Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/313392
Type: DISSERTAÇÃO
Degree Level: Mestrado
Title: Aspectos moleculares das ataxias espinocerebelares autossomicas recessivas
Author: Costa, Flavia Chagas
Advisor: Lopes-Cendes, Íscia Teresinha, 1964-
Abstract: Resumo: As ataxias espinocerebelares (ABC) formam um grupo heterogêneo de doenças degenerativas que envolvem o sistema nervoso central. Esse grupo se caracteriza clinicamente por apresentar disfunção cerebelar manifestada por ataxia de marcha, incoordenação e disartria. Nos casos familiares, o padrão de herança é variável, podendo ser compatível com herança autossômica dominante (HAD) ou herança autossômica recessiva (HAR). Para as ataxias espinocerebelares com HAR existem três lócus identificados até o momento: ataxia de Friedreich (AP) no cromossomo 9q; ataxia com deficiência de vitamina E (ADVE) no cromossomo 8q,. e uma forma muito rara de início da inf'ancia, IOSCA (Infantile Onset Spinocebellar Ataxia) no cromossomo 10q. A maioria dos casos de AP é causada por uma expansão em homozigose do trinucleotídeo (GAA)n localizado no primeiro ÍI1tron do gene -125. Esse gene codifica uma proteína de 210 aminoácidos denominada de Frataxina, com alvo mitocondrial. Alelos normais variam de sete a 30 unidades (GAA)n enquanto que alelos expandidos' variam de 100 a 1700 (GAA)n. A ADVE é clinicamente semelhante à AP, sendo que a maneira mais confiável de realizar o diagnóstico diferencial entre essas duas formas de ataxia é através da análise molecular. A ADVE é causada por mutações de vários tip?s ,e~ontradas no gene a-TTP, que codifica a proteína transportadora do alfa-tocoferol, com 278 aminoácidos. Pelo menos 13 tipos de mutações foram descritas até o momento. Neste estudo, foram genotipados 97 indivíduos pertencentes a 58 famílias não relacionadas. Uma freqüência de 15% de indivíduos afetados com a mutação AP foi encontrada Este é um estudo pioneiro no Brasil, onde estudamos a freqüência das mutações responsáveis pelas ataxias espinocerebelares com fIAR determinamos as características das mutações encontradas e realizamos estudos de correlação entre o genótipo e características feno típicas desses pacientes

Abstract: The spinocerebellar ataxia form a group of neurodegenerative disorders with clínical heterogeneity. They are characterized by cerebelIar dysfunction with progressive ataxia, incoordenation and dysarthria. Familial cases show variable pattem of inheritance: autossomal dominant (AD) or autossomal recessive (AR). To date, thereare four loci described for the spinocerebelIar ataxia with AR: Friedreich ataxia (F A) on chromosome 9q; ataxia with vitamin E deficiency (ADVE) on chromosome 8q, the lnfantile Onset SpinocerebelIar Ataxia (IOSCA) on chromosome 10q and ataxia telangiectasia on chromosome llq. the %25 gene. This gene encodes for a 210 aminoacids protein named Frataxin, with mitochondrial target. Normal (GAA)n alleles range ITom seven to 30 (GAA)n units and expanded (GAA)n alleles have 200 to 1700 (GAA)n units. ADVE is clinically identical to the FA,-and the best way to di:fferentiate between the two forms is by molecular testing. ADVE is caused by di:fferent types of mutations, found in the a-TTP gene, with codes for alpha tocopherol transfer protein, with 278 aminoacids. To date, there are 13 di:fferent mutations reported in a-TTP. We studied 97 individuais, belonging to 58 unrelated families. The ITequency of patients with FA mutation was 15% among our patients. No mutations were found in a-TTP gene by SSCP ana1ysis. This is the first report on the fTequency of different mutations causing spinocerebellar ataxia with AR inheritance in the Brazilian population. In addition, we analyzed the molecular characteristics of the mutations detected and performed genotype - phenotype correlation
Subject: Vitamina E
Sistema nervoso - Degeneração - Doenças
Ataxia
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2000
Appears in Collections:FCM - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Costa_FlaviaChagas_M.pdf2.6 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.