Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/313665
Type: DISSERTAÇÃO
Degree Level: Mestrado
Title: Fatores associados a prevalencia de sintomas urinarios e genitais em mulheres climatericas
Author: Guarisi, Telma
Advisor: Faúndes, Anibal, 1931-
Abstract: Resumo: As estimativas sobre a proporção de mulheres portadoras de sintomas geniturinários variam entre cifras de 11 até 50%, em diferentes trabalhos realizados com populações distintas. O climatério é considerado fator agravante de tais distúrbios. Apoiados na insuficiência dos dados, principalmente em nível nacional, sobre a prevalência de distúrbios urinários e genitais nas mulheres climatéricas e pós-menopausadas, realizou-se um estudo para investigar a freqüência destes sintomas, bem como os fatores associados a maior prevalência de distúrbios urinários e genitais. Entrevistaram-se 229 mulheres que foram submetidas ao exame ginecológico no Ambulatório de Climatério do CAISM da Universidade Estadual de Campinas, através de questionário detalhado, observando-se variáveis como idade, raça, estado marital, antecedentes tocoginecológicos, uso de anticoncepção hormonal, estado menstrual, uso de terapêutica de reposição hormonal, cirurgia prévia para incontinência urinária, infecção urinária de repetição, diabetes, tabagismo, tosse crônica, quimioterapia e/ou radioterapia prévia, distopias genitais, trofismo vaginal, muco cervical e teste de Schiller. A análise dos dados foi realizada através dos testes estatísticos Qui-Quadrado, Exato de Fisher e Análise Múltipla. A freqüência de distúrbios urinários foi de 42,8%, sendo o sintoma mais encontrado a incontinência urinária; pouco mais da metade das mulheres (54,1 %) apresentavam queixas genitais, sendo a secura vaginal a mais freqüente. Os fatores que se associaram à prevalência de queixas urinárias, através da análise bivariada, foram o número de gestações, número de partos e presença de distopias genitais. Já presença de parceiro, antecedente de diabetes, cirurgia anterior para incontinência urinária, infecção urinária de repetição e menor trofismo genital associaram-se à prevalência de queixas genitais. A análise múltipla mostrou que o número de gestações associou-se a queixas urinárias e, por outro lado, as queixas genitais associaram-se à presença de parceiro, diabetes, menor trofismo vaginal e menor índice de massa corpórea. Concluiu-se que os fatores associados à prevalência d~ queixas urinárias e genitais são distintos e que merecem, portanto, uma abordagem diferente do ponto de vista propedêutico e terapêutico

Abstract: The estimation about the proportion of women carrying genitourinary symptoms varies from.11 to 50% in different researches donein distinct population. The climacteric is considered an aggravating factor of these disturbances. Supported on insuficient data basically in national levei, about the prevalence of ufinary and genital disturbances in climaterical and postmenopausal women, the objetives of this study were to investigate the prevalence of these symptoms as well as the associated factors .to the major prevalence of genital and urinary disturbances. Through a detailed questionary, it was interviewed 229 women who was attended at the Menopause Clinic of State University of Campinas, observing age,' race, marital status, gynecological and obstetrics ntecedents, hormonal contraceptive use, hormonal replacement therapy, previou urinary incontinence surgery, urinary tract i nfection , body mass index, smoking, cronic co~gth, diabetes, time since last menstrual period, quimiotherapy and radiotherapy, genital prolapse, vaginal atrophy, ce rvi cal mucus and Schiller test. The statistic analysis were performed by Qui Square, Fisher's Exact Test and Multiple Analysis. The prevalence of urinary symptoms summened 42,8%, and the most frequent symptom presented was the urinary incontinence, and 54,1% of the women had genital complaints and vaginal dryness was the most frequent one. The factors which were associated to urinary complaints, by bivariad analysis, were the number of pregnancies and genital prolapse while having a partner, diabetes, previous urinary incontinence surgery, recurrent urinary infection and the minor genital atrophy were associated to genital complaints prevalence. The conclusions of this study were: the factors associated to a prevalence of genital and urinary complaints are distinct and they deserve a different approach in a propaedeutic and therapeutic point ofview
Subject: Menopausa
Aparelho genital
Sistema urinário
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 1996
Appears in Collections:FCM - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Guarisi_Telma_M.pdf2.53 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.