Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/313528
Type: TESE
Title: O comportamento de lactentes nascidos a termo pequenos para a idade gestacional no primeiro trimestre de vida
Author: Mello, Bernadete Balanin Almeida, 1958-
Advisor: Gonçalves, Vanda Maria Gimenes, 1949-
Abstract: Resumo: O objetivo deste estudo foi comparar o comportamento de lactentes nascidos a termo, pequenos para a idade gestacional (PIG) e lactentes nascidos com peso adequado para a idade gestacional (AIG), no primeiro trimestre de vida. O desenho foi de um estudo analítico, prospectivo, duplo-cego, caso controle. O projeto foi aprovado pelo Comitê de Ética em Pesquisa da Faculdade de Ciências Médicas da Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Os recém-nascidos foram selecionados na matem idade do Centro de Atenção Integral à Saúde da Mulher (CAISM), da UNICAMP, obedecendo aos seguintes critérios de inclusão: gestação de feto único; neonatos assintomáticos; sem necessidade de cuidados especiais; residente na região metropolitana de Campinas; idade gestacional entre 37 e 41 semanas; Grupo PIG com peso de nascimento abaixo do percentil 10 conforme a adequação pesolidade gestacional e o Grupo AIG com peso de nascimento entre os percentis 25 e 90. Foram excluídos os portadores de síndromes genéticas, malformações ou infecções congênitas. Foram selecionados 57 recém-nascidos a termo, para a composição de dois grupos. Grupo AIG: lactentes nascidos com peso adequado para a idade gestacional (AIG) e Grupo PIG: lactentes nascidos pequenos para a idade gestacional (PIG). Para a avaliação do neurodesenvolvimento foram utilizadas as Escalas Bayley de Desenvolvimento Infantil 11 (BISID-II). Para a avaliação do comportamento do lactente, elegeu-se as Escalas de Classificação do Comportamento (ECC), das BSID-II. Para a análise estatística foi utilizado o pacote estatístico SAS. O nível de significância foi de 5%. Os resultados observados nas escalas Mental e Motora demonstraram uma queda significativa entre os valores encontrados de IS do primeiro para o segundo mês, nos lactentes PIG. Os resultados da ECC apontaram valores de significância estatística no segundo mês, com resultados inferiores no grupo PIG. Na comparação entre os grupos no primeiro mês de vida, embora não houvesse diferença significativa, observou-se que o grupo AIG apresentou um número maior de lactentes classificados como alterados. No terceiro mês, os resultados foram iguais entre os grupos. Na observação dos resultados dos fatores que compõem a ECC, o Fator Atenção/Virgília não apresentou diferença significativa na comparação entre os grupos no primeiro trimestre de vida. Entretanto, foi observado valores medianos maiores entre os lactentes PIG no primeiro mês, e valores medianos menores no segundo e terceiro meses. Com relação ao Fator Qualidade Matara, verificou-se que no primeiro e terceiro meses, os valores foram iguais entre os lactentes AIG e PIG. Entretanto, no segundo mês, houve diferença significativa entre os grupos, com valores medianos menores nos lactentes PIG. A avaliação do primeiro trimestre de vida no estudo longitudinal verificou a mesma diferença significativa do estudo transversal, indicando melhores resultados no grupo AIG

Abstract: The purpose of this study was to compare the behavior of full-term infants small-for-gestational age (SGA) with full-term infants appropriate-for-gestational age (AGA) , in the first months of life. This research design was double-blind prospective observational case-control study. Ethical permission was obtained from the Research Ethics Committee of the School of Medicine Science of State University of Campinas (UNICAMP). The neonates were selected at the Center of Integral Attention to the Woman's Health (CAISM-UNICAMP). Entry criteria two days after birth; infants living in Campinas metropolitan area; full-term neonates (37-41 weeks); expected birth weight less than 10th percentile for the SGA group and birth between 25th and 90th percentile for the AGA group. Infants with genetic syndromes, multiple congenital malformations and verified congenital were exclued. Forty-six infants carne back for the assessment. The sample for the transverse study consisted of 31 infants in the 1st month; 33 in the 2nd and 34 in the 3rd month. For the longitudinal cohort were considered 20 infants in the 1st month, 2nd and 3rd month. The Bayley Scales of Infant Oevelopment 11 (BISO-li) were ministrated, with emphasis in the Behavior Rate Scale (BRS). The data were registered in a data base of the Epidemiological Information Program (EPI-INFO version 6.2). The Statistical Analysis System (SAS) was used for statistical tests. The adopted significance levei was 0.05. In the transverse cohort in the 1st month, the SGA group showed better values in the Index Score (IS) of the Mental Scale and in the Raw Score (RS) of the BRS, despite of no significant difference. In the 2nd month it was found that SGA infants showed lower average values, with a trend to significant difference in the Mental IS and significant difference in the Motor IS and BRS RS. The Attention/Arousal Factor and Motor Quality Factor displayed significantly lower average values in SGA group, in the itens gross-motor movement required by tasks, control of movements, soothability when upset, energy, exploration of objects and/or and in the Motor Quality Factor, in the itens: hypertonicity, tremulousness. The longitudinal cohort has also verified the same results the transversal study
Subject: Neonatologia - Pediatria
Lactentes - Desenvolvimento
Infância
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2003
Appears in Collections:FCM - Dissertação e Tese

Files in This Item:
File SizeFormat 
Mello_BernadeteBalaninAlmeida_M.pdf3.8 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.