Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/313684
Type: TESE
Degree Level: Doutorado
Title: Subsidios para o diagnostico sorologico do envolvimento neuropsiquiatrico no lupus eritematoso sistemico : determinação dos anticorpos anticardiolipina, antigangliosideos e antigalactocerebrosideos
Author: Costallat, Lilian Tereza Lavras, 1952-
Advisor: Samara, Adil Muhib, 1935-
Samara, Adil Mulib
Abstract: Resumo: As manifestações neuropsiquiátricas (MNP) do lupus eritematoso sistêmico(LES),importantes por sua frequência e gravidade,são de difícil caracterização laboratorial,não existindo elementos seguros que possam confirmar a sua presença. Com o intuito de encontrar um marcador sorológico para estas manifestações estudou-se uma população de 66 pacientes lúpicos classificados em três grupos: grupo A com MNP definidas, grupo B com MNP prováveis e grupo C sem MNP. Os soros destes pacientes foram analisados através de um ensaio imunoenzimático (ELISA) à procura de anticorpos antifosfolípides (anticardiolipina) e antiglicoesfingolípides (antigangliosídeos e antigalactocerebrosídeos). Os resultados reveleram que tanto os pacientes do grupo A como do grupo B tiveram aumento significativo dos anticorpos IgM antigangliosídeos e antigalactocerebrosídeos em oposição ao grupo C onde eles não ocorreram de modo significativo. Os anticorpos da classe IgG antigangliosídeos e antigalactocerebrosídeos não foram significativos nos três grupos. Nessa casuística os anticorpos anticardiolipina IgG e IgM não foram suficientes para caracterizar o envolvimento neuropsiquiátrico. Quando observados em relação à atividade dessas manifestações, se recentes ou não, sete pacientes do grupo A mostraram desaparecimento dos antigangliosídeos IgM e em alguns ocorreram posterior aparecimento de anticorpo da classe IgG. A análise dos anticorpos antigangliosídeos e anti-galactocerebrosídeos IgM por este método mostraram ter importante valor preditivo das MNP no LES, ressaltando-se que a negatividade do teste diminui sensivelmente a chance do paciente ter tal sintomatologia.

Abstract: Neuropsychiatric manifestations (NPM) of Systemic Lupus Erythematosus (SLE) are common, therefore, their laboratorial characterization remains difficult. In an attempt to find a serologic marker for those manifestations, sera from 66 patients with SLE were classificated and studied into three groups: A - with defined NPMi B - with probable NPM and C - without NPM. They were analysed by Enzyrne-linked immunoabsorbent assay (ELISA) for measuring IgG and IgM anticardiolipin, antigangliosides and antigalactocerebrosides antibodies. A strong correlation was found between IgM antigangliosides and antigalactocerebrosides antibodies and neuropsychiatry involvement. That correlation was not found with IgG class antibodies. In this study, anticardiolipin IgG and IgM antibodies were not sufficient for monitoring patients with SLE and NPM. The IgM antigangliosides and antigalactocerebrosides antibodies disapeared in seven patients in group A with clinical inactive disease. In two of those, IgG class antibodies occured late. The analysis of antigangliosides and antigalactocerebrosides IgM antibodies in the ELISA assay showed a important role as predictive for NPM in SLE. The negative test decreases the chance of the NPM.
Subject: Lupus eritematoso - Diagnóstico
Imunoglobulinas
Sorologia
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 1987
Appears in Collections:FCM - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Costallat_LilianTerezaLavras_D.pdf1.91 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.