Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/313511
Type: TESE
Title: A gestão do trabalho em equipe no modelo assistencial em defesa da vida : a experiencia do Hospital Publico Regional de Betim
Author: Oliveira, Roseli da Costa
Advisor: L´Abbate, Solange, 1942-
L'Abbate, Solange, 1942-
Abstract: Resumo: Este trabalho é o produto de um grande envolvimento profissional com o tema da organização do processo de trabalho na área da saúde e de um compromisso político com a concretização do Sistema Único de Saúde. A partir de uma história pessoal de inserção em vários níveis de gerenciamento no sistema público de saúde, nos instiga particularmente o desejo de aprofundar os conhecimentos e tentar responder uma pergunta: o trabalho em equipe na saúde é uma construção possível? Motivada por esta questão e partilhando várias idéias sobre o tema com professores inseridos no LAPA (Laboratório de Administração e Planejamento) do Departamento de Medicina Preventiva e Social da Faculdade de Ciências Médicas da UNICAMP, buscamos o curso de mestrado desta instituição para adquirir mais condições teóricas e metodológicas que nos capacitasse para a realização dessa tarefa. Partimos do levantamento de bibliografia que tratasse do tema principal, tanto no seu conteúdo mais estrito, como por exemplo no tema da interdisciplinaridade, como também de outra categorias teóricas que nos ajudasse a pensar o trabalho em equipe inserido em um dado contexto histórico e político institucional. Dentre estas categorias, destacamos a Gestão pois nos interessava identificar os instrumentos ou mecanismos de gestão que pudessem funcionar como facilitadores ou dificultadores do trabalho em equipe. O local escolhido para a realização da pesquisa empírica foi o Hospital Público Regional de Betim, tendo sido focada mais detalhadamente a Unidade de Pediatria. O motivo desta escolha foi a necessidade de conhecer os resultados de uma proposta diferente de trabalho em um hospital público, na qual estivemos à frente juntamente com outros companheiros da Secretaria Municipal de Betim no momento de sua implantação, porém não houve condições de acompanhamento da continuidade do processo, pois esta foi efetivada por outro grupo de gestores. Além desse interesse, este Hospital tornou-se uma referência de um modelo de atendimento humanizado e de um modelo de gestão colegiada e participativa para todo o Brasil, fato este que reforça a necessidade de uma avaliação após 5 anos de funcionamento do hospital. A metodologia eleita foi a qualitativa, utilizando-se como instrumento de conhecimento da realidade a análise do atendimento de uma criança internada na Unidade de Pediatria, através da pesquisa de prontuário e de entrevista semi-estruturada com os profissionais envolvidos no caso e a gerente da unidade. Esta entrevista, além de questões sobre o caso estudado, levantou aspectos gerais da organização e gestão do processo de trabalho na unidade. Os resultados obtidos nos mostram que não existe um conceito único de equipe do ¿tipo de ideal¿ que consiga servir de modelo para avaliar a existência ou não de equipes nas diversas formas tecnológicas de organização do processo de trabalho com seus diferentes objetos. No entanto, no Hospital Regional de Betim, apesar de continuar existindo as velhas formas de expressão das relações de poder entre os profissionais, pôde-se evindenciar que nos momentos em que os casos tornam-se mais complexos, envolvendo problemas de saúde mais amplos do que os caráter puramente biológico, há uma possibilidade de abertura dos profissionais para que eles reconheçam os limites de sua formação profissional e passem a necessitar de outros olhares e outros saberes no sentido reorientar sua prática em direção a uma assistência mais integral, praticando assim uma clínica ampliada e vivenciando momentos de interação essenciais à concretização do trabalho em equipe

Abstract: This paper is the result of a great professional involvement with the theme: The organization of the work procedure in the health care environment and the political compromise with the realization of the Health Care Sole System. From our personal history on the insertion of many levels of management in the public health care system, we felt particularly instigated in deepening our knowledge and trying answering the following question: is team work a possible construction in the health care system? Motivated by this question and sharing many ideas on the theme with teachers from LAPA (Laboratory of Planning and Administration) of The Social and Preventive Health Care Department of Faculdade de Ciências Médicas from UNICAMP, we sought that institution¿s course to acquire more theorical and methodological conditions that would enable us in the realization of this task. We started collecting a bibliography that would deal with the main theme; so much in its strict contents, as for example on the theme of interdisciplinary areas; as also in other theorical categories, that would help us think team work inserted in a certain political institutional and historical context. Within these categories we accentuated Management, because it was interesting to us to identify the devices and equipments of management that would function as facilitators or burdensome for the working team. The Hospital Público Regional de Betim was the chosen place for the realization of the empiric research; focusing specifically on its pediatric unit. The main reason for that choice was the necessity to know the results of a different proposition of work in a public hospital. At the moment of its inauguration we were at the head of the movement, together with other comrades from the Secretaria Municipal de Betim, but we did not have the chance to follow the development of the proceedings, because it was concluded by another group of managers. Besides that interest, this hospital became a reference point of a model in humanized health care and also a model of collegiate and participative management for the entire country. This fact reinforces the necessity of an evaluation after 5 years of functioning of the hospital. The selected methodology was a qualitative one, using as an instrument from the reality, the analyses of a hospitalized child in the pediatric unit, through the research of the chart and a semi-structured interview with the professional involved in the case and the unit¿s manager. This interview, besides the questions about the studied case, brought up the general aspects of the organization and management of the procedures from the work in the unit. The results show us that does not exist one only concept of a team like ¿ideal type¿ that can serve as a model to evaluate either the existence or the non-existence of teams in the several technological ways of organization of the working procedure with its different objects. Nevertheless at the Hospital Público Regional de Betim, besides the continuing existence of old forms of expression of the relationship of power among the professionals, it was clearly show that during the moments when the cases became more complexes, involving health problems that are more ample than its purely biological quality, there is a possibility of an openness from the health care professionals, so they can recognize the limitations on their knowledge and the needs of other way of looking and of knowledge from different sources, in a way to determine their practice in direction of a whole medical assistance. And in doing so, performing one more ample clinical service, and living moments of essential interplay to the realization of the work as a team
Subject: Saude publica - Administração de pessoal - Betim (MG)
Hospitais - Administração de pessoal - Betim (MG)
Pessoal da saude publica
Grupos de trabalho
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2001
Appears in Collections:FCM - Dissertação e Tese

Files in This Item:
File SizeFormat 
Oliveira_RoselidaCosta_M.pdf709.96 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.