Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/313546
Type: TESE
Degree Level: Doutorado
Title: Epistemologia contemporanea e saude : a luta pela verdade e as praticas terapeuticas
Author: Tesser, Charles Dalcanale
Advisor: Campos, Gastão Wagner de Sousa, 1952-
Campos, Gastão W. de S.
Abstract: Resumo: Vários dilemas relacionais, éticos e terapêuticos da atenção à saúde biomédica estão relacionados com aspectos da epistemologia hegemônica aplicada na saúde, baseada num ideário positivista, cartesiano, representacionista e mecanicista, proveniente da física clássica. Esse ideário também dificulta o relacionamento da biomedicina com os curadores não-científicos. Todavia, autores contemporâneos têm introduzido mudanças na epistemologia das ciências naturais, que, por hipótese, podem contribuir para amenizar ou solucionar alguns desses dilemas. O trabalho consistiu do estudo, discussão e apresentação de sete autores representativos dessas mudanças, a saber, Popper, Lakatos, Kuhn, Fleck, Feyerabend, Maturana e Latour (capítulo 1); uma reflexão sobre os possíveis desdobramentos dessas novas idéias epistemológicas na área da saúde (ensino e pesquisa, clínica e saúde coletiva) (capítulo 2); o delineamento de tendências extraídas desses autores e o esboço de um enfoque epistemológico neles baseado (capítulo 3). Como resultado, três tendências epistemológicas despontaram: a superação do positivismo mecanicista na saúde, a construção de uma nova visão epistemológica dita "co-construtivista" - em que a realidade é vista como co-construída pelos sujeitos em interação com o mundo - e a reposição do homem, seus coletivos e sua vida no centro da cena epistemológica. Isso, aplicado à saúde, mostra-se facilitador de mudanças na relação dos terapeutas com o saber biomédico e seus limites, e indutor de melhorias no relacionamento da biomedicina com os pacientes e com os curadores não-científicos. Ao final, derivada do enfoque co-construtivista, é proposta uma combinação da noção de "tradição", de Feyerabend, com as idéias de estilo e coletivo de pensamento de Fleck e com visão não-moderna de Bruno Latour, para o reconhecimento, estudo e aplicação de medicinas ou racionalidades médicas distintas de forma simétrica, sem adesão a priori a uma delas. A partir dessa combinação é possível reconhecer estruturas sócio-cognitivas especializadas de saber/prática em saúde-doença ("tradições de cura") portadoras, por hipótese, de eficácia, passíveis de estudo, comparação e oferta como recurso terapêutico à população. Nessa proposta, a biomedicina é uma dessas tradições de cura

Abstract: Several relational, both ethical and therapeutical dilemmas of the attention to biomedical health are related to certain aspects of the hegemonic epistemology in healthcare, which is based on a positivist, Cartesian, representational and mechanical ideal, deriving from classical Physics. This ideal also renders difficult the relationship between biomedicine and the non-scientific healers. Nonetheless, contemporary authors have introduces some changes in the natural sciences epistemology, that, hypothetically, may contribute to soften or solve some of these dilemmas. This work consists in the study, discussion and presentation of seven authors who are representative of these changes, i.e, Popper, Lakatos, Kuhn, Fleck, Feyerabend, Maturana and Latour (chapter 1); a reflection on the possible developments of these new epistemological ideas in the health field (teaching and research, clinic and collective health) (chapter 2); the outline of the tendencies extracted from these authors and a sketch of a epistemological focus based on them (chapter 3). As a result, three epistemological tendencies emerged: the overcome of mechanical positivism in healthcare, the construction of a new epistemological view called "co-constructivist" and the replacement of the man, his collectives and his life in the centre of the epistemological scene. That, applied to healthcare, facilitates improvement in the relationship with patients and with the non-scientific healers, as wells as in the relationship between the therapists and the biomedical knowledge and its limits. Finally, a combination of Feyerabend's notion of tradition with Fleck's ideas of style and collective of thought and the non-modern view of Bruno Latour is proposed, for the acknowledgement, study and application of different medicines or medical rationalities in a symmetrical way, without a prior involvement with one of them. This combination permits to study and to offer for the pacients terapheutics derivated from different 'cure traditions', hypothetically, with eficacy. On this proposal, biomedicine is one of that 'cure traditions'
Subject: Medicina - Práticas
Saúde pública
Medicina alternativa
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2004
Appears in Collections:FCM - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Tesser_CharlesDalcanale_D.pdf19.51 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.