Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/313557
Type: TESE
Title: A imunoexpressão de VEGF-A, a densidade microvascular e linfatica determinadas pelo CD34 e D2-40, podem não ser fatores inidicativos de recidiva de carcinoma invasivo inicial de mama
Title Alternative: VEGF-A expression, microvessel and lymphatic vessel density may not be predicting factors of early breast cancer agressiveness
Author: Britto, Anna Valeria Gervasio de
Advisor: Ward, Laura Sterian, 1956-
Abstract: Resumo: Objetivo: Avaliar a relação da angiogênese em carcinomas invasivos iniciais da mama com fatores clínico-patológicos indicativos de recorrência. Casuística e Métodos: Em 92 casos de pacientes com neoplasia maligna invasiva e inicial da mama e submetidas à pesquisa de comprometimento do linfonodo-sentinela (LS) pesquisou-se a imunoexpressão de VEGF-A, CD34 e D2-40 nos cortes dos tecidos tumorais previamente fixados e incluídos em parafina. Esta expressão foi analisada em relação ao estado do LS e às características clínico-patológicas, incluindo a classificação atual de risco para recidiva. Resultados: Não houve associação entre a imunoexpressão do VEGF-A e a avaliação da angiogênese com o estado do LS, nem tampouco com as demais características clínico-patológicas, incluindo grupos de risco para recidivas. Apenas o tamanho do tumor primário e a idade da paciente foram indicadores de acometimento linfonodal. O coeficiente linear de Spearman não indicou correlação da imunoexpressão dos marcadores entre si. A deteccção de linfáticos pela imunocoloração com anti-D2-40 possibilitou a alteração da classificação de risco em quatro pacientes. Conclusões: Não houve associação entre microdensidade de vasos sanguíneos (CD34) e linfáticos (D-2-40) ou da imunoexpressão de VEGF-A, com variáveis clínico-patológicas clássicas indicativas de maior recidiva, nos carcinomas analisados nesse estudo. Porém, a imunocoloração com anti-D2-40 aprimorou a determinação de invasão linfática, considerada fator de maior risco de recidiva em neoplasias malignas da mama com LS negativo

Abstract: Objective: To evaluate the relationship between early breast cancer angiogenesis and clinicopathological factors indicative of recurrence. Methods: Immunoexpression of VEGF-A, CD34 and D-2-40 was assessed in formalin-fixed, paraffin-embedded sections of primary breast cancer specimens from 92 patients submitted to sentinel lymph node (SN) investigation. The expression of these markers was confronted to SN status, clinicopathological features and the current risk groups classification. Results: No association between the immunoexpression of the three markers and SN status, clinicopathological features or risk assessment was detected. Only tumor's size and patient¿s age were predictors of SN status. There was no correlation among the three markers by the Spearman¿s linear correlation coefficient. The use of D2-40 as a marker of lymphatic vessels improved vascular invasion detection, changing the current risk groups classification in four patients. Conclusions: There was no association between tumoral microvascular (MVD) and lymphatic density (LVD), or immunoexpression of VEGF-A, with classical clinicopathological variables of tumour recurrence in this study. However, immunostaining for D2-40 proved to be useful in improving assessment of vascular invasion, an adverse feature in early breast cancer without node involvement
Subject: VEGF
Mamas - Doenças
Cancer
Linfonodos
Mamas - Câncer
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2007
Appears in Collections:FCM - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Britto_AnnaValeriaGervasiode_D.pdf2.26 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.