Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/313632
Type: TESE
Title: Contribuição a etiopatogenia do cancer do coto gastrico : estudo experimental
Author: Andreollo, Nelson Adami, 1951-
Abstract: Resumo: O câncer do coto gástrico é definido como o carcinoma que ocorre no estômago remanescente após a ressecção gástrica ter sido realizada por doença benigna. Revisões de casuísticas clínicas demonstram que a sua ocorrência é mais freqüente após a reconstrução a BILLROTH 11, no sexo masculino e em doentes previamente operados por úlcera duodenal. A probabilidade de ocorrer o câncer do coto gástrico eleva-se principalmente após 20 anos da cirurgia inicial, sendo que após os 25 ou 35 anos, atinge 5 a 8 vezes mais em comparação à população de doentes não gastrectomizados da mesma faixa etária. Além disso, é descrito risco mais elevado de câncer de esôfago, colorretal, pâncreas, mama, fígado e pulmões em doentes gastrectomizados. A carcinogênese do coto gástrico tem sido atribuída a vários fatores, a saber: ao refluxo bílio-pancreático, à acloridria ou hipocloridria, à gastrite atrófica, à população bacteriana atípica, à dieta alimentar e fatores ambientais, à ação de nitritos e nitratos e compostos N-nitrosos, à junção de dois tipos diferentes de epitélio na linha de sutura e outros. Pesquisas experimentais minuciosamente elaboradas nos últimos anos, utilizando ou não drogas carcinogênicas em animais gastrectomizados com vários tipos de reconstrução do trânsito digestivo, tentam demonstrar a participação e importância destes fatores etiopatogênicos acima descritos. Os autores são unânime sem afirmar que mais de um fator está envolvido. A ação de fatores ambientais e dietéticos têm aceitação geral na literatura, como responsáveis pela etiopatogenia do câncer gástrico de indivíduos não gastrectomizados. Estes fatores envolvem o consumo de nitrito e nitratos e outros alimentos que contém aminoácidos, como a arginina e a prolina, dando origem a compostos chamados N-nitrosos. São conhecidos mais de 200 compostos N-nitrosos sabidamente carcinogênicos aos órgãos do aparelho digestivo. A inexistência de pesquisas experimentais elaboradas para investigar especificamente as alterações histopatológicas causadas pelos nitritos, nitratos e compostos N-nitrosos no estômago operado, motivou o desenvolvimento desta pesquisa. Foram empregados 108 ratos machos da raça WISTAR divididos em 4 grupos distintos, conforme o procedimento realizado: gastrotomia (27 animais) , gastroenteroanastomose + vagotomia troncular (27 animais), gastrectomia a BlILROTH II + vagotomia troncular (27 animais) e gastrectomia a Y de ROUX + vagotomia troncular (27 animais). Cada um destes grupos foi redividido em três outros, contendo nove animais, ingerindo durante oito meses, respectivamente: água, solução aquosa de nitrito de potássio (30 mg/kg de peso/dia) + nitrato de potássio (30 mg/kg de peso/dia) e composto N-nitroso. O composto N-nitroso foi obtido mediante associação em solução aquosa nitrito de potássio (30 mg/kg de peso/dia) + nitrato de potássio (30 mg/kg de peso/dia) + N-Benzoyl-L-argininamida(BAA - 64 mg/litro) + ácido nítrico (0,06 ml/litro de solução). Após o período de observação os animais foram sacrificados, tiveram seus estômagos retirados para estudos macroscópicos e microscópicos.Através de colorações com hematoxilina-eosina foram registradas as alterações histopatológicas em cada animal. Durante o tempo de observação, os animais tiveram seu peso controlado, bem como os volumes ingeridos das respectivas soluções, para que ao final da pesquisa pudessem ser calculadas as quantidades ingeridas das drogas, correlacionando-as com as alterações histopatológicas. A análise macroscópica das peças evidenciaram presença de úlceras e tumores no estômago operado. As alterações histopatológicas evidenciadas à microscopia foram variadas: gastrite crônica, metaplasia intestinal, hiperplasia glandular cística, displasia e carcinoma, as quais foram analisadas comparativamente em relação aos procedimentos cirúrgicos realizados e soluções ingeridas. As alterações histopatológicas variaram conforme o tipo de procedimento realizado, sendo que em cada um foi registrado um tipo de alteração mais evidente e significante, a saber: a) Gastrotomia gastrite crônica (66,6%); b) Gastroenteroanastomos e + Vagotomia Troncular -hiperplasia glandular cística (55,6%): c) Gastrectomia a BILLROTH II + Vagotomia Troncular - hiperplasia glandularcistica (48,2%) e d) Gastrectomia a Y de ROUX + VagotomiaTroncular - gastritecrônica (33,3%). Não