Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/313657
Type: TESE
Title: Saude da mulher em revistas semanais brasileiras : conteudo e qualidade cientifica
Title Alternative: Women's health in weekly Brazilian news magazines : content and scientific quality
Author: Oliveira, Mariella Silva de
Advisor: Pinto-Neto, Aarão Mendes, 1952-
Abstract: Resumo: Objetivos: avaliar o conteúdo e qualidade científica de textos informativos sobre saúde da mulher apresentados em revistas semanais brasileiras. Métodos: pesquisa de corte transversal, a partir da coletânea de textos sobre saúde da mulher, difundidos pelas três revistas semanais do segmento atualidades (Veja, Época e IstoÉ), pelo período de um ano, entre agosto de 2005 e julho de 2006. Inicialmente, foi identificado o tema em saúde da mulher presente no texto jornalístico, como saúde reprodutiva, prevenção, riscos e cuidados, beleza e estética, sexualidade, saúde mental, violência, menopausa e saúde geral. Em seguida, outras variáveis foram identificadas, como o gênero informativo do texto, que poderia ser nota, notícia, reportagem ou entrevista; a presença de ilustração; o tipo de fonte que deu informações ao repórter, seja ela científica, empresarial, governamental e a região geográfica de origem da informação. Para avaliar a qualidade científica dos textos, 80 unidades foram analisadas de forma independente por dois médicos e dois jornalistas, através de questionário Index Of Scientific Quality, adaptado para o português e submetido à prova piloto e reteste. Após a análise dos textos, foi verificada a consistência interna dos itens do questionário (medida pelo alfa de Cronbach) e a concordância inter e intra-observador (através do índice Kappa) para cada um dos oito itens do questionário, que variam de um a cinco pontos e medem a aplicabilidade, opinião versus fato, validade, alcance, precisão, coerência, conseqüência e um item global, que resume os outros itens e cuja mediana foi considerada para avaliação da qualidade. Resultados: Foram coletados 987 textos sobre saúde, sendo que 14,8% deles foram classificados como textos sobre saúde da mulher. Houve predomínio do assunto saúde reprodutiva (26,7%) e gênero informativo nota (45,2%). O tema menos referido foi a menopausa, com 4,8% do total do espaço. A maioria dos textos foi ilustrada (87,7%), com fontes científicas (41,1%) e informações de origem internacional (41,1%). Ao buscar a qualidade científica dos textos foram encontradas medianas que variaram de 2 a 4 em sete itens do questionário sendo que a referente ao item global foi igual a três. A consistência interna dos itens do questionário variou entre 0,81 e 0,96. A concordância inter-avaliadores foi de - 0,03 a 0,48 e a intraobservador variou entre 0,27 e 0,34. (IC 95%). Conclusões: A saúde da mulher ocupou pouco espaço nas revistas semanais brasileiras de generalidades e apareceu mais relacionada a aspectos reprodutivos. Os itens do questionário mensuraram a qualidade científica de forma adequada, porém a baixa concordância inter e intra-observadores indica a necessidade de novos estudos para avaliar a versão brasileira do ISQ. A qualidade científica dos textos foi moderada. Palavras-chave: jornalismo científico, saúde da mulher, periódicos brasileiros, comunicação de massa e mulheres, saúde na comunicação de massa, saúde e qualidade de vida

Abstract: Objectives: To evaluate the content and scientific quality of informative texts on women¿s health published in weekly Brazilian news magazines. Methods: A cross sectional study carried out by evaluating all the texts on women¿s health published in three weekly current affairs magazines (Veja, Época and Istoé) over a period of one year. Content was expressed as variables describing topics of women¿s health, e.g. reproductive health, prevention, risks and healthcare, beauty and esthetics, sexuality, mental health, menopause and general health; the format of the report, e.g. a brief note, headline, article or interview; whether it was illustrated; the source of information, e.g. whether scientific, commercial, governmental or other; and the geographical origin of the information. To evaluate the scientific quality of the texts, 80 units were independently analyzed by two physicians and two journalists using the Index of Scientific Quality (ISQ), adapted for use in Portuguese and submitted to a pilot test and retest. Following analysis of the texts, internal consistency was measured using Crombach¿s alpha, and inter- and intra-rater agreement using the Kappa index for each one of the eight items in the questionnaire. Items received from 1 to 5 points and measured applicability, opinion versus fact, validity, scope, precision, coherence and consequence, as well as providing an overall median that summarized the other items and represented an evaluation of quality. Results: A total of 146 texts on the subject of women¿s health were found, comprising 14.8% of the total space devoted to health in general. The most commonly reported subject was reproductive health (26.7%) in the format of a brief note (45.2%). The least common subject was menopause, comprising only 4.8% of the total space. Most of the reports were illustrated (87.7%), originated from scientific sources (41.1%) and were of international origin (41.1%). The scientific quality of the texts received a median score that ranged from 2 to 4 in seven items of the questionnaire, while the overall median score was 3. Internal consistency of the items in the questionnaire ranged from 0.81 to 0.96. Inter-rater agreement varied between -0.03 and 0.48, while intra-rater agreement ranged from 0.27 to 0.34 (95%CI). Conclusion: Little space is allocated to women¿s health in weekly news magazines and reports appear to be related predominantly to subjects concerning reproduction. The items comprising the questionnaire provide an adequate measurement of scientific quality; however, low inter- and intra-rater agreement indicates a need for further studies to evaluate the Brazilian version of the ISQ. The scientific quality of the texts was evaluated as moderate. Key words: scientific journalism; women¿s health; Brazilian journals; mass.media and women; health in mass media; health and quality of life
Subject: Jornalismo científico
Saúde da mulher
Periodicos brasileiros
Mulheres na comunicação de massa
Saúde na comunicação de massa
Qualidade de vida
Saúde
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2008
Appears in Collections:FCM - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Oliveira_MariellaSilvade_M.pdf897.15 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.