Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/313506
Type: DISSERTAÇÃO
Degree Level: Mestrado
Title: Valor prognostico dos marcadores de imuno-histoquimica e biologia molecular nos pacientes com hepatoblastoma na infancia
Author: Aguiar, Simone dos Santos
Advisor: Brandalise, Silvia Regina, 1943-
Abstract: Resumo: O hepatoblastoma é um tumor embrionário raro (1:1.000.000 nacimentos) , representando o tumor hepático mais freqüente em crianças com idade menor que 3 anos. A importância da histopatologia e o prognóstico do hepatoblastoma é conhecida na literatura , sendo o tipo histológico fetal puro o de melhor prognóstico. Com o desenvolvimento da imuno-histoquímica (llI) e da biologia molecular , nova compreensão dos hepatoblastomas pode ser delineada através de expressões protéicas específicas , cuja relação com o subtipo histopatológico precisa ainda ser elucidada. Objetivos: Este trabalho procurou verificar a associação entre os achados histopatológicos e os marcadores de IH ao diagnóstico e no momento cirúrgico, após o uso de quimioterapia (QT) , com a sobrevida global e livre de eventos, dos pacientes portadores de hepatoblastoma na infância. Material e Métodos: Foram analisados os espécimes do tumor hepático de 21 pacientes, com revisão do diagnóstico histológico por pelo menos dois patologistas experientes. Para a pesquisa da expressão do PCNA , do Ki-67 , do p53 ,da ~-Catenina ,do c-erb-B2 e da glicoproteína P , foi utilizada a técnica de IH . As determinações destas expressões protéicas foram realizadas ao diagnóstico, e no momento cirúrgico, após o 40 ciclo de QT. A análise da expressão do p53 também foi rea1i7~da pela técnica de FISH em 8 pacientes. Quatorze pacientes eram do sexo feminino e 7 do masculino , com idade média ao diagnóstico de 13 meses. Resultados:A expressão do PC NA foi positiva em 100% dos casos avaliados ao diagnóstico, sendo negativo em apenas um paciente no momento cirúrgico. Nos tumores do tipo histológico fetaVembrionário o valor da positividade do PCNA variou de 27% a 52,2% ao diagnóstico, e de 8,2% a 90% no momento cirúrgico . Nos tumores do tipo fetal puro, esta variação foi de 20% a 75,2% ao diagnóstico e, no momento cirúrgico de 4,8% a 29,4%. A ~-CateDiDa apresentou expressão positiva em 59% dos casos ao diagnóstico e 87% no momento cirúrgico.Ao diagnóstico, a expressão do Ki-67 variou de 7% a 43,6% , tornando-se negativo no momento cirúrgico em 84% dos casos. Em 15 pacientes, a positividade do Ki-67 ao diagnóstico estava associada com sobrevida livre de eventos em 12 anos de 66,7% (p=O,OI). A expressão do p53 por IH foi avaliada em 17 casos, sendo negativa em 16 deles. A expressão gênica do p53 pela técnica de FISH foi avaliada em 8 casos, sendo positiva em 5 . Apenas 1 caso apresentou resultados positivos para o p53 nas duas técnicas empregadas. Ao diagnóstico a GpP foi positiva em 2 casos. A expressão negativa da GpP em 10 pacientes, no momento cirúrgico, está associada à sobrevida global em 12 anos de 70% (P=0,67). Os pacientes com expressão positiva do c-erb-B2 ao diagnóstico tiveram sobrevida global de 87,5% em 8 anos , enquanto aqueles com expressão negativa deste marcado r obtiveram sobrevida global de 33,3% (p=0,02). Conclusões. A expressão positiva do c-erb-B2 , ao diagnóstico, teve valor prognóstico, determinando taxas de sobrevida em 8 anos de 87,5 (p=O.02). A expressão positiva do Ki-67 ao diagnóstico, também se associou com melhor prognóstico, determinando taxas de sobrevida global em 12 anos de 66,7% (P=0,01). A expressão dos demais marcadores não se correlacionou com o prognóstico destes pacientes. O subtipo histológico fetal puro teve importância prognóstica , sendo variável independente de risco (p=O.02)

Abstract: Hepatoblastoma is a rare embrionary tumor (1:1.000.000/ new births) , being the most frequent liver tumor in children under the age of 3 years . The pathology prognostic value is well determined in the literature . Tumors with fetal type have the best prognosis. With the advances of immunohistochernical (IR) and biology markers , a new comprehension about this tumor still need to be known. Objectives: The present study investigated the relationship between the pathology results and IH findings , at the moment of diagnosis and surgery after the 4th cycle of chemotherapy (CREMO) with the overall survival rates (OS) and event free survival (EFS) of pediatric hepatoblastoma patients (pts). Patients and Methods: Twenty one pediatric hepatoblastoma's specimens had the hystological subtype reviewed at least for 2 experimented pathologysts. To evaluate the protem expression for PCNA, Ki-67 , p53 , ~-Catenin, c-erb-B2 and Glycoprotem P (GpP) IR techniques were performed at the moment of diagnosis and after CREMO (surgery time). The p53 analysis was also done by FISH m 8 pts. Fourteen pts were female and 7 male , with the median age at diagnosis of 13 months . ResuIts . One hundred per cent ofthe pts had overexpression ofPCNA at the moment of diagnosis , being negative in just one pt at surgery time .Considering tumors with hystological fetal/embryonal type , the PCNA labeling index ranged ftom 27% to 52.2% at diagnosis , and ftom 8.2% to 90% at surgery .In those eases with the fetal type , this positivity was ftom 20% to 75.2% at diagnosis , and ftom 4.8% to 29.4% at surgery . Overexpression of ~-Catenin at the moment of diagnosis was deteeted in 59% ofthe pts and in 87% ofthem at surgical time. Ki-67 ranged ftom 7% to 43.6 % and remained nega tive after CREMO, in 10 pts (84%) . The overexpression of Ki-67 at the moment of diagnosis determined an event ftee survival (EFS) of66.7% in 12 years (p= 0.01). One out 21 pts (4.7%) presented p53 over expression by IH , eonfumed by FISH . Controversially, among 57.1 % of pts with nega tive p53 by IR , the overexpression by FISH analysis was defined as positive. Considering GpP positivity at diagnosis , it was detected in 2 pts , being nega tive after CREMO mIO pts. Pts with overexpression of GpP at surgery time had an OS rate of 80% versus 70% for the pts with this negative expression (p=O.67) .So the overexpression ofGpP was not a worse prognosis prediet factor . Finally the overexpression of c-erb-B2 at diagnosis was related with an OS of 87.5% at 8 years , while for those pts with negative expression the OS rate was 33.3% (p=O.02). Conclusion. The overexpression of c-erb-B2 at diagnosis is related to better survival rates in those pts with hepatoblastoma (p=O.02). The overexpression of Ki-67 at diagnosis is a good prognostic factor by determining an OS rate of 66.7% in 12 years (p=O.OI).The overexpression of remaining markers did not correlate with the OS neither EFS rates .According to histology , pts with fetal type had better prognosis (p=O.02)
Subject: Histologia
Fígado
Proliferação celular
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2003
Appears in Collections:FCM - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Aguiar_SimonedosSantos_M.pdf7.85 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.