foi registrado ocorrência de carcinoma em nenhum dos animais que ingeriram água. Apenas um animal submetido a gastroenteroanastomose ingerindo água, apresentou displasia (2,7%). A ingestão das soluções de nitrito + nitrato de potássio e de composto N-nitroso (BAA + Nitrito + nitrato de potássio acidificados) provocou alterações histopatológicas importantes e significativas no estômago dos animais, sendo que os achados de hiperplasiaglandular cística - displasia- carcinoma foram significantes (p < 0,05) nos animais que ingeriram estas soluções. Os estudos das alterações histopatológicas comparando-se as soluções ingeridas e o tipo de procedimento realizado evidenciou que: a) não houve diferença estatística significante (p > 0,05) entre os procedimentos realizados e as soluções ingeridas, quanto à presença de gastrite crônica; b) houve diferença estatística (p < 0,05) quando foi comparado a presença de hiperplasia glandular cística entre os procedimentos gastrotomia/gastroenteroanastomose e gastrectomia a BILLROTH 11e a Y de ROUX, sendo mais significantes nestes últimos procedimentos; c) não houve diferença estatística (p > 0,05) quando foi comparado os achados de normal-metaplasia com hiperplasia glandular cística e displasia-carcinoma,entre os animais submetidos a gastroenteroanastomose,gastrectomia a BILLROTH II e a Y de ROUX; d) a ocorrência de carcinoma foi nos animais que ingeriram soluções de nitrito + nitrato e composto N-nitroso e submetidos a gastroenteroanastomose(3 animais - 11,1%), a gastrectomia a BILLROTH II (2 animais - 7,4%) e a Y de ROUX (1 animal- 3,7%). Na análise comparativa entre os valores médios das soluções ingeridas entre os grupos, foi encontrado que no grupo de animais submetidos a gastroenteroanastomose + vagotomia troncular e que ingeriram solução de composto N-nitroso, houve diferença estatística significante (p < 0,05) com os demais grupos. Neste grupo, as quantidades ingeridas da referida droga foram superiores, e justamente ocorreram dois animais (7,4%) com carcinoma. Tendo em vista estes resultados pode-se concluir que alterações fisiopatológicas importantes instalam-se no estômago operado dos animais, provocando mudanças significativas na mucosa, de tal forma que, quando os mesmos são submetidos a ingestão de drogas tais como as que foram utilizadas nesta pesquisa, ocorrem alterações histopatológicas progressivas até o desenvolvimento do carcinoma

Abstract: The gastric stump cancer is defmed as a carcinoma arising in the remnant stomachafier the gastric resectionperfomedto treat benign diseases. Literature revision of clinic casuistics shows that the occurrence is more frequent afier BILLROTH II reconstruction, in males and patients previously operated for duodenal ulcers. The probability of gastric stump cancer arising increases especially 20 years after the former surgery. It grows still higher 25 or 30 years afierwards, reaching 5 to 8 folds more than the no gastrectomizedpatients in the same age groups. Besides, high risk of esophageal,colorectal, pancreatic, mammary, liver and lung cancer developing in gastrectomized patients has been described. The gastric stump carcinogenesis has been attributed to several etiologies: biliopancreatic reflux, achlorhydria, hypochlorhydria, atrophic gastritis, atypical bacteria, food and environmental factors, nitrites, nitrates, N-nitroso compounds, the two different types of epitelium in the suture line and others. Detailed experimental researchs carried out, with or without carcinogenic drugs in gastrectomized animaIs, with many types of digestive transit reconstruction, has tried to show the participation and importance of the above described etiologies. The influenceof diet and the environmentalfactors have general acceptationin the literature, as responsible for the etiopathogeny of the gastric cancer in no gastrectomizedpeople. These factors involve the consumptionof nitrites, nitrates and other foods containing aminoacidessuch as arginine and proline, originating products named N-nitroso compounds. More than 200 N-nitroso compounds are known as carcinogenicto the digestivetract. Note: The complete abstract is available with the full electronic digital thesis or dissertations
Subject: Neoplasias gástricas
Gastrectomia
Gastroenterostomia
Nitratos
Nitritos
Compostos nitrosos
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 1994
Appears in Collections:FCM - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Andreollo_NelsonAdami_LD.pdf4.08 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.