyond the reduction in the activity in the activity of glutathione peroxidase (GPX), glutathione reductase (GR.) and increase in superoxide dismutase (SOD). The FAc B. crassa and FAc B. fagifolia administration in the ethanol induced the reestablishment of the levels of GSH, LPO and activity of the SOD. Regarding to the GPx and GR activities only the treatment with FAc B.crassa allowed its reestablishment. In ischaemia and reperfusion -induced gastric lesions, were observed the increase of LPO, the reduction of the activity of the GPx and GR., and the increase of SOD. The treatment with FAc B. crassa and Fac B. fagifolia in ischaemia and reperfusion -induced gastric lesions did not reestablish none of the studied parameters. The antiulcerogenic activity of gross FAc B. crassa and FAc B. fagifolia can be involved with antioxidant activity, through the free radicals kidnapping associated with other mechanisms of protection
Subject: Ulcera gastrica
Flavonóides
Atividade antioxidante
Radicais livres
Language: Português
Editor: [s.n.]
Citation: PIMENTEL, Fabiana de Oliveira. Atividade antioxidante de Byrsonima crassa Nied. e Byrsonima fagifolia Nied. em modelos de indução de ulcera gastrica. 2006. 129p. Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Ciencias Medicas, Campinas, SP. Disponível em: <http://www.repositorio.unicamp.br/handle/REPOSIP/313739>. Acesso em: 11 ago. 2018.
Date Issue: 2006
Appears in Collections:FCM - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Pimentel_FabianadeOliveira_M.pdf849.82 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.