Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/313536
Type: DISSERTAÇÃO
Degree Level: Mestrado
Title: Analise da interface formada entre o poli (fluoreto de vinilideno), piezeletrico e não piezeletrico e o tecido muscular e osseo de ratos
Author: Callegari, Bianca
Advisor: Belangero, William Dias, 1952-
Abstract: Resumo: O objetivo deste estudo foi analisar a interface formada entre o poli(fluoreto de vinilideno) (PVDF - piezelétrico e não piezelétrico) e o tecido muscular e ósseo do rato. Foram utilizados 40 tubos de PVDF [P(VDF-TrFE)] piezelétricos com coeficiente de piezeletricidade de d3h = 2,5 pC/N e capacitância 800 pF/m e 40 tubos de PVDF não piezelétricos. Em vinte animais foram implantados 40 tubos de PVDF piezelétricos e nos outros vinte, 40 tubos de PVDF não piezelétricos, seguidos por 7 dias, 3, 6 e 12 semanas. Os tubos foram implantados na região intercondiliana do fêmur da pata posterior esquerda e no corpo do músculo tríceps sural da pata posterior direita. A interface formada pelos tubos com o tecido muscular (n=40) e ósseo (n=32) foi estuda por microscopia óptica convencional e os tubos retirados por microscopia eletrônica de varredura (n= 72). A MEV por retroespalhado foi realizada para o estudo da interface entre o tubo e o tecido ósseo não descalcificado (n = 8). Ao redor dos tubos implantados no tecido muscular houve formação de cápsula com ausência de macrófagos e células gigantes. A retirada dos tubos piezelétricos, tanto do tecido muscular quanto do tecido ósseo, foi sempre mais difícil do que a dos tubos não piezelétricos, devido à aderência dos primeiros no leito receptor. A microscopia eletrônica de varredura demonstrou maior aderência e crescimento de tecido conjuntivo sobre os tubos de PFVD piezelétricos. Ao redor e no interior dos tubos de PVDF piezelétricos implantados no tecido ósseo pode se observar, após 12 semanas, crescimento evidente de tecido ósseo, principalmente no interior do tubo. A microscopia eletrônica por retroespalhamento também demonstrou a presença de tecido ósseo somente no interior dos tubo piezelétricos, após 12 semanas. Os resultados indicam que a piezeletricidade teve papel importante na neoformação, tanto do tecido ósseo quanto do tecido conjuntivo denso. Provavelmente, essa neoformação foi decorrente de microdeformações produzidas nos tubos piezelétricos, oriundas da contração do músculo tríceps sural e da pressão intraarticular gerada pelo movimento articular e pela marcha

Abstract: The objective of this study was to evaluate the interface formed between the poli(vinilidene) fluoride (PVDF ¿ piezelectric and non piezelectric) and bone rats tissue. Were used 40 PVDF [P(VDF-TrFE)] piezelectric tubes and 40 PVDF [P(VDF-TrFE)] non piezelectric tubes. In 20 animals were implanted 40 piezelectric PVDF tubes and in the other 20 animals, 40 non piezelectric PVDF tubes, followed for 7 days, 3, 6, and 12 weeks. The tubes were implanted in the femoral interncondilian region in the left foot and in the triceps muscle in the right foot. The interface formed by the tubes and the muscular tissue (n=40) and bone (n=32) was achieved by conventional optic microscopy and the removed tubes by scanning electron microscopy (n= 72). The SEM bacskattered was used to access the interface between the tube and the bone tissue without decalcifying (n=8). Around the muscular implanted tubes, there was a capsule formation without macrofage and giant cells. The piezelectric tubes removal, even from the muscular or bonetissue, was always more difficut than the non piezelectric tubes removal. It occured because there was greater tissue adhesion. The SEM showed greater adhesion and connective tissue growth around the piezelectric tubes. Around and inside the piezelectric tubes in the bone tissue, after 12 weeks, we could observe evident bone growth inside the tube. The SEM backscattered showed the boné tissue presence only inside the piezelectric tubes, after 12 weeks. The results indicate that the piezelectric effect had and important role in the new formation, even for bone or connective tissue. Probably, this new formation was due to small deformations in the piezelectric tubes, provided from the triceps contraction and from the articular movement during the march
Subject: Piezoeletricidade
Ossos
Language: Português
Editor: [s.n.]
Citation: CALLEGARI, Bianca. Analise da interface formada entre o poli (fluoreto de vinilideno), piezeletrico e não piezeletrico e o tecido muscular e osseo de ratos. 2004. 80 p. Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Ciências Médicas, Campinas, SP. Disponível em: <http://www.repositorio.unicamp.br/handle/REPOSIP/313536>. Acesso em: 3 ago. 2018.
Date Issue: 2004
Appears in Collections:FCM - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Callegari_Bianca_M.pdf1.49 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.